conecte-se conosco

  • powered by Advanced iFrame free. Get the Pro version on CodeCanyon.


Região

Fogo se alastra na região de Nova Olímpia e Defesa Civil clama ajuda de voluntários

Publicado

 

A Defesa Civil de Nova Olímpia solicita apoio de voluntários para auxiliar no combate a um incêndio que atinge a região da Serra Tapirapuã. A força-tarefa  que conta com o apoio de empresários, fazendeiros, sitiantes e voluntários, somando cerca de  150 pessoas, iniciou  ainda no sábado, 7.

Mais de 3 mil hectares em área  que passa de 12 propriedades, quase 500 hectares na região do Rio Angelim (imediações das cerâmicas) e em torno de 120 hectares na região da Serra Tapirapuã, já foram destruídos. Vários equipamentos entre eles tratores, pá- carregadeiras e tanques (pipas e tratores) também estão sendo utilizados no trabalho.


Por telefone, o coordenador da  Defesa Civil de Nova Olímpia, Valdeci dos Anjos, conhecido como Bradock, informou ao Bem Notícias que apesar dos esforços o fogo está incontrolável e as chamas se propagando cada vez mais rápido. Ele pede ajuda de mais voluntários para auxiliar no combate ao fogo.  Os interessados precisarão ter o mínimo de conhecimento no trabalho  e material como ´bomba costal’. Depois é só ir até a região da Serra e procurar por um dos grupos que estão divididos no local.  “Quanto mais gente melhor. Não podemos deixar que esse fogo suba a Serra”, afirma o coordenador, destacando que se isso acontecer as consequências serão catastróficas.

 

Comentários Facebook
Leia mais:  Por orientação do MP, prefeitura cancela Carnaval em Nova Olímpia
publicidade

Região

Barra do Bugres sofre com falta d’água: DAE esclarece

Publicado

Cidades de Mato Grosso têm enfrentado problemas relacionados com a falta de água em suas torneiras.  O intenso calor, o aumento do consumo e a falta de chuvas são os principais motivos. Em Tangará da Serra a situação é ainda mais preocupante.

Apesar das medidas adotadas pelo Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) que tem alternado dia sim, dia não, o abastecimento nos bairros, o reservatório na Estação de Tratamento de Água (ETA) está quase seco e a previsão é que terá condições de distribuir água na cidade por mais 30 dias.

Em Barra do Bugres, a situação também é complicada. Conforme o Bem Notícias mostrou nesta quinta-feira, 19, moradores tem usado as redes sociais para reclamar da falta do líquido preciso e cobrar providências do Poder Executivo.

Nossa reportagem procurou o diretor do Departamento de Água e Esgoto (DAE) de Barra do Bugres, Rodrigo Perez, que explicou que devido ao calor e a falta de chuvas, o departamento não está conseguindo tratar água mais do que já está sendo tratada, isso porque o consumo da população aumentou significativamente “(…) a gente abriu 30% a mais a vazão (…) estamos no limite na nossa ETA e o consumo aumentou 70% “, afirma o diretor reforçando ainda que a falta de água está ocorrendo nos bairros mais altos a  parte debaixo da cidade não falta água (…) isso se chama gravidade” diz.

Leia mais:  Futsal: Dois jogos abrem a Copa Médio Norte Sub-17 hoje à noite, na Vila Olímpica

Uma das medidas adotadas pelo DAE, segundo ele, é fechar os registros para a parte mais baixa, tentando com isso pressurizar a água para cima. “A questão nossa se chama consumo. Ao invés da pessoa tomar um banho por dia, está tomando três, molhar o jardim uma vez por semana, está molhando todos os dias (…) nós pedimos conscientização. Se as pessoas não economizarem água, vai faltar para os bairros mais altos”, dispara o diretor.


Por outro lado, o Departamento está intensificando os trabalhos de fiscalização nos bairros, para punir o morador que for flagrado desperdiçando água nesse período tão crítico.

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Região

Campo Novo deve ficar sem defensor público nas próximas semanas

Publicado

A Defensoria Pública de Campo Novo do Parecis que atualmente atende na rua Marechal Rondon,  no bairro Jardim Primavera, está sem defensor público desde a semana passada. Quem respondia pelos serviços advocatícios era o Dr. Paulo José Martins Grama que foi transferido para a defensoria pública de Alto Araguaia.

Atualmente a Defensoria Pública Geral de Mato Grosso abriu chamado para um novo defensor para Campo Novo do Parecis.

Quem necessitar dos serviços de defensor público deve procurar o Fórum de Campo Novo do Parecis para que o judiciário designe um defensor dentro dos critérios estabelecidos.

Quem tem processos sendo defendidos pelo defensor público pode acompanhar o processo para consultas e obter informações.


O horário de atendimento da Defensoria Pública é do meio dia às 18h. (Fonte e foto: Parecis Net)

Comentários Facebook
Leia mais:  Criminosos voltam a aplicar golpe do boletos falso em empresas de Tangará e região
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana