conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Mato Grosso

Governo ampliou, democratizou e garantiu acesso aos recursos, destacam representantes da Cultura de MT

Publicado


Os investimentos do Governo de Mato Grosso em seleções públicas por meio da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT), nos últimos três anos, chegaram a R$ 46,8 milhões e alcançaram os 141 municípios do Estado.

O esforço mudou a realidade do setor e foi reconhecido pelos segmentos nesta quarta-feira (30.03), durante lançamento de mais quatro editais que totalizam R$ 17 milhões.

“É um sonho poder estar aqui. Porque era um sonho ver uma política de Governo se transformar em política de Estado. E eu estou vendo isso acontecer. Eu tenho 38 anos de atuação junto ao Movimento Negro e nunca tive, antes, nenhum projeto aprovado na Secretaria de Cultura. Hoje o Estado diz sim à nossa luta. Pra mudar é necessário vontade e é essa vontade que hoje a gente vê acontecendo”, afirmou Antonieta Costa, presidente do Instituto de Mulheres Negras de Mato Grosso (Imune).

As quatro seleções públicas lançadas nesta quarta-feira irão atender projetos de diversos segmentos e linguagens artístico-culturais e diferentes públicos.

Para o secretário de cultura de Primavera do Leste, Wanderson Lana, as ações representam a possibilidade de transformação na vida de quem vive da arte no Estado e significam, ainda, o atendimento das demandas dos municípios junto ao Executivo.

“O senhor, governador, está cumprindo com tudo o que nos disse que iria fazer. Nós somos uma força econômica que deve ser respeitada. Esse é um ponto. Mas existe outro ponto muito importante e, talvez, o mais importante que é a nossa capacidade de sonhar, de ter perspectiva. Quando o senhor investe tanto dinheiro assim em cultura, o senhor está dando vida ao nosso Estado. Porque a cultura é a representação do nosso povo”, destacou.

Os editais vão financiar projetos de música, teatro, dança, circo, artes visuais, artesanato, literatura, bibliotecas e ações culturais nas comunidades. De acordo com o governador Mauro Mendes, esse aporte histórico é uma forma de reconhecer a importância dada pelo Governo de Mato Grosso à Cultura.

“Sabemos o quanto esses recursos vão beneficiar tantas pessoas, como já vêm beneficiando. Nessa pandemia os artistas estavam vivendo como peixe fora d’água, mas graças a Deus sobrevivemos e, agora, esses projetos vão ajudar os grupos de siriri, de cururueiros, enfim, de todos os segmentos no nosso Estado”, pontuou a fundadora e presidente Flor Ribeirinha, Domingas Leonor da Silva.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

Cidades

Com ferro em brasa: Jovem marca nas costas nº 22 do partido de Bolsonaro

Publicado

Um jovem morador de Mirassol D’Oeste (204 km de Tangará da Serra) marcou com ferro em brasa o número 22 nas costas para “homenagear” o PL, partido do presidente Jair Bolsonaro.

A atitude do jovem dividiu opiniões nas redes sociais e gerou várias críticas e piadas. Internautas de posicionamento político contra a gestão do atual presidente não economizaram em usar a palavra “gado” e outros sinônimos para reagir na foto do jovem.

Uma delas soltou “o gado já tá marcado”; outro usou “esse não some no meio da boiada”. Na lista de compartilhamentos da imagem há pessoas que moram no mesmo assentamento do jovem, o Roseli Nunes. A maioria delas vão contra a atitude do morador.

Segundo a imprensa local, o adolescente se marcou após um desafio entre amigos. Ele estaria em um leilão, ajudando na marcação dos gados, quando foi desafiado.

Mídia News

Continue lendo

Cidades

Mato Grosso tem a 4ª gasolina mais barata do país

Publicado

Mato Grosso tem o 4° preço mais barato do litro da gasolina no país, com R$ 6,99. Os dados são da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgados nesta terça-feira, 21.

O estado ficou em 16° lugar no ranking comparativo de maiores valores registrados do preço do combustível.

O valor em Mato Grosso está abaixo do preço médio do litro da gasolina no país, que ficou em R$ 7,232 na última semana. Os dados são referentes aos dias 12 a 18 de junho.

O preço médio mais alto foi verificado na Bahia (R$ 8,037). O maior valor cobrado foi encontrado foi no Rio de Janeiro (R$ 8,990). Já o menor foi registrado em um posto de São Paulo (R$ 6,170).

Em Mato Grosso, o preço mínimo registrado foi R$ 6,30 o litro. Como foi feita entre os dias 12 e 18 de junho, a pesquisa da ANP ainda não reflete totalmente o último reajuste anunciado pela Petrobras nas suas refinarias.

G1/MT

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana