conecte-se conosco


Clima

Incêndio florestal no Pantanal causa cortina de fumaça em Tangará da Serra

Publicado

Uma cortina de fumaça cobriu praticamente toda a cidade de Tangará da Serra, desde a manhã deste sábado (25).

Em alguns pontos, a névoa fez com que ficasse difícil respirar e de enxergar. De acordo com o Corpo de Bombeiros, não foi registrada na região queimadas de grandes proporções que possam justificar o fenômeno no município. Porém, ainda conforme o órgão, em Poconé, região do Pantanal mato-grossense, a situação é crítica e a fumaça pode ter vindo de lá, trazida pelos ventos.

O incêndio já consumiu uma área de aproximadamente 26 mil hectares. Além das equipes terrestres, são usadas aeronaves de combate a incêndios e um helicóptero para dar suporte a operação. O tempo seco tem contribuído para o aumento das queimadas, que estão proibidas na zona rural desde o início deste mês, conforme decreto estadual nº 535/2020.

 

 

 

Comentários Facebook

Clima

Meteorologia emite alerta laranja de perigo pela baixa umidade do ar em Tangará e outros municípios de MT

Publicado

O Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) divulgou vários alertas de baixa umidade para os estados de Mato Grosso, Goiás, Tocantins e grande parte de Rondônia. A região de Tangará da Serra está incluída nos indicativos de perigo.

A cor laranja do alerta (no mapa acima) indica perigo. Esse tipo de alerta é categorizado pelo INMET como uma situação meteorológica perigosa.

Os riscos potenciais incluem a umidade relativa do ar variando entre 20% e 12%, risco de incêndios florestais e à saúde, com ressecamento da pele, desconforto nos olhos, boca e nariz.

Índice de umidade ideal

Tempo seco em Tangará da Serra nos últimos dias

Lembrando que a Organização Mundial de Saúde (OMS) alerta que o índice de umidade ideal, que não causa danos ao ser humano, deve variar entre 50% e 80%. É por isso que, quando os níveis estão entre 20% e 30%, as regiões entram em estado de atenção.

Recomendações

– Pratique atividades físicas antes das 10:00h e após às 17:00h;

– Use roupas leves;

– Prefira refeições leves, adicionando ao cardápio frutas e verduras;

– Quando houver sol, utilize guarda-chuva ou sombrinha para se proteger dos raios solares;

– Mantenha-se hidratado, principalmente crianças e idosos;

– Hidrate a pele;

– Se necessário lave, o nariz com soro fisiológico.

Comentários Facebook
Continue lendo

Clima

Morador flagra redemoinho de poeira em Tangará da Serra

Publicado

Um fenômeno natural chamou a atenção dos moradores n o fim da manhã desta quinta-feira (27) em Tangará da Serra.

O redemoinho de poeira foi flagrado por volta de meio-dia, na região do Bairro Vila Horizonte, e chamou a atenção do empresário Fernando Pimenta, que gravou o vídeo. Ele estava no pátio do posto, e ficou impressionado.

“Eu, já tinha visto sim, mas geralmente acontece em fazendas, por causa do tempo seco e ventos, mas na cidade foi a primeira vez que vi acontecer”, diz.

O fenômeno é considerado comum nesta época do ano, em que o clima é mais seco. Segundo meteorologistas, o redemoinho se forma quando determinada área esquenta muito e o calor é transferido para a parcela de ar acima, e pode atingir até 10 metros de altura.

Ainda de acordo com especialistas, os redemoinhos são comuns em dias de temperaturas muito altas, sem nuvens, com baixa umidade e em áreas abertas. Também não costuma causar prejuízos pela baixa velocidade.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana