conecte-se conosco


Mulher

Jovem chamada de “vagabunda” é estuprada pelo ex ao recusar perder a virgindade

Publicado

Durante anos, Mayci Jones Neeley, da Califórnia, nos Estados Unidos, sofreu com um relacionamento abusivo. A jovem, hoje com 24, conheceu seu ex em uma festa de Ano Novo e eles começaram uma relacionamento a distância. No entanto, quando passaram a morar na mesma cidade, o rapaz ficou ciumento.

Leia também: Foi traída, perdoou e teve ajuda da ex do namorado para sair da relação abusiva

Mayci Jones Neeley arrow-options
Reprodução/Instagram/maycineeley

Mayci viveu uma relação abusiva e ainda foi estrupada pelo ex-namorado quando disse que não queria fazer sexo

Segundo informações do The Sun , Macy conta que o ex -namorado checava seu telefone com frequência, a acusava de traição e a pressionava a ter relações sexuais, que eram contra suas crenças. Com o passar do tempo, o abuso ficou ainda pior. Quando se aproximada de outro homem, ele a chamada de cadela, vagabunda ou prostituta.

“Ele começou a me pressionar a beber álcool, o que era contra a política da minha escola e da minha religião”, diz. “Depois de não dizer repetidas vezes, finalmente cedi para evitar ouvir gritos e ser abusava verbalmente. Foi quando nosso relacionamento deu uma guinada para o pior”, destaca.

Ela ressalta que, quando ele bebia, se tornava uma pessoa ruim. “Ele começava a gritar comigo do nada, me empurrava contra as paredes e me sufocava. Houve uma noite em que ele me empurrou para a porta da frente, abrindo meu calcanhar que sangrava profundamente”, detalha.

Leia também: Eu vivi uma relação abusiva: “Prefere ficar sem teu cabelo ou perder tua vida?”

“Depois que ele viu que me machucou, ele começou a dar socos em seu próprio rosto várias vezes para mostrar que estava ‘arrependido’”, aponta. “Outra noite, ele tentou cortar os pulsos na minha frente. Não porque ele era suicida. Não cortou fundo, mas apenas o suficiente para um pouco de sangue aparecer”, continua.

A jovem diz que ele fez isso para chamar sua atenção. Ela ainda conta que, a essa altura, eles já tinham feito de tudo na relação menos o sexo de fato. “Eu disse a ele que estava guardando minha virgindade para o casamento, porque era isso que eu queria. Ele sempre me pressionava a fazer sexo com ele e eu dizia não, o que o deixava louco”, diz.

Após dizer não, ela foi estuprada

Certo dia, ela tomou uma bebida, que ele mesmo havia adulterado. “Depois de beber um pouco, a última coisa que me lembro é ele em cima de mim e eu dizendo ‘não, eu não quero, não quero’ repetidamente”, conta. “Eu estava tão inconsciente que mal conseguia manter os olhos abertos. A maior parte da minha memória desta noite são apenas flashes”, continua.

“Na manhã seguinte, ele diz: ‘Não acredito que aconteceu ontem à noite’. Eu disse ‘o que aconteceu?’ Ele disse: ‘nós fizemos sexo’. E eu respondi: ‘Não, não fizemos’. Então ele ficou super bravo porque eu não me lembrava da nossa primeira vez”, destaca.

“A parte mais difícil foi me perdoar”

Mayci Jones Neeley arrow-options
Reprodução/Instagram/maycineeley

“Coloquei muita culpa em mim mesma pelo que aconteceu e, no geral, fiquei com muita raiva de mim mesma”

Hoje, ela está em outro relacionamento, que teve início em abril de 2016, e não vê o ex desde então. No entanto, o período não foi fácil. “A parte mais difícil foi me perdoar. Coloquei muita culpa em mim mesma pelo que aconteceu e, no geral, fiquei com muita raiva de mim mesma”, diz.

Leia também: Veja 5 coisas que parceiro algum pode exigir que você faça em um relacionamento

“Aceitar o que aconteceu comigo e perceber que eu era uma vítima me ajudaram a me recuperar melhor”, desabafa. “Meu atual parceiro sempre me apoiou durante minha jornada de cura. Ele é meu ombro para chorar”, finaliza. 

Comentários Facebook

Mulher

Recém-casados são aplaudidos em protesto contra o racismo nos EUA

Publicado

por


source

Lara Sanders e Samuel Mekonnen estavam fazendo as fotos do casamento nas ruas de Los Angeles, Estados Unidos, quando decidiram passar pela manifestação antirracista . A chegada dos dois causou comoção e os manifestantes aplaudiram a presença deles.

casal em protesto
Reprodução/Instagram

O casal estava fazendo as fotos do casamento quando decidiu participar das manifestações contra o racismo

Leia também:

Em entrevista à People , Lara, 51 anos, conta que eles não planejavam participar do protesto , já que eram quase 17h, horário do toque de recolher imposto na cidade desde o início das manifestações. Porém, não conseguiram resistir. “Foi como se um ímã nos levasse até lá. Estávamos com medo, mas esse era o momento de dizer que o amor supera tudo, que não há limite para o amor”.

O momento foi compartilhado nas redes sociais:

O noivo, Samuel, 30 anos, comenta sobre a presença do casal na manifestação: “Como um casal inter-racial , é claro, nos sentimos solidários e temos uma obrigação. Não é sobre nós ou outras pessoas, é muito maior que isso. É um movimento”.

Os protestos começaram nos Estados Unidos após a morte de George Floyd . O homem foi asfixiado por um  policial que pressionou o joelho contra o seu pescoço por mais de oito minutos. Desde então, manifestações contra a violência policial e o racismo tomaram conta de cidades de diversos países .

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Continue lendo

Mulher

De Caio Castro a Liniker: veja detalhes da decoração de casas de famosos

Publicado

por


source

Esta semana o ator Caio Castro foi parar nos assuntos mais comentados do Twitter e, dessa vez, por conta da decoração do seu recém-reformado apartamento em São Paulo . Desde então, casas de famosos passaram a ser comentadas na rede social.

Leia também:

Em relação ao ator, a maioria dos usuários fez comentários negativos e ácidos sobre a escolha de um estilo mais moderno, fazendo referências à esportes e arte de rua, usando instrumentos musicais como decoração e até uma mesa de bilhar na sala. “Gente, o Caio Castro mora em uma barbearia da Vila Madalena?” e “Nossa, que decoração mais hétero” foram algumas das opiniões.

Depois disso, os internautas se sentiram convidados a entrar na casa dos mais diversos famosos para analisar a decoração . Uma que chamou muita atenção, pelo bom gosto, foi a da cantora Liniker . Optando por um estilo menos extravagante e mais aconchegante, os usuários da rede se derreteram com a delicadeza dos cômodos e a cozinha toda trabalhada no cor-de-cosa. Alguns fãs até comentaram que aceitariam morar no banheiro!

A decoração da casa foi feita por Paulo Biancchi que compartilhou os detalhes da reforma em seu canal no YouTube. Em um dos vídeos, Liniker conta que seu objetivo sempre foi o minimalismo e usa o termo “minimalismo tropical” para descrever seu lar.

Para movimentar ainda mais o assunto casa de famosos, a mansão do Murilo Benício também foi trazida à tona como “antídoto” à de Caio Castro. O ator tem uma casa projetada pelo arquiteto Miguel Pinto Guimarães com uma vista incrível para o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, que conta com um espaço enorme para jogos e uma piscina interna, que passa pela sala.

A decoração segue um estilo mais clássico, sem exageros, mas utilizando móveis e itens de decoração de renomados designers e artistas. “A melhor coisa de ter feito essa casa com o Miguel, foi a generosidade dele ter feito a casa que estava na minha cabeça, não uma casa que estava na cabeça dele”, conta Benício. 

O assunto foi longe e os mais diversos nomes foram colocados em pauta nessa discussão, como Sabrina Sato, Nando Reis, Sônia Bridi e outros.

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana