conecte-se conosco


Esportes

Flamengo e Inter de Milão entram em acordo para possível venda de Gabigol

Publicado

O Flamengo recebeu sinal positivo da Inter de Milão para uma possível venda de Gabigol, emprestado ao clube carioca até o fim do ano. Mas as partes só darão os próximos passos na negociação após a partida decisiva do rubro-negro com o Grêmio, pela semifinal da Libertadores, no dia 23 — o jogo de ida terminou empatado em 1 a 1.

Leia também: Gabigol manda mensagem para blogueira, mas namorado descobre: “Aqui não”

gabigol arrow-options
CONMEBOL/TWITTER
Gabigol fez a alegria do Flamengo diante do Emelec


O empresário do jogador, Júnior Pedrozo, confirmou que há conversas previstas com os cartolas italianos. Mas reforçou que Gabigol prefere preservar o bom momento dentro de campo com o Flamengo e tratar do futuro apenas depois desses compromissos decisivos.

Nesta quarta-feira, o jornal italiano “Corriere dello Sport” publicou que a Inter e o Flamengo tinham chegado a um princípio de acordo pelo camisa 9. O negócio envolveria o pagamento de 16 milhões de euros (cerca de R$ 71,60 milhões), além da manutenção de 20% dos direitos econômicos pelo clube europeu em uma possivel revenda. Tais valores atendem às possibilidades do rubro-negro.

Leia também: Gabigol recusa duas ofertas da China, mas futuro no Flamengo ainda é incerto

Se a negociação for acertada, o Flamengo vai ter novamente uma das transferências mais caras da história do Brasil, assim como aconteceu nos casos de Vitinho, Gerson e De Arrascaeta entre 2018 e 2019.

Leia mais:  Paquetá realiza exames médicos e deve ser oficializado como reforço do Milan

Atualmente, Gabigol, de 23 anos está emprestado até o fim de dezembro para o Rubro-Negro, onde já marcou 18 gols em apenas 18 jogos só pelo Campeonato Brasileiro. Mas no ano, o camisa 9 já soma com 32 gols em 44 jogos. Ele ainda foi convocado pelo técnico Tite para os amistosos da seleção brasileira contra Singapura, nesta quinta-feira, e Senegal, no domingo.

Dos titulares importantes, Gabigol é o único que ainda não foi comprado pelo Flamengo. A imprensa italiana chegou a relatar que o clube da Gávea poderia oferecer entre 15 e 20 milhões de euros (de R$ 67,15 e 89,54 milhões) para adquirir o jogador.

Leia também: Gabigol ganha filtros no Instagram e brinca: “A plaquinha voltou?”


No entanto, a Inter de Milão não estava disposta a deixar o jogador sair por menos de 25 milhões de euros (cerca de R$ 111,92 milhões), uma avaliação que foi considerada excessiva pelo  Flamengo .

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Comentarista diz que “mulher deve tomar conta da casa” e é demitido de rádio

Publicado

por

Comentarista Daniel Campelo foi demitido após declaração machista ao vivo arrow-options
Reprodução
Comentarista Daniel Campelo foi demitido após declaração machista ao vivo

Mais um triste episódio de machismo ocorreu no futebol. Durante o programa da Rádio Jovem Pan de Fortaleza, que debatia a vitória do Ceará sobre o Avaí no Castelão, o comentarista Daniel Campelo foi questionado sobre a participação de mulheres na arbitragem do futebol brasileiro.

Leia também: “Última vez que vi meu pai foi há oito anos”, diz filho de Edmundo

Sua resposta, entretanto, não foi nada amigável. “Não acho uma boa, não. Acho que mulher deve tomar conta é da casa, do marido e dos filhos”, afirmou o comentarista Daniel Campelo. 

A declaração se deu por conta da participação da assistente Andrea Izaura Maffra Marcelino de Sá, que fez parte da comissão de arbitragem da partida realizada no Castelão. 

Obviamente, a resposta gerou imediatamente um tom de desconforto entre os companheiros de bancada, que não aprovaram o tom usado pelo comentarista. Nas redes sociais, o assunto rapidamente se propagou e Daniel sofreu uma onda de críticas.

Nesta segunda-feira, Daniel Campelo teve a chance de se retratar sobre a sua declaração machista e ofensiva durante outro programa da emissora de rádio. Entretanto, preferiu reafirmar sua opinião.

” Mulher tem de tomar conta da casa, do marido e dos filhos. Não disse brincando, não. Repito aqui. Quem não gostar tire a calcinha e pise em cima. Não tenho nada com isso. Não dou satisfação porque é mulher – reafirmou.

Leia mais:  Lewis Hamilton está cheio de ideias: “Sou a favor de tentar mudar a Fórmula 1”

Veja no vídeo abaixo:

Ao ser retrucado por comentaristas que participavam da atração pelo tom de seus comentários preconceituosos, o jornalista não voltou atrás, novamente.

“Que você discorde. Eu tenho meu ponto de vista. Negócio de mulher metida com macho dentro do estádio. Eu adoro mulher. Melhor do que uma mulher, só duas. Dá não. Negócio de futebol não dá certo. Até para a mulher entrar em campo… O árbitro antes do jogo começar vai no túnel dos jogadores, e os jogadores estão tomando banho. A mulher vai entrar lá como, com os jogadores todos pelados? É por isso que tem as marias chuteiras”, finalizou.

Leia também: Najila Trindade diz que ex-advogado beneficiou Neymar em processo

A postura do jornalista não pegou bem nem mesmo nos bastidores da emissora, que resolveu rescindir o contrato do profissional após o ocorrido. Em nota oficial, o Grupo Cidade de Comunicação, que administra a emissora no estado, condenou e lamentou os comentários.


“O Grupo Cidade de Comunicação lamenta e condena, veementemente, as declarações do comentarista Daniel Campelo durante uma transmissão esportiva da Rádio Jovem Pan News Fortaleza. Respeitamos as mulheres e acreditamos no potencial feminino, inclusive pelo fato de termos uma mulher como âncora de importantes programas da emissora. Nosso compromisso é com a ética, o bom jornalismo e, sobretudo, o respeito a todos – e a todas! – afirmou.

Leia mais:  Nos pênaltis e com Paulo Victor ‘salvador’, Grêmio é campeão gaúcho de 2019

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

“Última vez que vi meu pai foi há oito anos”, diz filho de Edmundo

Publicado

por

Edmundo arrow-options
Reprodução
Edmundo

Alexandre Mortágua, filho do ex-jogador Edmundo, falou sobre as dificuldades de relacionamento que tem com o pai. Em entrevista ao programa “Luciana By Night”, o rapaz, de 24 anos, revelou que não encontra o pai desde os 16.

Leia também: Técnico português pode assumir o Corinthians em 2020, afirma jornal

“Última vez que encontrei meu pai eu tinha 16 anos e foi pela decisão de um juiz. (…) Só que é isso, quando você lembra de uma pessoa que você gosta, você pensa na sua mãe, por exemplo, vem um cheiro, uma frase engraçada, uma comida gostosa. Dele não me vem nada”, disse Alexandre Mortágua .

Filho de Edmundo foi entrevistado pela apresentadora Luciana Giménez arrow-options
Divulgação
Filho de Edmundo foi entrevistado pela apresentadora Luciana Giménez


O filho de Edmundo  também relembrou alguns momentos difíceis que passou na infância por conta da relação distante com o pai.

“Acho que eu estava na quarta série e houve essa apresentação. Coisa de escola é sempre muito brega (risos). Era uma versão da música Por Você, do Frejat, e ao invés de cantarmos ‘desejaria todo dia a mesma mulher’, a gente cantava ‘desejaria todo dia o mesmo papai’ e era para apontar para o nosso pai na plateia. Só lembro de ver o rosto da minha mãe no meio de um mar de homens. A situação era ruim para nós dois, mas tivemos muita cumplicidade, de proteção mesmo”, completou.


A entrevista completa irá ao ar nesta terça-feira, às 22h45, na RedeTV!.

Leia mais:  Lewis Hamilton está cheio de ideias: “Sou a favor de tentar mudar a Fórmula 1”

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana