conecte-se conosco


Tecnologia

Garoto de 8 anos ganha R$ 84 milhões por ano com seu canal no YouTube

Publicado


Menino de 8 anos tem canal sobre resenha de brinquedos e é o mais bem pago do YouTube
Reprodução/ YouTube
Menino de 8 anos tem canal sobre resenha de brinquedos e é o mais bem pago do YouTube

Uma nova personalidade milionária está crescendo no YouTube e o mais curioso: ele tem apenas oito anos. De acordo com a Revista Forbes
, Ryan, do canal Ryan ToysReview, ultrapassou a personalidade Jake Paul e tornou-se o mais bem pago da internet, ganhando US$ 22 milhões (R$ 84 milhões) por ano.

Leia também: Manipulação de usuários na internet é tema da redação do Enem 2018


Com quase 26 bilhões de visualizações e mais de 17,3 milhões de inscritos, o canal do YouTube
posta, quase diariamente, vídeos sobre críticas de brinquedos e foi criado pelos pais de Ryan, em 2015. De acordo com a estrela, em uma entrevista ao canal de televisão NBC
, as crianças gostam dele por ser “engraçado e divertido”.

O lucro de Ryan, que não inclui pagamento de impostos e de agentes e advogados, dobrou em comparação a 2017. Segundo a
Forbes

, US$ 1 milhão dentre os US$ 22 milhões são provenientes de posts patrocinados e não de anúncios exibidos no início dos vídeos, o que é pouco se comparado ao de outros youtubers. Isso seria resultado da relutância da família em aceitar acordos que são propostos.

Apesar disso, um acordo feito com a rede Walmart deve ajudar a aumentar o lucro do canal no próximo ano. A franquia começou a vender roupas e brinquedos com a marca Ryan’s World, sendo que um vídeo promocional postado no canal do menino teve 14 milhões de acessos em três meses.

Leia mais:  WhatsApp vai permitir que usuário escolha se quer ser adicionado em grupos

Leia também: Acumulou! Ninguém acerta na Mega-Sena e prêmio pode chegar a R$ 10 milhões

Por mais que o menino tenha grande lucro mensal, como ele ainda é uma criança, 15% dos seus ganhos são destinados a uma conta bancária que só poderá ser acessada quando o garoto
já for adulto.

As resenhas feitas por Ryan dos brinquedos trazem significativos resultados para as lojas infantis. Um brinquedo anunciado pelo garoto em seu canal pode acabar nas lojas em pouco tempo.  

Mas Ryan não é o único da família a fazer vídeos. Em outro canal chamado Ryan’s Family Review, suas irmãs gêmeas também aparecem. Apesar da grande visibilidade dos canais, pouco da vida privada da família é conhecido, sendo que o nome completo e o lugar em que o garoto vive são informações que nunca foram reveladas.

Leia também: Vencedor da Mega-Sena não aparece para receber prêmio e perde R$ 22 milhões

De acordo com o ranking da Forbes, além de Ryan ToysReview, em primeiro lugar e Jake Paul em segundo, o canal Dude Perfect , em terceiro, com o faturamento de US$ 20 milhões, e o jogador de Minecraft, Daniel Middleton, em quarto lugar, faturando US$ 16,5 milhões, também apareceram na lista de milionários do YouTube.

Comentários Facebook
publicidade

Tecnologia

Twitter bloqueia robô que denuncia gastos suspeitos de deputados brasileiros

Publicado

por


O perfil de Rosie no Twitter tem mais de 39 mil seguidores e denuncia reembolsos irregulares ligados à cota parlamentar
Reprodução/Twitter
O perfil de Rosie no Twitter tem mais de 39 mil seguidores e denuncia reembolsos irregulares ligados à cota parlamentar

O perfil da robô Rosie, que identifica e denuncia despesas irregulares de deputados federais do Brasil, está bloqueado há três dias no Twitter. A suspensão pode ser consequência do esforço da rede social para conter a proliferação de contas automatizadas, muitas vezes utilizadas para disseminação de ódio e notícias falsas. Os desenvolvedores do projeto, porém, alegam que a rede social ainda não justificou o bloqueio da conta.

Leia também: Twitter vai ganhar News Camera, sua própria versão dos Stories


A Rosie é, na verdade, parte de um programa de transparência de dados criado há cerca de três anos e chamado Serenata de Amor. Automatizado, o perfil de Rosie no Twitter
tem mais de 39 mil seguidores e divulgava, pelo menos até então, reembolsos irregulares ligados à Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar, um valor fixo que deputados recebem para despesas como alimentação e hospedagem.

A conta não foi proibida de publicar tuítes na rede social, mas sim de fazê-lo de forma automatizada, isto é, sem a necessidade de interferência humana. O problema é que o volume de dados analisado pela Rosie
é muito grande e divulgá-los manualmente levaria mais tempo e custaria mais dinheiro aos desenvolvedores do projeto.

Ao tuitar, Rosie está programada para mencionar o perfil do deputado ou deputada cujos gastos foram considerados irregulares. Como um dos critérios do Twitter para suspender uma conta é analisar se ela frequentemente menciona pessoas com as quais não interage, é provável que isso tenha colaborado para a suspensão de Rosie. Assim como ela, o processo de análise de perfis pelo Twitter também é automatizado.

Leia mais:  Lembra do ovo do Instagram? Foto faz parte de campanha sobre saúde mental; veja

Em entrevista à Folha de S. Paulo
, Eduardo Cuducos, cofundador do Serenata de Amor
, questionou o bloqueio de Rosie, alegando que o robô é diferente daqueles normalmente banidos na rede social. “Nosso bot
[abreviação de robot
, ou robô em inglês] é explícito, nós avisamos que se trata de um robô. Não é um robô que tenta se passar por uma pessoa”, explicou.

Leia também: WhatsApp vai permitir que usuário escolha se quer ser adicionado em grupos

Nesta segunda-feira (18), o perfil de Rosie deu início a uma campanha chamada #DesbloqueiaRosie para chamar a atenção do Twitter e pedir que a rede social cancele a suspensão da conta. Em outro tuíte, o perfil se justifica dizendo que não é como os robôs “que tuítam sem fontes” e que tudo o que publica é baseado em dados disponibilizados pela própria Câmara dos Deputados via Lei de Acesso à Informação (LAI).




Até Marina Silva (Rede), ex-ministra do Meio Ambiente e ex-candidata à Presidência no ano passado, se juntou ao movimento #DesbloqueiaRosie. Em sua conta no Twitter
, Marina defendeu Rosie dizendo que o robô ajuda a combater abusos com o dinheiro público e que “a sociedade quer mais transparência, e não menos”.

Leia mais:  WhatsApp vai permitir que usuário escolha se quer ser adicionado em grupos

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

Twitter vai ganhar News Camera, sua própria versão dos Stories

Publicado

por


Seguindo o modelo de outras plataformas, o Twitter deve lançar em breve sua própria versão de stories
shutterstock
Seguindo o modelo de outras plataformas, o Twitter deve lançar em breve sua própria versão de stories


O Twitter está prestes a entrar para o time das redes sociais que possuem a função stories. Depois da febre do recurso nos aplicativos Snapchat, Instagram e Facebook, a plataforma confirmou ao site TechCrunch
, na sexta-feira (15), que está trabalhando na novidade.

Leia também: “Camisinha” inteligente manda dados do seu desempenho sexual para o celular


De acordo com o Twitter
, ainda não há uma previsão de lançamento oficial, já que a nova ferramenta ainda está em fase inicial, de desenvolvimento. A empresa informou, no entanto,  que a novidade já tem nome: News Camera (algo similar a câmera de notícias, em português).

Segundo a plataforma, o nome vem do objetivo da nova função que é, além de compartilhar selfies, vídeos e fragmentos das vidas particulares dos usuários, ampliar o viés jornaltístico que o site vem ganhando. Assim, qualquer pessoa poderia postar sobre eventos, denúncias e tudo o que acreditar que deve ser noticiado em tempo real, gerando um tipo de conteúdo original para o Twitter.

Similar ao Stories do Instagram
, a novidade vai permitir que sejam postadas fotos, vídeos, textos e feitas transmissões ao vivo, além de adicionados fundos coloridos e localização aos posts. Todas essas publicações não vão aparecer direto na timeline e, por isso, a ferramenta é comparada aos Stories
.

Leia mais:  Mulher é condenada a pagar indenização por ofensas feitas no Orkut

Leia também: WhatsApp vai permitir que usuário escolha se quer ser adicionado em grupos

Um dos ususários do Twitter e consultor de mídias sociais, Matt Navarra, publicou em seu perfil um teste que fez da ferramenta. De acordo com ele, para acessar a função, os internautas só precisarão deslizar o dedo para a esquerda dentro do aplicativo.

“Novidade! O Twitter está testando a ” News Camera
“, que vai deixar que você adicione seus detalhes de localização e fundos coloridos para fotos, vídeos ou transmissões ao vivo”, escreveu Navarra. Confira a publicação:




Leia também: Mandou e se arrependeu? Aprenda a apagar mensagens do Facebook Messenger

Navarra também afirmou que outras novidades, como o modo noturno completamente preto e a edição de tweets já postados também estão sendo estudados pelo Twitter
.



Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana