conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Mato Grosso

Governo conclui licitação e convoca empresas para assumirem transporte intermunicipal nas regiões de Cuiabá e Rondonópolis

Publicado


O Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), concluiu a licitação para a concessão do Sistema de Transporte Coletivo Rodoviário Intermunicipal de Passageiros de Mato Grosso, especificamente dos Mercados Intermunicipais de Transporte de Passageiros (MIT) que atendem as regiões de Cuiabá e Rondonópolis. Foram convocadas duas empresas para assinatura dos contratos e o prazo de concessão  é de 20 anos.

Com a conclusão, o Governo vai regularizar em definitivo o Sistema de Transporte Coletivo Rodoviário Intermunicipal e pôr fim à atuação de empresas de transporte coletivo que prestam o serviço de forma precária e sem a devida regulamentação e fiscalização há mais de 20 anos. Outros lotes do Sistema de Transporte Coletivo seguem em licitação para a regularização de todo o sistema.

Foi convocada a empresa Exclusivetour (Marianny transportes Rodoviários Eireli-ME) assume o mercado de Cuiabá na categoria diferenciada (MIT 1 – Lote II), com linhas que atendem apenas as cidades-polo, ou seja, os municípios de Cuiabá, Chapada dos Guimarães e Santo Antônio do Leverger. 

No entanto, o número de cidades atendidas pode ser reduzido ou ampliado, conforme a demanda, tendo em vista que o mercado de Cuiabá compõe a Região Metropolitana do Vale do Rio Cuiabá, que é formada pelos municípios de Acorizal, Chapada dos Guimarães, Cuiabá, Nossa Senhora do Livramento, Santo Antônio de Leverger e Várzea Grande.

A empresa Exclusivetour vai substituir a Clautur Viagens e Turismo, que opera atualmente. Já a empresa Pevidor Turismo Eireli-ME passa a ser oficialmente responsável pelo mercado de Rondonópolis, na categoria básica (MIT 2 – Lote I), na qual os ônibus atendem as cidades polos de Rondonópolis, Campo Verde, Paranatinga, Primavera do Leste e outras 16 cidades próximas. Hoje a própria empresa opera por meio de um contrato emergencial.

Com a assinatura dos contratos, as empresas passarão por um período de adequação, chamado de pré-operacional, em que elas deverão se adaptar para atender o usuário para, somente depois, poder iniciar efetivamente a operação. Entre os itens estabelecidos estão instalação de garagens, pontos de apoio, disponibilização de frota, bem como o início da implantação do sistema de bilhetagem eletrônica, por exemplo.

De acordo com o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, essa licitação é mais uma grande ação do Governo do Estado para destravar o sistema de transporte intermunicipal e é resultado de um intenso trabalho. O início do processo foi em 2019, com a realização de um chamamento emergencial que culminou na assinatura de 12 contratos temporários – que serão encerrados assim que as empresas vencedoras da licitação assumirem os serviços.

“Mato Grosso está dando um passo histórico com a conclusão desse processo, mesmo que parcial, pois muitos estados iniciam e não conseguem concluir, em razão da complexidade. É uma licitação que vai trazer benefícios aos usuários do transporte, com segurança no ir e vir desses usuários, já que as empresas têm, como uma das obrigações, investir no transporte de qualidade”, disse o secretário.

Outros lotes

Ao todo, a licitação do Sistema de Transporte Coletivo Rodoviário Intermunicipal de Passageiros de Mato Grosso abrange oito mercados e 13 lotes. Além dos mercados cujos contratos serão assinados, estão em reta final de licitação os mercados de São Félix do Araguaia e Cáceres, ambos na categoria diferenciada, e também o mercado de Tangará da Serra, na categoria básica.

A empresa Expresso Satélite Norte Ltda disputa o mercado de São Félix do Araguaia e a empresa Viação Juína Ltda concorre para assumir o mercado de Cáceres e também de Tangará da Serra. Os documentos de habilitação das empresas ainda estão sendo analisados pela Comissão Especial de Licitação. Já o lote que corresponde à região de Cáceres, na categoria básica, foi declarado fracassado, pois não houve empresa vencedora.

Outros quatro Mercados Intermunicipais de Transporte de Passageiros e sete lotes seguem com os processos suspensos por decisão judicial.  Foi suspenso o ato administrativo de classificação final da proposta comercial, bem como as fases subsequentes do certame referente aos mercados nas regiões de Barra do Garças, categorias básica e diferenciada; São Félix do Araguaia, categoria básica; Alta Floresta, categoria básica; e Sinop nas categorias básica e diferenciada.

A suspensão parcial do processo licitatório atende a decisão do desembargador do Tribunal de Justiça Marcos Machado, em virtude da operação “Rota Final”, deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco).

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

Mato Grosso

Sexta-feira (09): Mato Grosso registra 327.449 casos e 8.487 óbitos por Covid-19

Publicado

por


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta sexta-feira (09.04), 327.449 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 8.487 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 2.550 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 327.449 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 13.357 estão em isolamento domiciliar e 303.501 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 526 internações em UTIs públicas e 514 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 97,95% para UTIs adulto e em 59% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (69.850), Rondonópolis (24.578), Várzea Grande (21.089), Sinop (16.369), Sorriso (12.018), Tangará da Serra (11.174), Lucas do Rio Verde (10.764), Primavera do Leste (9.533), Cáceres (7.092) e Alta Floresta (6.333).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.  

O documento ainda aponta que um total de 291.286 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 1.497 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na quinta-feira (08), o Governo Federal confirmou o total de 13.279.857 casos da Covid-19 no Brasil e 345.025 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 13.193.205 casos da Covid-19 no Brasil e 340.776 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados desta sexta-feira (09).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Mato Grosso recebe 142 mil doses de vacina contra Influenza

Publicado

por


A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) recebeu, na quinta-feira (08.04), 142 mil doses da vacina contra Influenza do Ministério da Saúde. A distribuição dos imunizantes iniciou nesta sexta-feira (09.04) e as doses estarão disponíveis nos Escritórios Regionais de Saúde de Mato Grosso.

De acordo com o Informe Técnico do Ministério da Saúde, a proposta da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza é de prevenir o surgimento de complicações decorrentes da doença, além de minimizar a carga viral, reduzindo os sintomas que podem ser confundidos com os da Covid-19.

Nesta primeira fase, devem ser vacinadas crianças de 6 meses a 5 anos, gestantes, puérperas, indígenas e trabalhadores da saúde.

O órgão federal ainda informa que a Campanha ocorrerá no país entre os dias 12 de abril e 09 de julho de 2021. No entanto, cabe aos municípios a definição da data de início da vacinação, bem como a estratégia adotada para a imunização da população.

“As doses foram recebidas em data bem próxima ao início da Campanha Nacional, o que pode impactar na data de início da vacinação nos municípios. É possível que as gestões municipais se articulem para iniciar a imunização no decorrer da próxima semana, tendo em vista a logística envolvida na vacinação”, explicou o secretário adjunto de Vigilância e Atenção à Saúde da SES, Juliano Melo. 

O Ministério da Saúde ainda orienta a utilizar o sistema de agendamento como forma de evitar aglomeração de pessoas na fila de espera; se houver fila, prezar pelo distanciamento entre uma pessoa e outra e disponibilizar pontos para higienização das mãos ou ofertar álcool em gel na concentração de 70% para facilitar a higienização das mãos dos profissionais e da população.

Próximas fases

A segunda fase Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza deve começar em maio e terá como público-alvo os idosos com 60 anos ou mais e professores.

Na última fase, prevista para iniciar em junho, devem ser vacinados pessoas com comorbidades e com deficiência permanente, Caminhoneiros, Trabalhadores de Transporte Coletivo Rodoviário Passageiros Urbano e de Longo Curso, Trabalhadores Portuários, Forças de Segurança e Salvamento, Forças Armadas, Funcionários do Sistema de Privação de Liberdade e População privada de liberdade e adolescentes e jovens em medidas socioeducativas.  

A estimativa é de que sejam vacinadas 1.218.751 pessoas em Mato Grosso nas três fases da Campanha Nacional contra a Influenza.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana