conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Política MT

José Domingos propõe gestão de dois anos no Imac, após sabatina da AL

Publicado

Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

O deputado José Domingos Fraga (PSD) é autor do Projeto de Lei nº 297/2018 (http://www.al.mt.gov.br) que altera o art. 5º da Lei n.º 10.370, de 12 de fevereiro de 2016 – que autoriza o Poder Executivo a instituir serviço social autônomo denominado Instituto Mato-grossense da Carne (Imac). A mudança sugerida em projeto, determina que o presidente e os membros da diretoria executiva do Imac sejam nomeados pelo governador do estado para cumprir mandatos de dois anos, com possibilidade de prorrogação pelo mesmo período, e aprovação da Assembleia Legislativa. 

“Esse projeto tem por objetivo estabelecer novo procedimento para a escolha e nomeação do presidente e membros da diretoria executiva do Imac mediante sabatina e aprovação dos deputados”, afirmou o parlamentar.

IMAC – A instituição, criada em 2016, foi a primeira do Brasil e sexta do mundo. Surgiu com o objetivo de integrar pecuaristas, frigoríficos e governo do estado de Mato Grosso. Atua em quatro frentes: padronização e tipificação da carcaça; promoção e marketing da carne; orientação ao consumidor e ajuda na criação de produtos; garantia de origem e sistema de balança.

Conforme dados da Secretaria Especial da Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead), o Estado possui o maior rebanho bovino do Brasil, estimado em 30 milhões de cabeças, e também saiu na frente ao lançar selo “Carne de Mato Grosso”, que atesta a qualidade do produto. Ainda durante o evento, foi apresentada a embalagem que padroniza a carne mato-grossense para exportação.

O Imac contará com um Sistema Eletrônico de Informação das Indústrias de Carne (SEIIC), que facilita o controle sobre a produção, tanto pelos frigoríficos quanto pelos produtores, além de beneficiar o consumidor, que terá garantida a segurança alimentar do produto.

Comentários Facebook

Política

Para quem ignora vacina, Governador avisa. “Uma hora pode dar m…”

Publicado

O governador Mauro Mendes (União Brasil) criticou parte da população que não completou o esquema vacinal contra a Covid-19. Para ele, a insistência negacionista pode “dar merda” para as pessoas, levando-as à internação e até mesmo à morte.

Segundo levantamento feito pela Secretária de Estado de Saúde e divulgado na terça-feira (28), dos 101 pacientes que estão internados pela Covid-19, em UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) de Mato Grosso, 91% não completaram o esquema de vacinação.

“Essas pessoas fizeram a opção de correr risco. Se você corre o risco, uma hora dá merda. E deu merda para essas pessoas, e pode dar a todas aquelas que continuarem insistindo nessa bobagem de não querer tomar vacina”, disse o governador à imprensa.

CÍNTIA BORGES E VITÓRIA GOMES
Mídia News

Continue lendo

Cidades

Com ferro em brasa: Jovem marca nas costas nº 22 do partido de Bolsonaro

Publicado

Um jovem morador de Mirassol D’Oeste (204 km de Tangará da Serra) marcou com ferro em brasa o número 22 nas costas para “homenagear” o PL, partido do presidente Jair Bolsonaro.

A atitude do jovem dividiu opiniões nas redes sociais e gerou várias críticas e piadas. Internautas de posicionamento político contra a gestão do atual presidente não economizaram em usar a palavra “gado” e outros sinônimos para reagir na foto do jovem.

Uma delas soltou “o gado já tá marcado”; outro usou “esse não some no meio da boiada”. Na lista de compartilhamentos da imagem há pessoas que moram no mesmo assentamento do jovem, o Roseli Nunes. A maioria delas vão contra a atitude do morador.

Segundo a imprensa local, o adolescente se marcou após um desafio entre amigos. Ele estaria em um leilão, ajudando na marcação dos gados, quando foi desafiado.

Mídia News

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana