conecte-se conosco


Política

José Bernadino assume a Sinfra; Selton Vieira se dedicará à iniciativa privada

Publicado

Em uma cerimônia discreta e rápida na sede do Poder Executivo, o prefeito de Tangará da Serra Fábio Martins Junqueira,  empossou na tarde desta sexta-feira (11) José Bernadino a Secretário Municipal de Infraestrutura (Sinfra).

Selton Vieira, deixa a pasta e se dedicará à iniciativa privada.

José Bernardino da Silva Filho,  assume a pasta no lugar de Selton José Vieira, que deixou a função para se dedicar à iniciativa privada. Bernardino que é o titular da Secretaria Municipal de Turismo vai acumular temporariamente as duas funções. “O Selton apresentou o pedido de demissão após receber uma proposta da iniciativa privada, então para o seu lugar convidei o Bernardino que tem experiência em gestão pública, já foi Secretário Municipal de Esportes nesta gestão e em outra gestão no passado e atuava como Secretário de Turismo”, explicou o Prefeito.

Junqueira considerou ainda o fato de José Bernardino não ter qualquer pretensão política e que por isso a opção de empossar um Secretário que possa iniciar o trabalho no começo deste ano e levá-lo até o final de 2020. “O Prefeito deixou claro que queria um perfil independente de questões políticas para substituir o atual Secretário e, ciente que não tenho qualquer pretensão de me candidatar a qualquer cargo em eleições, confiou a mim a responsabilidade de conduzir a Sinfra até o final do mandato, em 2020, iniciando a programação de trabalho com as melhorias que a área urbana do Município está necessitando”, afirmou Bernadino.

Bernardino,que é o titular da Secretaria Municipal de Turismo vai acumular temporariamente as duas funções

Selton Vieira agradeceu a oportunidade dada pelo Prefeito e a confiança depositada em seu trabalho. “Me dediquei durante esses anos e me esforcei para atender as expectativas da Gestão e da população tangaraense. Agradeço a oportunidade que me foi dada pelo Prefeito e me coloco sempre a disposição desse grupo”, concluiu o agora ex-secretário de Infraestrutura.

Leia mais:  Calor e umidade aumentarão as chuvas na região de Tangará da Serra

 

Fonte: Assessoria de Imprensa

Comentários Facebook
publicidade

Cidade

Ronaldo Quintão admite que Câmara poderá investir em novo prédio

Publicado

Durante a entrevista coletiva concedida na manhã desta segunda-feira (21) à imprensa local, o presidente da Câmara Municipal de Tangará da Serra, Ronaldo Quintão (PSD), assegurou que promoverá uma contenção de gastos do Legislativo.

Porém, o dinheiro economizado poderá não ser devolvido ao Executivo, como tem ocorrido todos os finais de ano e, sim, investido em estrutura física do Legislativo, não sendo descartada a construção de um novo prédio.

Quintão, durante coletiva, admitiu que o prédio atual já não comporta mais as atividades legislativas

Ronaldo Quintão entende que há situações negativas que se estendem há anos, como infiltrações, falta de equipamentos, instalações inadequadas e um plenário acanhado. O presidente da Câmara admite que o prédio atual já não comporta mais as atividades legislativas. “A solução desses problemas depende de investimentos e nós os faremos até para melhorar o atendimento ao público, o trabalho dos vereadores e a transmissão das nossas sessões”, afirmou Quintão.

Novo prédio

A Câmara já tem o projeto de um novo prédio. O desenho da possível futura sede da Casa de Leis tangaraense foi apresentado à imprensa no ano de 2015 pelo então presidente da Câmara, Romer Sator Yamashita (PSD), que coincidentemente reassumirá uma vaga no Legislativo com a renúncia do colega de partido Maurizan Godoi.

Projeto do novo prédio foi elaborado pela AMM e apresentado ainda em 2015 a membros da imprensa

O projeto prevê um prédio amplo com linhas modernas e plenário em forma de anfiteatro, com espaço para 200 pessoas sentadas. Conforme consta na planta baixa, o projeto contém 17 gabinetes para os vereadores, mais o gabinete da presidência, duas salas para reuniões, arquivo, sala de informática e servidor, sala de imprensa, gabinete para departamento jurídico, além das dependências administrativas e de secretaria geral.

Leia mais:  Partidos tradicionais poderão sofrer baixas para o pleito de 2020

A área construída, distribuída em dois pavimentos, soma mais de 1.000 metros quadrados. A autoria do projeto é da AMM – Associação Mato-grossense de Municípios.

Projeto prevê um prédio amplo com linhas modernas e plenário em forma de anfiteatro, com espaço para 200 pessoas sentadas

Anseio

A nova estrutura física da Câmara Municipal de Tangará da Serra tem sido, há anos, o maior anseio do Poder Legislativo local. Já há uma área, anexa à prefeitura, destinada à nova sede da casa de leis, disponibilizada ainda em 2015 pela prefeitura.

Obsoleto, com instalações inadequadas e escuro, atual prédio da Câmara não suporta reformas significativas e alterações estruturais

O atual prédio da Câmara, na rua Júlio Martinez Benevides, é obsoleto e escuro, não suporta reformas significativas e alterações estruturais, já não tem espaço para acomodar os gabinetes dos vereadores e conta com instalações inadequadas para a administração. O plenário é acanhado e há vereadores que ficam de costas para a mesa diretora. Um dos gabinetes está instalado num local improvisado, junto à recepção.

A necessidade da construção de um novo prédio interferirá até mesmo na devolução, ao final de cada ano, das sobras do duodécimo da Câmara ao Executivo, já que os recursos deverão ser provisionados para as obras. Quanto ao prédio atual, caso seja decidida a construção da nova sede, deverá ser colocado à venda pelo Legislativo para cobrir as despesas das obras.

Leia mais:  Homem com mandado de prisão em aberto é rendido por populares após furtar loja no centro

Comentários Facebook
Continue lendo

Política

Tangará da Serra: RGA dos servidores da Câmara será pago em maio

Publicado

A Revisão Geral Anual (RGA) dos servidores da Câmara Municipal será paga em maio, data-base dos servidores públicos municipais de Tangará da Serra. A informação foi repassada pelo presidente da Câmara, vereador Ronaldo Quintão (PSD).

A medida tem por objetivo alinhar o pagamento da RGA com a data-base oficial dos servidores municipais, uma vez que a reposição já era paga logo no início do ano. Segundo relatório fornecido pela Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal, o impacto da RGA sobre a folha de pagamento será de R$ 197.540,54, correspondente ao índice de 3,343% da reposição.

Ronaldo Quintão anunciou medidas de contenção de gastos, mas garante reposição anual aos servidores

Com os cortes anunciados pelo presidente da Câmara, a folha de pagamento do Legislativo Municipal – que em 2018 alcançou R$ 6,107 milhões – em 2019 ficará em R$ 5,950 milhões.

A previsão coloca a Câmara Municipal novamente dentro do limite de gastos de 70% da receita, em atendimento a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e Constituição Federal. A previsão de gastos em 65,84%, no entanto, não considera progressões obrigatórias que deverão ser concedidas aos servidores no decorrer do ano. “Por conta disso, estamos em situação de alerta”, revelou Ronaldo Quintão.

Ver matéria relacionada: Quintão promove cortes na Câmara após constatar extrapolação de milites da LRF https://bemnoticias.com.br/quintao-promove-cortes-na-camara-apos-constatar-extrapolacao-de-milites-da-lrf/

Leia mais:  Criminosos arrombam sede do Indea, comem, bebem e furtam veículo da unidade

(*) Colaborou: Assessoria Câmara

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana