conecte-se conosco


BemRural

Inscrições para o Selo de Integridade do Ministério da Agricultura terminam dia 31

Publicado

As inscrições para a seleção ao Selo de Integridade do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento encerram no 31 deste mês. O selo é um prêmio de reconhecimento concedido pelo ministério a empresas e cooperativas do agronegócio que, reconhecidamente, desenvolvam práticas de integridade, ética, responsabilidade social e sustentabilidade, adotando ações de governança e gestão capazes de evitar desvios de conduta e de fazer cumprir a legislação, em especial a Lei Anticorrupção (Lei 12.846, de 1º de agosto de 2013).

O Pacto pela Integridade que empresas assinam com o Mapa é um compromisso do setor com a implementação de políticas internas de compliance, entendendo que atos ilícitos devem ser impedidos e repudiados não somente pela autoridade pública, mas por toda a sociedade.

O ministro em exercício da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Marcos Montes, destacou a importância de as empresas do agronegócio aderirem ao Selo de Integridade do Mapa. Na avaliação dele, o selo é uma alavanca para estimular as empresas no combate à corrupção e na adoção de boas práticas administrativas. Ele ressaltou a parceria do programa do Mapa com a Controladoria Geral da União (CGU), a Embrapa e entidades privadas como CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil) CNI (Confederação Nacional da Indústria), Febraban (Federação Brasileiras dos Bancos) e o Instituto Ethos.

“O Brasil atravessa um momento de austeridade, um momento onde nós temos que mostrar ao mundo que nós precisamos de mais credibilidade, e o selo é uma grande alavanca para que a gente possa realmente estimular as empresas a demonstrarem o comportamento de moralidade, o combate à corrupção”, disse o ministro. “A gente convoca as empresas para que participem, que ponham o Selo de Integridade à frente de seus produtos, mostrando com clareza essa grande parceria das empresas privadas com o setor público, para a gente fazer a transformação que o Brasil precisa, mostrando ao mundo que o Brasil procura a qualidade associada à integridade”.

Leia mais:  AÇÚCAR/CEPEA: Chuvas diminuem e moagem é normalizada

O Ministério da Agricultura foi o primeiro a implementar um Programa de Integridade alinhado ao Programa de Fomento à Integridade do Governo Federal (Profip) do extinto Ministério da Transparência e da CGU. O objetivo foi implementar e melhorar as instâncias internas voltadas para o tema integridade e fundamentar essa cultura.

Marcos Montes chama a atenção dos empresários para o fim do prazo de inscrição para aderir ao Selo de integridade. A empresa premiada poderá usar o Selo de Integridade, anualmente, nos seus produtos, sites comerciais, propagandas e publicações. Marcos Montes disse que o ministério vai premiar as empresas contempladas como reconhecimento dos esforços, a fim de que sirvam de exemplo e estímulo para as demais.

“No final de maio, encerram-se as inscrições e temos um comitê que vai avaliar a participação de cada empresa. Depois iremos premiar essas empresas numa festa bonita, de reconhecimento para mostrar ao mundo a credibilidade que todos esperam de nós”, reforçou o ministro.

As empresas de todos os setores da economia já estão sendo cobradas pelo mercado por ações voltadas para a responsabilidade social, sustentabilidade e eliminação de práticas corruptas, seja na relação entre si, com governos municipais, estaduais e federal, no Brasil, e nas suas relações comerciais internacionais.

Mais informações à Imprensa:Coordenação geral de Comunicação Social
[email protected]

Fonte: MAPA GOV
Comentários Facebook
publicidade

BemRural

Caixa disponibiliza R$ 1 bilhão para médio produtor rural

Publicado

A Caixa Econômica Federal já está disponibilizando a linha crédito rural do PRONAMP, para o ano safra 2018/2019, no valor de R$ 1 bilhão. A quantia é destinada ao médio produtor rural e o financiamento tem limite de até R$ 1,5 milhão por ano safra, taxa de juros de 6% a.a e prazo de até 12 meses.

Por meio da linha de crédito, é possível financiar custos com aquisição de animais para recria e engorda, insumos agropecuários, sementes, fertilizantes, medicamentos veterinários e rações, entre outras despesas do ciclo de produção. As condições são válidas até o encerramento do ano safra vigente, que ocorre no mês de junho de 2019, em todas as mais de 1.700 agências da Caixa habilitadas a atuar com o crédito rural.

Para o vice-presidente de Produtos e Varejo da Caixa, Júlio César Volpp Sierra, a agilidade na tomada dos recursos pelo produtor facilita sua produção agropecuária e a realização do plantio no momento correto. “O momento é oportuno para que os produtores rurais possam tomar financiamento com taxas do PRONAMP, de forma a otimizar seu fluxo financeiro para aquisição dos insumos de suas atividades”, destaca.

Enquadram-se como médio produtor os clientes que possuem renda bruta anual de até R$ 2 milhões, considerando a soma de todo o valor bruto de produção, a receita recebida de entidade integradora e demais rendas provenientes de atividades desenvolvidas, incluindo rendas não agropecuárias.

Leia mais:  BOI/CEPEA: Volume de animais abatidos no BR se eleva em 2018

 

Fonte:Atividades Rurais

Comentários Facebook
Continue lendo

BemRural

PM recupera duas caminhonetes roubadas, prende dois e apreende defensivos agrícolas

Publicado

Em  Sorriso, policiais da Força Tática e do 12º Batalhão de Polícia Militar prenderam dois suspeitos, recuperaram duas caminhonetes roubadas e apreenderam grande quantidade de agrotóxicos e defensivos em uma propriedade rural no Distrito de São Luiz Gonzaga, localizada na MT-404, a 75 quilômetros da sede do município.

Foto:PMMT

Na fazenda ocorreu a prisão de J.D.R (25 anos) e a apreensão de dezenas de caixas de agrotóxico que teriam sido contrabandeadas do Paraguai, além das duas caminhonetes, uma modelo Fiat Toro e uma Chevrolet S10, uma com queixa de roubo e outra com o chassi adulterado. Lá também havia duas armas de fogo, um revólver calibre 22 e uma espingarda 28.

Essa fazenda teria sido arrendada por E.S.G.(47), suspeito de ser o dono dos produtos apreendidos. Na casa dele, na cidade de Sorriso, os policiais prenderam a suspeita k.C.G.(20 anos), que seria sua filha, e apreenderam diversas caixas de defensivos agrícolas. No caso da fazenda, os produtos apreendidos estavam em um galpão ao lado da moradia, local construído supostamente com a finalidade específica de armazenar defensivos e agrotóxicos.

A ação aconteceu na sexta-feira (17), a PM utilizou Drone para monitoramento da área onde ocorreriam as abordagens, exigiu trabalho de mais de 10 horas e empregou 9 policiais militares sob tenente-coronel Jorge Luiz de Almeida, comandante do 12º Batalhão.

E.S.G. (47), suposto arrendatário da fazenda e dono dos produtos apreendidos, ainda não foi preso.

Leia mais:  TRIGO/CEPEA: Importação deve se aquecer em 2019

 

 

 

Fonte: Secom

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana