conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Tangará da Serra

Homem é preso por roubo de gado 2 dias após deixar cadeia por porte ilegal de arma

Publicado

Em um intervalo de dois dias um homem que não teve sua identidade confirmada foi preso duas vezes. A primeira por porte ilegal de arma de fogo, tendo sido detido pela Polícia Judiciária Civil de Tangará da Serra na Linha 11. Já nesta sexta-feira, 22, após já ter sido liberado, foi preso novamente em flagrante, dessa vez sob a suspeita de furtar gado.

“Esse cidadão foi preso na Linha 11 por porte ilegal de arma de fogo e desde aquele dia já tínhamos a informação de que o gado que ele mantinha em uma fazenda na cidade de Barra do Bugres era proveniente de furto”, informou o delegado Adil Pinheiro.

Para chegar ao gado furtado, a PJC seguiu o suspeito através de campana e utilizando carros descaracterizados. “Chegamos na propriedade em Barra do Bugres sem que ele percebesse. Fomos até lá e depois que ele saiu ficamos monitorando o local e o suspeito”, disse.

Para identificar os animais e comprovar que eram provenientes de furto, a PJC realizou uma operação em parceira com o INDEA. “Para poder prender esse indivíduo por receptação, tenho que provar quem foi a vítima. Dessa forma, em uma operação conjunta conseguimos identificar a origem desse gado que foi furtado em Chapada dos Guimarães”, completou o delegado.

Segundo a PJC, parte desse gado já foi recuperado há cerca de três meses, também pela Polícia Civil em Tangará, ocasião em que resgataram uma quantidade pequena de animais. “Hoje conseguimos recuperar uma quantidade maior, sendo um total de 67 cabeças de gado. Acreditamos que a maioria seja proveniente do furto ocorrido em Chapada”, pontuou Adil Pinheiro.

Proprietário reconhece gado furtado

A PJC efetuou contato com o proprietário do gado em Chapada que reconheceu a origem dos animais. “Ele tentava de toda forma esconder as marcas, tendo feito várias remarcações, inclusive judiando dos animais e marcando em cima da marca original para tentar esconder a marca do gado. Porém alguns animais passaram sem marcação, então tivemos acesso junto ao INDEA a marca original do gado, o que nos permitiu fazer a identificação”, explicou o delegado.

De posse das informações e com as constatações obtidas, a PJC efetuou novamente a prisão em flagrante do suspeito por receptação qualificada.

Polícia acredita que quadrilha especializada em roubo de gado esteja envolvida

“Acreditamos que mais pessoas estão envolvidas, acreditamos que exista uma rede, uma quadrilha especializada envolvendo motoristas de caminhão de transporte de gado, envolvendo funcionários de fazendas que facilitam com informações privilegiadas, os receptadores, casas de Carne nessa cidade em outras cidades da região que muitas vezes recebem essa carne sem origem, ficando o alerta às autoridades sanitárias do município para intensificar a fiscalização nessas casas de carne”, enfatizou Adil Pinheiro.

O INDEA interditou a fazenda em Barra do Bugres, aprendeu o rebanho justamente por falta de comprovação de sanidade do gado.

Comentários Facebook

Tangará da Serra

Dono de restaurante denuncia golpe com notas falsas em Tangará da Serra

Publicado

O dono de um restaurante tradicional de Tangará da Serra divulgou nesta terça-feira, 07, um áudio em grupos de whatsapp denunciando um golpe do qual sua empresa foi vítima. Um indivíduo se passou por cliente do restaurante e ao efetuar o pagamento daquilo que consumiu, utilizou uma nota falsa de R$ 200.

“Peguei uma nota de R$ 200 falsa, mas uma falsificação muito bem feita, até passei a canetinha nela e na hora a canetinha não escureceu. Percebi uma pequena diferença no papel, mas não é muita coisa diferente. Realmente é uma cópia muito bem feita”, disse o empresário.

Ainda segundo ele, o falso cliente se tratava de uma pessoa de idade. “Não é jovem e estava com um bolo de dinheiro na mão. Aparentemente já veio para fazer isso”, disse.

Ao final do áudio o empresário pede que a sociedade fique atenta para não cair nesse mesmo golpe. “Fiquem atentos. É uma nota falsa, mas muito bem feita. Fiquem espertos, avisem seus entregadores, funcionários, porque se eles estão na cidade agindo, pode ser que estamos lidando com uma quadrilha que utiliza notas falsas”, concluiu.

Continue lendo

Tangará da Serra

Tangará: Comércio espera aumento de 10% a 15% nas vendas em dezembro

Publicado

O recebimento do 13º salário, aliado ao controle da pandemia e o retorno dos eventos são alguns dos fatores que contribuem para o aumento das vendas no Natal de 2021. Uma pesquisa realizada pela Associação Comercial e Empresarial de Tangará da Serra (ACITS), aponta uma expectativa de crescimento entre 10% e 15%, no município.

Empresários do segmento de vestuário, calçados, relojoaria, eletrônicos e perfumaria, já enxergam o Natal de 2021 com mais otimismo, e veem a oportunidade de recuperação da economia, abalada pelo período de pandemia. É o que ressalta a empresária, Fernanda Aparecida Godoy. “É um momento de aquecer as vendas, nós já sentimos uma procura maior dos clientes para presentear neste Natal. Estamos esperando um aumento de até 15%”.

De acordo com o Administrador da ACITS, Jorge Nazzari, é um período em que os clientes aproveitam o melhor do comércio tangaraense. “As datas comemorativas são muito importantes para o comércio e para a Associação, é o momento de o empresário recuperar o fôlego e onde a população pode aproveitar as campanhas e promoções para comprar os melhores produtos”.

Em 2021, a ACITS está realizando a tradicional Campanha de Natal que irá sortear mais de R$ 80 mil reais em vales-compras. O comércio de Tangará da Serra conta também com o horário especial de funcionamento, possibilitando mais tranquilidade aos consumidores na hora de realizar suas compras.

Pedro Miranda / Assessoria de Comunicação

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana