conecte-se conosco


Economia

Justiça bloqueia R$ 60 milhões de empresa investigada por Brumadinho

Publicado


tragédia de brumadinho
Diogo Antunes/Photopress/Agência O Globo
A TÜV SÜD é investigada pelo rompimento da barragem 1 da Mina Córrego do Feijão, tragédia que deixou 238 mortos

O Ministério Público de Minas Gerais, por meio da Promotoria de Justiça de Brumadinho, determinou o bloqueio de R$ 60 milhões das empresas TÜV SÜD Bureau de Projetos e Consultoria e TÜV SÜD SFDK Laboratório de Análise de Produtos. A decisão liminar é do dia 9 de maio e foi assinada pela juíza Perla Saliba Brito.

Leia também: Após Brumadinho, Vale fecha primeiro trimestre com prejuízo de R$ 6,4 bilhões

O processo corria em sigilo, mas ele foi suspenso pela magistrada nessa terça (14). A TÜV SÜD é a empresa contratada pela Vale para fazer a auditoria em áreas de barragens e é investigada pelo rompimento da barragem 1 da Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho
, após emitir um laudo garantindo sua segurança. A tragédia deixou 238 mortos e 32 desaparecidos.

Na mesma liminar, a juíza ainda suspendeu as atividades da TÜV SÜD referentes a análises, estudos, relatórios técnicos e quaisquer serviços relativos à segurança da estrutura de barragens, além de trabalhos como auditoria e certificação de sistemas de gestão ambiental. Em caso de descumprimento dessas suspensões, a empresa está sujeita à multa diária.

No entendimento da magistrada, a TÜV SÜD é responsável pela prática de ato lesivo à administração pública, o que dificultou a fiscalização da Fundação Estadual do Meio Ambiente e a investigação do Ministério Público de Minas Gerais (MP-MG). Segundo o MP, as declarações de estabilidade da barragem em Brumadinho não refletiu o estado crítico de suas estruturas, que eram de conhecimento dos consultores da empresa.

Leia mais:  Câmeras registraram momentos antes de jovem ser imobilizado no Extra; assista

Leia também: Vale soma R$ 142 milhões em multas desde 2014 – e não pagou nenhuma

“Enquanto, externamente, apresentava-se declaração de estabilidade da  TÜV SÜD
ao Poder Público, internamente a empresa alemã e a Vale reconheciam a situação crítica de instabilidade com o problema urgente de liquefação, adotando posturas contraditórias, implicando a prática dessas condutas a responsabilidade objetiva da pessoa jurídica, que deve ser submetida às sanções administrativas e civis previstas”, diz um trecho da ação.

Fonte: IG Economia
Comentários Facebook
publicidade

Economia

Sine abre mais de 1.200 vagas de emprego nesta semana

Publicado

O painel de vagas do Sistema Nacional de Emprego (Sine-MT) está com 1.201 vagas de emprego abertas nessa semana. As oportunidades estão distribuídas em 27 municípios de Mato Grosso. Os interessados devem procurar a unidade mais próxima de sua residência em Cuiabá e no interior do Estado.

Para os interessados que moram em Cuiabá são 36 vagas disponíveis. O público geral conta com 27 oportunidades de emprego nas áreas de técnicos de alimentos, técnico em segurança do trabalho, atendente de lanchonete, entre outros. Já para o público PCD, são nove oportunidades nas áreas de atendente balconista, atendente de balcão, auxiliar de limpeza e camareira de hotel.

Em Tangará da Serra, são 32 oportunidades disponíveis; 01 eletricista automotivo, 01 serigrafista, 01 supervisor de garantia da qualidade (veterinária ou zootecnia), 04 técnico de enfermagem,
02 costureira de lingerie, 01 vendedor externo, 01 analista de recursos humanos, 01 instalador técnico de internet, 01 montador de móveis, 01 crediário, 02 técnico eletrônico, 05 técnico de enfermagem, 01 mecânico de caminhões, 01 técnico agrícola, 01 vaga para pessoa com deficiência, 01 auxiliar de cozinha, 01 recepcionista noturno, 03 mecânico de motos, 03 auxiliar de mecânico de motos. As vagas estão sujeitas a alteração. Para se cadastrar, o candidato precisa levar ao SINE,  Carteira de Trabalho, RG e CPF.

No município de Lucas do Rio Verde, localizado ao norte do Estado, são oferecidas 194 vagas de trabalho. 50 vagas são para apanhador- na cultura, 35 são para operador de processo de produção, 17 ajudante de cozinha e as demais em diversas áreas.

Leia mais:  Vale é multada em  R$ 35 milhões por despejo de rejeitos no mar

Em Diamantino são 150 oportunidades ofertadas. Somente na área de auxiliar de linha de produção são 101 vagas, 32 em operador de máquinas agrícolas, oito, em oficial de serviços gerais de manutenção de edificações, operador de pá carregadeira, entre outros.

Nessa semana, no município de Sapezal as vagas  de trabalho se concentram no setor agrícola. São 62 vagas para operador de máquinas agrícola, 20 operador de máquinas fixas, em geral, 15 auxiliar de linha de produção.

Comentários Facebook
Continue lendo

BemRural

Caixa disponibiliza R$ 1 bilhão para médio produtor rural

Publicado

A Caixa Econômica Federal já está disponibilizando a linha crédito rural do PRONAMP, para o ano safra 2018/2019, no valor de R$ 1 bilhão. A quantia é destinada ao médio produtor rural e o financiamento tem limite de até R$ 1,5 milhão por ano safra, taxa de juros de 6% a.a e prazo de até 12 meses.

Por meio da linha de crédito, é possível financiar custos com aquisição de animais para recria e engorda, insumos agropecuários, sementes, fertilizantes, medicamentos veterinários e rações, entre outras despesas do ciclo de produção. As condições são válidas até o encerramento do ano safra vigente, que ocorre no mês de junho de 2019, em todas as mais de 1.700 agências da Caixa habilitadas a atuar com o crédito rural.

Para o vice-presidente de Produtos e Varejo da Caixa, Júlio César Volpp Sierra, a agilidade na tomada dos recursos pelo produtor facilita sua produção agropecuária e a realização do plantio no momento correto. “O momento é oportuno para que os produtores rurais possam tomar financiamento com taxas do PRONAMP, de forma a otimizar seu fluxo financeiro para aquisição dos insumos de suas atividades”, destaca.

Enquadram-se como médio produtor os clientes que possuem renda bruta anual de até R$ 2 milhões, considerando a soma de todo o valor bruto de produção, a receita recebida de entidade integradora e demais rendas provenientes de atividades desenvolvidas, incluindo rendas não agropecuárias.

Leia mais:  Bradesco anuncia compra de banco da Flórida por R$ 2 bilhões

 

Fonte:Atividades Rurais

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana