conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Governo

Governo de MT adota ‘kit Covid’ e distribuição nos municípios deverá ser com prescrição médica

Publicado

O governador Mauro Mendes (DEM) adiantou nesta sexta-feira (3), que as prefeituras devem começar a receber nas próximas semanas, os medicamentos para tratamento do novo coronavírus nas unidades básicas de Saúde.

Mato Grosso distribuirá kit Covid aos municípios nesta semana.

Segundo ele, o Governo do Estado pretende lançar uma campanha para incentivar que os mato-grossenses iniciem o tratamento já nos primeiros sintomas da doença.
“Estamos comprando esses medicamentos para ajudar os prefeitos a distribuírem medicamentos para as pessoas que forem diagnosticadas e o médico recomendar. Assim, elas vão poder sair do posto de saúde com o Kit Covid e tomar. Tenho certeza que isso vai salvar a vida de muita gente”, disse o governador em entrevista à TV Centro América.
Em algumas cidades de Mato Grosso, como Cáceres, Barra do Garças e Sapezal, a mesma estratégia já é utilizada para combater a pandemia. Cuiabá anunciou na última semana que também adotará a estratégia. Entre os remédios do Kit Covid está a hidroxicloroquina, ivermectina e azitromicina. A prescrição, segundo o governador, caberá ao médico.
O gestor explicou que conversou com vários especialistas enquanto se recuperava da Covid-19 no mês passado. De acordo com Mendes, os médicos recomendaram o uso de alguns medicamentos logo nos primeiros estágios do contágio.
“Quando peguei Covid, eu conversei com alguns médicos e eles falaram para não esperar ter sintomas para tomar o remédio. Esta linha de tratamento de tomar o medicamento no começo está ganhando muita força. Os locais que fizeram isso tiveram uma queda drástica no nível de mortalidade”, complementou.
No fim, o chefe do Executivo avaliou que a medida deve colaborar para que os casos não se agravem e assim os pacientes não necessitem de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). “Quando começou a pandemia a orientação era para ficar em casa mesmo com os sintomas. Isso está errado. Se tiver sintomas tem que procurar o médico o mais rápido possível, ele vai receitar os medicamentos que a maioria das pessoas já sabem o nome”, concluiu.
Fonte:FolhaMax

Comentários Facebook

Governo

Governo recebe propostas de parceria para concessão de 419 km de rodovias, algumas da região de Tangará

Publicado

Foto: Secom-MT

A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) recebeu propostas para formalização de parceria social junto à Associação Agrologística de Mato Grosso para a conservação, recuperação e manutenção de 419 quilômetros de rodovias estaduais.  Este modelo de parceria faz parte do Programa de Parcerias Sociais (PPP Sociais), implementado pela atual gestão.

As propostas financeiras e o plano de trabalho foram entregues pelos representantes da Associação Agrologística ao secretário de Estado de Infraestrutura e Logística Marcelo de Oliveira, e compreende os dois editais de chamamento público lançados pelo Governo do Estado em setembro.

Os editais preveem a formalização de parcerias para a prestação dos serviços de conservação, recuperação, operação e investimentos em obras novas, através da implantação e gestão de praças de pedágios, em um trecho de 310,9 quilômetros das rodovias MT-010, MT-249 e MT-235, em Diamantino, Nova Mutum e Campo Novo do Parecis, respectivamente. Além disso, preveem a parceria em outros 108,4 quilômetros da MT-480, em Tangará da Serra.

Para o secretário Marcelo de Oliveira, receber o plano de trabalho da Associação Agrologística demonstra o reconhecimento de que as parcerias sociais são uma solução inteligente para a melhoria da malha rodoviária e, por consequência, da logística do Estado, pois assegura investimentos rotineiros nas rodovias sem que seja necessário o aporte de recursos públicos.

“Estou muito contente de a associação estar protocolando este documento. Cada obra que a Sinfra deixa de dar manutenção é um dinheiro que sobra para que possamos fazer novos investimentos em novas rodovias. Saio da manutenção e vou fazer outras pavimentações”, afirmou.

Ainda segundo o secretário, é dever do Governo do Estado se preocupar com os principais entraves logísticos para o crescimento de Mato Grosso, que são 22 mil quilômetros de estradas não-pavimentadas e  as 2,4 mil pontes de madeira existentes, e deixar que as melhorias dos  7,2 mil quilômetros de estradas estaduais pavimentadas sejam realizadas pelos parceiros privados.

“Temos buscado o que é bom para o Estado. Discutindo parcerias dignas, corretas, honestas, para que possamos entregar as rodovias estaduais à iniciativa privada e também às associações interessadas, permitindo ao Estado cuidar de novas obras, da educação, saúde e da segurança pública. Este é o modelo correto. O que precisamos hoje é atender a uma demanda de investimento em infraestrutura é necessária para o Estado continuar crescendo”, disse o secretário.

Para o diretor-financeiro da Associação Agrologística de Mato Grosso, Leonardo Tomczyk, o interesse em formalizar as parcerias se dá em razão da credibilidade e confiança que a associação tem no Governo, devido às várias parcerias de sucesso já realizadas e às inúmeras melhorias executadas na malha rodoviária.

“A Agrologística já tem uma história de parceria com o governo. Já desenvolvemos um bom trabalho na parte de manutenção de rodovia não-pavimentada, execução de obras de asfalto em parceria com o Governo do Estado e agora nós estamos entrando nessa parte de manutenção de rodovias. Estamos bastante esperançosos de que essas parcerias vão aumentar e trazer o benefício que a população tanto almeja”, afirmou.

Leonardo Tomczyk ressaltou ainda que a parceria é uma demonstração de que a atual administração do Governo do Estado está olhando para as regiões de uma forma estratégica, realmente interessada em diminuir os obstáculos ao crescimento e ao desenvolvimento existentes hoje.

“Para nós essa parceria é muito importante, pois passamos a contribuir para a melhoria desse trecho. Essa parceria é um projeto inovador que está sendo visto pelo Brasil inteiro por sua dinâmica e eficiência. E tudo isso é possível porque vemos que o Governo do Estado está muito alinhado com o setor produtivo, não apenas da agricultura, mas de todos os graus da economia do Estado. E os benefícios disso não são apenas dos produtores da região, mas de toda a população que vai transitar por essas rodovias. Vai melhorar a qualidade de vida e segurança em toda a região”, encerrou.

Trechos

A parceria prevê a manutenção pedagiada de 310,9 quilômetros em três rodovias. Na MT-249, no trecho que vai do entroncamento da BR-163 em Nova Mutum até o entroncamento da MT-235, com extensão de 137,5 quilômetros.

Já na MT-235, no trecho do entroncamento da MT-249 até o entroncamento da MT-170 em Campo Novo do Parecis, totalizando 74,4 quilômetros. E, por último, na MT-010, no trecho do entroncamento da BR-364 até o entroncamento da MT-160 em São José do Rio Claro, totalizando 99 quilômetros.

Além disso, a parceria prevê a manutenção pedagiada na MT-480, em Tangará da Serra, no trecho que vai da duplicação da Avenida Nilo Torres, no município, até o entroncamento da MT-235, com extensão de 108,4 quilômetros.

Próximos passos

Com as propostas entregues, elas serão analisadas pela Comissão de Seleção, conforme estabelece a Lei Estadual nº 10.861/2019 que rege o Programa de Parcerias Sociais.  Uma vez cumpridos todos os requisitos formais, de aprovação das propostas e documentações apresentadas, os resultados dos chamamentos públicos são homologados e publicados e a associação estará apta a celebrar o Termo de Colaboração junto ao Governo do Estado.

Fonte: Secom-MT

Continue lendo

Governo

Secretário de Saúde testa positivo para Covid-19 e vai para isolamento

Publicado

por

O secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, testou positivo para a Covid-19. O resultado do exame que apontou o diagnóstico saiu na tarde desta quinta-feira (25.06), contudo, até o momento, o gestor não apresenta sintomas específicos da doença.

Assim que recebeu o resultado, Figueiredo já foi para o isolamento domiciliar para cumprir a quarentena, conforme recomendação e protocolos das equipes de Vigilância Epidemiológica. “Infelizmente, eu fui diagnosticado com o vírus. Vou me dedicar ao cumprimento do isolamento domiciliar e pretendo seguir trabalhando durante esse período, de forma remota. Como sempre digo, esse vírus não é um ficção”, declarou o secretário.

O gestor, bem como a equipe de apoio e os profissionais técnicos da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), passa por testes periódicos do coronavírus. Por estar em isolamento e não poder receber os profissionais de Comunicação, as coletivas de imprensa virtuais com o secretário Gilberto Figueiredo estão temporariamente suspensas.

 

 

Fonte: GOV MT

 

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana