conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Mato Grosso

Governador participa da cerimônia de posse da nova diretoria do Tribunal de Justiça

Publicado

O governador Pedro Taques acompanhou nesta quarta-feira (19.12) a cerimônia de posse da nova diretoria do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ-MT). A solenidade foi realizada na sede do Palácio da Justiça e os empossados atuarão no biênio 2019/2020.

O desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha assume o cargo de presidente do Tribunal de Justiça, na vaga do desembargador Rui Ramos. Também tomaram posse os desembargadores Maria Helena Gargaglione Póvoas, no cargo de vice-presidente, e Luiz Ferreira da Silva, na função de corregedor-geral da Justiça.

“Durante os quatro anos de gestão pudemos realizar várias parcerias com o Tribunal de Justiça e esperamos que continuem contribuindo para a melhoria da justiça em nosso Estado, e em projetos que beneficiem a população como um todo”, ressaltou o governador Pedro Taques.

O novo presidente Carlos Alberto Alves da Rocha atuará a partir de janeiro de 2019 e destacou as prioridades do trabalho a ser feito.

“Esperamos contribuir no sentido de fazer com que as ações fluam de maneira mais célere no andamento de processos – este é um dos anseios da população mato-grossense, e também propor mais investimentos na área tecnológica”, afirmou.

De acordo com procurador-geral de Justiça, Mauro Benedito Pouso Curvo, este é um trabalho contínuo e que mesmo com a mudança na diretoria cumprirá seu objetivo.

“Essa nova gestão será exitosa em continuar levando justiça para aqueles que mais precisam e para isso tem um valor inestimável”, salientou o procurador.

O desembargador e ex-presidente Rui Ramos destacou que teve êxito durante sua trajetória no Tribunal e que isso foi possível porque teve o apoio e comprometimento da equipe.

“Pude contar com pessoas muito competentes e dedicadas. Agora, desejo sucesso e uma ótima direção ao Carlos, pois deixo o cargo com a absoluta certeza de um trabalho bem feito e dever cumprido”, pontuou Rui Ramos.

Também participaram da solenidade os secretários estaduais Ciro Rodolpho (Casa Civil), Domingos Sávio (Gabinete de Governo), Marioneide Kliemaschewsk (Educação) e Marcy Monteiro (Gabinete de Comunicação).  

Comentários Facebook

Cidades

Com ferro em brasa: Jovem marca nas costas nº 22 do partido de Bolsonaro

Publicado

Um jovem morador de Mirassol D’Oeste (204 km de Tangará da Serra) marcou com ferro em brasa o número 22 nas costas para “homenagear” o PL, partido do presidente Jair Bolsonaro.

A atitude do jovem dividiu opiniões nas redes sociais e gerou várias críticas e piadas. Internautas de posicionamento político contra a gestão do atual presidente não economizaram em usar a palavra “gado” e outros sinônimos para reagir na foto do jovem.

Uma delas soltou “o gado já tá marcado”; outro usou “esse não some no meio da boiada”. Na lista de compartilhamentos da imagem há pessoas que moram no mesmo assentamento do jovem, o Roseli Nunes. A maioria delas vão contra a atitude do morador.

Segundo a imprensa local, o adolescente se marcou após um desafio entre amigos. Ele estaria em um leilão, ajudando na marcação dos gados, quando foi desafiado.

Mídia News

Continue lendo

Cidades

Mato Grosso tem a 4ª gasolina mais barata do país

Publicado

Mato Grosso tem o 4° preço mais barato do litro da gasolina no país, com R$ 6,99. Os dados são da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgados nesta terça-feira, 21.

O estado ficou em 16° lugar no ranking comparativo de maiores valores registrados do preço do combustível.

O valor em Mato Grosso está abaixo do preço médio do litro da gasolina no país, que ficou em R$ 7,232 na última semana. Os dados são referentes aos dias 12 a 18 de junho.

O preço médio mais alto foi verificado na Bahia (R$ 8,037). O maior valor cobrado foi encontrado foi no Rio de Janeiro (R$ 8,990). Já o menor foi registrado em um posto de São Paulo (R$ 6,170).

Em Mato Grosso, o preço mínimo registrado foi R$ 6,30 o litro. Como foi feita entre os dias 12 e 18 de junho, a pesquisa da ANP ainda não reflete totalmente o último reajuste anunciado pela Petrobras nas suas refinarias.

G1/MT

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana