conecte-se conosco


Entretenimento

Filho de Gugu Liberato volta aos holofotes após a morte do pai

Publicado

source

Com a morte do pai, João Augusto Liberato voltou aos holofotes ao tentar organizar as pendências referentes a morte de Gugu Liberato no fim do mês passado.

Leia também: Pela primeira vez, irmã de Gugu faz depoimento emocionante sobre sua morte

João Augusto e a mãe arrow-options
Rafael Cusato/Globo
João Augusto e a mãe


Famoso desde que nasceu, o filho mais velho de Gugu preferiu se manter afastado das câmeras, ao contrário do pai. Com 18 anos, recém completados, João Augusto desativou há um ano seu canal no Youtube, o “Chef do Futuro” onde falava sobre culinária.

Leia também: Missa de Sétimo Dia de Gugu Liberato tem data e local definidos

No fim do mês passado, João Augusto foi a pessoa resposável por resolver todas as pendências relacionadas ao pai como a doação de órgãos e translado do corpo para o Brasil.

Leia também: Silvio Santos não quis extensa cobertura da morte de Gugu 


Ele, a mãe Rose Miriam e as irmãs gêmeas Marina e Sofia, de 15 anos, moram em uma casa em Windermere, na Flórida, onde aconteceu o fatal acidente com Gugu Liberato . Estima-se que os três filhos do apresentador tenham herdado um furtuna de R$ 170 milhões.

Fonte: IG Gente
Comentários Facebook
Leia mais:  Circa Waves se arrisca e mostra amadurecimento musical em novo álbum

Entretenimento

“Star Wars”, Marvel e Disney estão entre as principais atrações do CCXP 2019

Publicado

por

source
CCXP arrow-options
Divulgação
CCXP 2019, no São Paulo Expo, já está com todos os ingressos esgotados antes do final do evento, no domingo (8)

O auditório principal do Comin Con Experience 2019 deste sábado (7), no São Paulo Expo, terá como primeira atração do dia a pré-estreia de “Frozen 2”, nova animação que deverá agradar todas as idades. Apresentações sobre as produções da Pixar e da Fox também farão parte das atividades do dia.

 LEIA MAIS: Painel sobre Batman na CCXP tem farpas para Trump e Bolsonaro

O presidente dos estúdios Marvel , Kevin Feige, estará no evento para falar sobre o futuro da editora nos cinemas, às 16h. E, para encerrar, os atores Daisy Ridley, Oscar Isaac e John Boyega, além do diretor J.J Abrams e a presidente da Lucasfilm, Kathleen Kennedy falarão sobre “Star Wars: A ascensão Skywaker”.

 LEIA MAIS: CCXP começa em São Paulo; veja a programação e as atrações

Vale lembrar que o CCXP 2019 vai até este domingo (8), mas que todos os ingressos já estão esgotados. Confira abaixo a programação complete deste sábado (7).

       10h – “Frozen 2” – Pré-estreia especial

       12h – “Frozen 2” – De volta a Arendelle

       12h30 – Pixar – “Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica”

       13h30 – Disney Parks – Star Wars: Galaxy’s Edge

Leia mais:  Globo noticia casamento de Pato, mas Silvio Santos rouba a cena

       14h15 – “Um Espião Animal”

       15h – “Free Guy – Assumindo o Controle” – com Ryan Reynolds, Joe Kerry, Shawn Levy

       16h – Marvel Studios – com Kevin Feige

       17h – “Star Wars” – com Daisy Ridley, J.J. Abrams, John Boyega, Oscar Isaac, Kathleen Kennedy

CCXP 2019

      Quando: 5 a 8 de dezembro

      Horários: Sábado das 11h às 21h e domingo das 11h às 20h

      Onde: São Paulo Expo – Rodovia dos Imigrantes, km 1,5 – Água Funda, São Paulo


      Ingressos esgotados

Fonte: IG Gente
Comentários Facebook
Continue lendo

Entretenimento

Governo exclui do MEI profissões ligadas ao setor cultural

Publicado

por

source
Guedes arrow-options
Foto: Divulgação/Governo Federal
As ocupações foram listadas em resolução feita pelo Comitê Gestor do Simples Nacional, publicada no Diário Oficial da União. O órgão é vinculado ao Ministério da Economia

O aumento da informalidade no setor de cultura , apontado pelo Sistema de Informações e Indicadores Culturais (SIIC), divulgado na quinta-feira (5) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) , pode se tornar ainda maior a partir do ano que vem.

A razão é a Resolução nº 150, publicada no Diário Oficial da União (DOU) na sexta-feira (6) pelo Ministério da Economia , que exclui uma série de ocupações ligadas à cultura do sistema de Microempreendedor Individual (MEI) , a partir de 1º de janeiro.

Pela resolução elaborada pelo Comitê Gestor do Simples Nacional, foram excluídas 17 ocupações, dentre elas seis ligadas diretamente ao setor cultural: Cantor/Músico Independente; DJ/VJ; Humorista/Contador de Histórias; Instrutor de Arte e Cultura/ Instrutor de Música.

Outras três subclasses, voltadas ao desenvolvimento e licenciamento de programas de computador, também podem ter impacto no setor. A mesma resolução incluiu outras cinco categorias no MEI, como motorista de aplicativo, serralheiro e quintandeiro.

Ao aderir ao programa de Micrompreendedor Individual, o profissional que fatura até R$ 81 mil por tem a possibilidade de ter um CNPJ, emitir notas fiscais por um custo fixo de R$ 55,90 ao mês e de contribuir para o INSS.

Leia mais:  Ivete Sangalo surpreende e aparece loiríssima no “The Voice”

Quem optar por transformar o registro de MEI em Micro Empresa (ME), passa a ter uma tributação fixa por cada nota emitida, com percentual definido por cada categoria, além de despesas mensais obrigatórias de contabilidade.

O tema repercutiu em redes sociais e grupos de whatsapp de artistas e produtores culturais. O temor é de muitos profissionais do mercado, que hoje atuam como MEI, voltem à informalidade. Segundo o estudo divulgado pelo IBGE, este percentual de trabalhadores aumentou de 38,3% em 2014 para 45,2% em 2018.

A análise leva em conta tanto trabalhadores com carteira assinada quanto trabalhadores que contribuem para a previdência social, mesmo que autônomos.

De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), uma das fontes de dados usados pelo IBGE no estudo, o setor cultural ocupava, em 2018, mais de 5 milhões de pessoas, representando 5,7% do total de ocupados no país.


O programa de Microempreendedor Individual completou 10 anos em 2019. Segundo dados divulgados pelo Sebrae, o MEI é a única fonte de renda de 1,7 milhão de famílias no Brasil e foi responsável por tirar mais de 2 milhões de empreendedores da informalidade.

Fonte: IG Gente
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana