conecte-se conosco


Tecnologia

Jovem pesa PlayStation como se fosse fruta e é preso após pagar R$ 37 no console

Publicado


Jovem foi preso após pesar PlayStation 4 e comprar como se fosse fruta
shutterstock

Jovem foi preso após pesar PlayStation 4 e comprar como se fosse fruta

Um jovem francês de 19 anos de idade, identificado como Adel, foi preso após comprar um PlayStation 4 por apenas 9 euros, o equivalente a R$ 37, em um supermercado na França. No Brasil, o produto custa, em média, R$ 1.700.

Leia também: Turista é preso após furtar tijolo do Coliseu para levar como souvenir

O estabelecimento comercial era equipado com um caixa que permite que os próprios clientes pesem e paguem suas compras. Adel trocou o rótulo do PlayStation pela etiqueta de um produto da seção de frutas e legumes, conseguindo levar o eletrônico por um valor 37 vezes menor do que o preço original.

No dia seguinte, satisfeito com o sucesso do plano, ele retornou ao mesmo supermercado para repetir o feito, mas acabou sendo preso por seguranças do local. Após ser levado pela polícia, ele justificou que pretendia vender o  videogame para comprar uma passagem de trem de volta para Nice, sua cidade natal.

O caso ocorreu em setembro do ano passado na cidade de Montbéliard, no leste da França. Adel foi acusado de roubo, mas não compareceu ao tribunal para a audiência. O jovem acabou condenado a quatro meses de prisão, na última semana de janeiro.

O PlayStation 4, lançado em 2013, já ultrapassou a marca de 94,2 milhões de unidades vendidas no mundo, segundo divulgou a Sony nesta sexta-feira (1ª). 

Leia mais:  Telegram vai na contramão do WhatsApp e amplia alcance de mensagens no app

De acordo com o relatório, 8,1 milhões foram vendidos no último trimestre de 2018, uma queda de cerca de 900 unidades na comparação com o mesmo período do ano anterior. Caso ultrapasse a marca de 100 milhões de unidades vendidas, o PS4 irá se tornar o sexto console a alcançar essa popularidade. O feito só foi alcançado por PlayStation (ou PlayStation 1), PlayStation 2, Nintendo DS, Game Boy e Nintendo Wii.

Leia também: Seu Instagram ficou em inglês? Aprenda a trocar o idioma do aplicativo

Segundo o jornal francês L’est Republicain , Adel vendeu o PlayStation por cerca de 100 euros no próprio dia em que obteve sucesso com o golpe, e, por conta do sucesso, tentou repetir logo no dia seguinte, no mesmo local, onde foi preso por seguranças.

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
publicidade

Tecnologia

WhatsApp vai permitir que usuário escolha se quer ser adicionado em grupos

Publicado

por


Com atualização, usuários poderão decidir se querem participar de um grupo do WhatsApp
shutterstock

Com atualização, usuários poderão decidir se querem participar de um grupo do WhatsApp


Todo mundo já foi colocado em um grupo do WhatsApp que não queria e precisou arrumar uma desculpa para sair depois. Para acabar com esse tipo de mal estar, o aplicativo de mensagens deve lançar, em breve, um mecanismo para que os usuários decidam se querem ser adicionados a grupos de conversa ou não. A novidade foi descoberta pelo site  WABetaInfo .

Leia também: Novos emojis são anunciados para 2019 e um vira piada na internet; entenda

De acordo com informações do portal, depois da atualização, para que um usuário seja adicionado em um grupo do WhatsApp , ele vai precisar ter autorizado anteriormente a ação e ainda receberá, também, um convite que pode ser aceito ou recusado.

Até o momento, a novidade ainda está indisponível e em fase de estudos e testes. Quando for liberado, o recurso alcançará, primeiro, os smartphones da Apple, que utilizam o sistema IOS. Depois, a atualização  também chegará aos aparelhos Android.

Para dar (ou não) permissão para ser adicionado em um grupo ,  será preciso que o usuário gerencie suas opções de bate-papo dentro dos ajustes do telefone. No caso dos usuários de IOS, no qual a medida será testada primeiro, os internautas devem entrar em “Ajustes – Conta – Privacidade” e, por fim, clicar na opção “Grupos”.

Leia mais:  WhatsApp vai reduzir ainda mais número de mensagens encaminhadas

Leia também: Mandou e se arrependeu? Aprenda a apagar mensagens do Facebook Messenger

Uma vez nesse menu, o usuário conseguirá definir quem poderá adicioná-lo nos grupos. Entre as opções, estão “todos”, “meus contatos”, e “ninguém”. Ao escolher a primeira opção, qualquer pessoa, mesmo que você não tenha o número dela salvo em seu celular, poderá te colocar dentro de grupos. Ao optar por “meus contatos”, apenas pessoas das quais você salvou o número poderão te incluir em uma dessas conversas.

Já ao selecionar opção “ninguém”, nenhuma pessoa poderá te colocar em um bate-papo coletivo, a menos que você permita. Isso porque, de acordo com o WhatsApp, o usuário que não permitir se adicionado em grupos receberá, sempre, um pedido de um administrador quando for convidado para entrar em um.

Leia também: “Camisinha” inteligente manda dados do seu desempenho sexual para o celular

Assim, sempre que alguém quiser te colocar em um grupo do Whatsapp , uma conversa privada se abrirá. Ali, você será questionado se quer participar do grupo, podendo optar por “Aceitar” ou “Rejeitar”. O pedido será válido por 72 horas.

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

“Camisinha” inteligente manda dados do seu desempenho sexual para o celular

Publicado

por


i.Con é um preservativo inteligente que promete analisar desempenho masculino durante a relação sexual
Divulgação/British Condoms

i.Con é um preservativo inteligente que promete analisar desempenho masculino durante a relação sexual


Um novo aplicativo para ajudar na vida sexual está prestes a ser lançado. O i.Con, nome que vem de condom  (camisinha, em inglês) é um preservativo inteligente, que promete analisar a performance de seus usuários durante a relação sexual.

Leia também: Novos emojis são anunciados para 2019 e um vira piada na internet; entenda

Com formato de preservativo , a novidade parece um anel, feito de borracha, que deve ser colocado na base do órgão sexual masculino antes da relação. Dessa forma, o i.Con consegue medir características do homem que o está usando durante o sexo. 

Assim que a relação sexual  tem início, a camisinha inteligente começa a coletar dados como quantidade de calorias queimadas, velocidade média, duração e temperatura do corpo do homem. 

Todas essas informações são passadas do i.Con para o celular por meio de conexão Bluetooth, e são armazenadas por um aplicativo no qual os usuários poderão consultar e analisar seus desempenhos e características. 

De acordo com a fabricante do produto, British Condoms, o preservativo inteligente tem bateria que dura até oito horas e pode ser carregada por cabo microUSB. Além disso, o i.Con também é a  prova d’água e pode ser reutilizado diversas vezes, além de contar com um ano de garantia.

Leia também: Jovem pesa PlayStation como se fosse fruta e é preso após pagar R$ 37 no console

Leia mais:  Papa Francisco apresenta app que permite aos fiéis mais jovens rezarem online

Chamado pela empresa de “primeira camisinha smart do mundo”, a data de lançamento na Grã-Bretanha está prevista para o terceiro trimestre deste ano e deve custar 60 libras (cerca de R$ 287).

A British Condoms informou, ainda, que já está estudando atualizações no aplicativo, como o registro de diferentes posições sexuais. 

Apesar do nome, preservativo não pode substituir camisinha verdadeira


Preservativo inteligente tem bateria que dura até oito horas e pode ser reutilizado, mas não previne doenças e gravidez
Divulgação/British Condoms

Preservativo inteligente tem bateria que dura até oito horas e pode ser reutilizado, mas não previne doenças e gravidez



Leia também: Yellow e Grin anunciam fusão; Grow compartilhará patinetes e bicicletas

Apesar de ser colocado na base do membro sexual masculino, poder ser reutilizado várias vezes e ser chamado de preservativo , o i.Con não substitui o uso de camisinha, uma vez que não evita doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) e nem gravidez. Segundo a empresa responsável pelo produto, o intuito da camisinha é apenas analisar a própria performance e comparar o desempenho sexual com o de amigos e outras pessoas no mundo.

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana