conecte-se conosco


Mulher

Informação e ressarcimento ao SUS poderão coibir violência doméstica

Publicado

O crescimento dos números da violência doméstica está provocando o aumento do rigor contra os agressores.

A frequência de casos de violência doméstica e feminicídio fez a Câmara Municipal de Tangará da Serra aprovar lei que determina a afixação em estabelecimentos comerciais, ônibus coletivos e pontos de ônibus de placas com o Disque 180, número do canal de denúncias da Central de Atendimento à Mulher.

Em Tangará da Serra, três mulheres foram vítimas de feminicídio somente neste ano. Delegacia da Mulher registra queixas semanais de violência doméstica no município.

A medida visa, também, incentivar as mulheres vítimas de agressão a denunciarem os agressores.

Somente este ano, em Tangará da Serra, três mulheres foram vítimas de feminicídio. Na Delegacia Especializada da Mulher instalada na cidade, há registros semanais de violência doméstica.

De acordo com a delegada Liliane Diogo Soares, da Delegacia da Mulher, a lei é um incentivo para que as mulheres tomem conhecimento do Disque 180 e façam a denúncia. Segundo ela, recebida a denúncia, a atuação da polícia é imediata.

Ressarcimento

Na noite da última terça-feira, o plenário da Câmara dos Deputados aprovou projeto de lei que obriga agressor a ressarcir o Sistema Único de Saúde (SUS) por custos com vítimas de violência doméstica.

Pelo texto, o agressor que – por ação ou omissão – causar lesão, sofrimento físico, sexual, psicológico ou dano moral e patrimonial, fica obrigado a ressarcir todos os danos causados, inclusive ressarcir ao cofres públicos todos os custos, de acordo com a tabela SUS. As despesas envolvem os valores pagos pelo Estado no tratamento das vítimas em situação de violência doméstica e familiar.

Nos casos de violência doméstica, despesas serão cobradas do agressor conforme tabela do SUS.

Os autores do projeto são os deputados Rafael Motta (PSB-RN) e Mariana Carvalho (PSDB-RO). Os autores argumentam que a violência doméstica quase sempre demanda a atenção integral à saúde da vítima e a adoção de medidas protetivas.

Leia mais:  Disputa pelo comando da PGR começa segunda mas ainda está indefinida

Os parlamentares consideram ainda que são muitos os serviços que podem ser exigidos não só para a recuperação das lesões causadas ao corpo, mas também para o tratamento do dano psicológico e para prevenir que novas agressões e danos de maior gravidade ocorram.

Comentários Facebook
publicidade

Mulher

5 modelos de bolsas que nunca saem de moda e combinam com todos os estilos

Publicado

por

A bolsa é um dos acessórios que pode fazer toda a diferença na hora de montar um look, além de, claro, tornar o visual mais funcional e prático. E para facilitar a sua vida, há sempre aqueles modelos de bolsa que não saem nunca de moda.  

Pensando nisso, o Delas
conversou com Daniela Fiszpan, diretora de estilo da Fiszpan, para saber quais modelos de bolsa
continuam fazendo sucesso independente da moda da vez — e como não errar na composição seguindo seu próprio estilo.  Confira abaixo: 

Modelos de bolsa #1: mochila


mulheres usando mochila
Reprodução/Pinterest
A mochila é um dos modelos de bolsas mais práticos e versáteis que existem, já que te permite carregar vários objetivos

Segundo Daniela, a mochila é a opção ideal para quem carrega muitos objetos, já que a maior parte dos modelos tem muitos bolsos e divisões. Por isso é super prática  e garante um visual despojado e muito mais confortável. 

“É perfeita para quem está estudando ou trabalhando, por exemplo, pois costuma carregar muitos livros, notebook e outros acessórios
“, comenta. 

Veja também: 9 looks com mochila de couro para usar em qualquer ocasião

Modelos de bolsa #2: carteiro


mulheres usando bolsa carteiro
Reprodução/Pinterest
Os modelos de bolsa carteiro ganharam as ruas há mais de dez anos e, ainda hoje, permanecem firmes por serem estilosas

Há quase 10 anos, a Mulberry viu a “itgirl” Alexa Chung usando uma bolsa masculina de carteiro vintage e resolveu homenageá-la com uma criação especial para ela. Desde então, este modelo voltou com tudo e nunca mais saiu de moda 
.

Leia mais:  Motorista perde o controle de caminhonete e invade casa no Jardim Califórnia

“Ele é ótimo para o dia a dia, pois combina com tudo e é muito prático deixando o visual com um ar mais casual e vintage”, diz a diretora de estilo. 

Modelos de bolsa #3: baú


mulheres usando bolsa baú
Reprodução/Pinterest
Como ícone de estilo, os modelos de bolsa baú permitem que você use em qualquer hora do dia e combine com vários estilos

A bolsa baú é um dos maiores ícones de estilo desde que foi eternizado por Audrey Hepburn em “Bonequinha de Luxo”. “É um modelo mais estruturado, quadrado e tem um design semelhante ao de um baú — por isso o nome”, explica. 

Os tamanhos podem variar entre médio e grande, assim como as alças. Assim, as bolsas maiores são perfeitas para aproveitar o dia, enquanto as menores são mais usadas de noite.

Modelos de bolsa #4: tiracolo


mulheres com bolsa tiracolo
Reprodução/Pinterest
O tiracolo está entre os modelos de bolsa mais populares, charmosos e que também combinam com vários eventos e looks

A bolsa tiracolo é prática e super charmosa. Como o tamanho pequeno permite levar apenas o essencial, é um modelo que combina tanto com uma noite de balada, um almoço de trabalho ou um passeio pelo shopping. 

“A dica para o  outono/inverno
é deixar o look mais moderninho usando-a cruzada no corpo por cima do casaco. É um detalhe que garante uma bossa extra!”, diz a profissional. 

Leia mais:  8 fotos que comprovam que os maridos são os reis das trapalhadas

Modelos de bolsa #5: clutch


mulheres usando bolsa clutch
Reprodução/Pinterest
Os modelos de bolsas clutch são clássicos e perfeitos para efeitos sofisticados, mas essa não é a única forma de usá-los

A clutch nada mais é do que uma bolsa carteira menor e estruturada. Apesar de ser mais usada nas mãos, alguns modelos possuem alças removíveis que permitem mais praticidade, o que pode ser uma  tendência
 tanto para o seu dia a dia, quanto em eventos formais. 

“Este é um dos modelos de bolsa
que surgiram lá nos anos 20 e é muito usado até hoje, ainda mais em festas que pedem uma produção mais sofisticada”, finaliza Daniela. 

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
Continue lendo

Mulher

7 erros comuns que você pode cometer na hora de lavar o cabelo

Publicado

por

Lavar o cabelo parece uma rotina simples: molhe, passe shampoo, enxágue, repita. Mas será que é só isso mesmo? O momento da lavagem serve tanto para higienizar os fios, removendo impurezas e oleosidade, quanto para deixá-los saudáveis e bem cuidados. 

Leia também: Lavar os cabelos todo dia é prejudicial? Saiba quais cuidados ter com os fios


lavar o cabelo
shutterstock
Lavar o cabelo é um dos primeiros passos para uma rotina de cuidados com os fios, mas você está fazendo isso do jeito certo?

Dependendo dos seus hábitos na hora de  lavar o cabelo
 , os fios podem ficar mais pesados, ter as fibras danificadas e até cair. Para ajudar você nesta atividade tão rotineira, a dermatologista Mayara Bravo, da Clínica Karla Assed Curitiba,  selecionou os erros mais comuns: 

1. Lavar o cabelo com água quente

“Prefira a água mais fria que suportar”, recomenda a especialista. Segundo ela, a temperatura alta costuma danificar as fibras capilares e ressecar o couro cabeludo. Isso faz com que as glândulas sebáceas produzam mais óleo, o que causa um efeito rebote. 

2. Passar shampoo diretamente no cabelo

A recomendação da dermatologista é aplicar uma quantidade pequena de shampoo nas mãos antes de aplicar o produto nos fios. “Ao despejar o produto diretamente no couro, a quantidade pode acabar sendo muito maior do que você imagina”, diz. Isso também pode aumentar a oleosidade
 , porque deixa os fios ressecados. 

Leia mais:  8 fotos que comprovam que os maridos são os reis das trapalhadas

3. Limpar o couro cabeludo usando as unhas

“Cuidado com as unhas ao massagear os fios: seu couro cabeludo
é sensível, use sempre as pontas dos dedos”, recomenda Mayara. Se você usar as unhas diretamente no couro cabeludo, pode acabar causando ferimentos ou deixar a pele irritada. 

4. Enxaguar só por cima

Na hora de lavar os fios, é muito importante tirar todo o resíduo e não deixar a água cair só por cima, já que isso pode deixá-lo oleoso mais rápido. “Enxágue até ter certeza que não ficaram resíduos, pois eles tendem a deixar o cabelo mais ‘pesado’”, diz a dermatologista. 

5. Usar qualquer shampoo

Um dos cuidados essenciais é escolher o shampoo que combina com o seu tipo de cabelo. Então, o ideal é usar produtos que controlem a oleosidade se essa é a principal necessidade do seu fio
 , ou que combata o frizz se o volume é o seu maior problema. 

“Se você tiver mais de uma necessidade capilar, como a maioria das mulheres, tenha duas opções de shampoo e condicionador e alterne o uso. Vale lembrar que em qualquer sinal de irritação, suspenda imediatamente o uso de qualquer produto e procure um especialista.” 

6. Aplicar condicionador na raiz

O shampoo se aplica na raiz, o condicionador não. Ele pode obstruir a raiz dos fios e causar uma série de danos além do cabelo oleoso
, como queda e caspa. “Aplique o condicionador somente no comprimento, deixando o produto agir pelo tempo indicado e enxágue bem”, diz. 

Leia mais:  Risco de sofrer crime violento cai em 57% em municípios de São Paulo

7. Secar com toalha torcendo os fios

Depois de lavar o cabelo
de forma correta, busque secá-lo com uma toalha para não danificá-lo
com a temperatura do secador. O ideal é apertar a toalha de forma delicada contra os fios para retirar o excesso de água. “Jamais torça ou friccione os fios”, finaliza a especialista. 

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana