conecte-se conosco


Mato Grosso

Hospital Estadual Santa Casa opera 28 crianças em mutirão pediátrico

Publicado

O Hospital Estadual Santa Casa realizou, nos dias 08 e 09 de novembro, o 7º mutirão de cirurgias da unidade hospitalar. A ação, viabilizada pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) foi voltada ao público infantil e contemplou 28 pacientes que aguardavam pelos procedimentos de postectomia (fimose) e hernioplastia.

A iniciativa englobou pacientes dos municípios de Cuiabá, Várzea Grande, Chapada dos Guimarães, Pontes e Lacerda, Santo Antônio de Leverger, Sorriso e Barra do Bugres.

Morador de Pontes e Lacerda (a 445 km de Cuiabá), Paola Souza Melo, de 35 anos anos, é mãe do João Victor, de 12. O garoto esperava há um ano e sete meses pelo procedimento de postectomia e passou pela cirurgia no último sábado (09.11). “Estamos há mais de um ano esperando por essa cirurgia e tem gente que aguarda há mais de três anos. Então o mutirão veio para somar. Se esperássemos a vez de um por um, essa espera de um ano e sete meses poderia se alongar por muito mais tempo”, avaliou a mãe.

Já Silvani de Souza, de 43 anos e residente de Cuiabá, é mãe do Moisés Henrique, de 8. O paciente, que era o mais antigo da fila de regulação, esperava pela postectomia desde fevereiro de 2016. “O Moisés aguarda há quase quatro anos pela cirurgia. Acredito que essa ação é muito importante porque, por ser um Sistema Único de Saúde, tem pessoas que demoram muito para receber o atendimento. Com essa intervenção, através dos mutirões, está facilitando bastante [o acesso]”, opinou Silvani.

Os mutirões

Com menos de quatro meses de funcionamento, o Hospital Estadual Santa Casa já realizou sete mutirões de consultas e cirurgias nas mais diversas especialidades da medicina. Apenas por meio dessas ações, a unidade estadual já realizou mais de 482 consultas especializadas, 168 cirurgias gerais, 68 cirurgias pediátricas e 100 mamografias.

De acordo com a secretária estadual de Saúde em exercício, Danielle Carmona, a atual gestão da SES-MT busca, por meio dessas ações, ampliar o acesso da população aos procedimentos cirúrgicos eletivos, visto que há uma grande demanda reprimida desde 2014.

“O objetivo do mutirão não é atender ao paciente que acabou de passar por uma consulta, mas sim seguir a ordem cronológica da fila de espera, como forma de atender aqueles pacientes que já aguardam pelo procedimento cirúrgico há bastante tempo. Por isso, todas as unidades sob gestão estadual estão intensificado essas ações voltadas para as cirurgias eletivas; seja com os procedimentos de rotina, no dia a dia, ou nos finais de semana, com os mutirões”, explicou a gestora.

A secretária adjunta de Regulação, Controle e Avaliação da SES-MT e diretora em exercício do Hospital Estadual, Fabiana Bardi, reitera que a ação de mutirão impacta de forma muito positiva na redução das filas de espera. “É uma forma de recuperarmos os pacientes que já esperam há muito tempo. Lembrando que os mutirões não suspendem as ações diárias do hospital, é apenas uma forma que atual gestão encontrou de equalizar as demandas da fila de espera, sem prejudicar aqueles pacientes que entram agora”, concluiu.

Serviço

O Hospital Estadual Santa Casa fica localizado na Rua Clóvis Hugueney, número 141, no bairro Dom Aquino, próximo à Praça do Seminário.

Comentários Facebook

Mato Grosso

Após mal-estar, governador Mauro Mendes é internado

Publicado

por


.

O governador Mauro Mendes teve uma indisposição em São Paulo, após uma reunião de trabalho. Ele buscou atendimento junto ao seu médico que o acompanha desde o transplante de rim.

Após uma bateria de exames, foi constatado que o governador está com pneumonia. Ele foi internado, por recomendação médica, para receber a medicação e passa bem. 

O governador continua executando suas atividades em teletrabalho.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Sábado (01): Mato Grosso registra 53.151 casos e 1.876 óbitos por Covid-19

Publicado

por


.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste sábado (01.08), 53.151 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 1.876 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado e 34 mortes nas últimas 24 horas. 

Foram registradas 1.073 novas confirmações de coronavírus no Estado. Dos 53.151 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 18.339 estão em monitoramento e 32.936 estão recuperados. 

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 329 internações em UTIs públicas e 300 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 88,52% para UTIs adulto e em 33,94% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19, estão Cuiabá (11.686), Várzea Grande (4.204), Rondonópolis (3.290), Lucas do Rio Verde (2.860), Tangará da Serra (2.322), Sorriso (2.114), Sinop (2.077), Primavera do Leste (1.798), Nova Mutum (1.461) e Pontes e Lacerda (936). 

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada no Boletim anexado ao final desta matéria. 

O documento ainda aponta que um total de 48.051 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 4.351 amostras em análise laboratorial. 

Mais informações estão detalhadas na Nota Informativa divulgada diariamente pela SES disponível neste link, a partir das 17h.

Cenário nacional

Neste sábado (01), o Governo Federal confirmou 2.707.877 casos da Covid-19 no Brasil e 93.563 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 92.475 óbitos e 2.662.485 casos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus. 

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana