conecte-se conosco


Carros e Motos

Fiat confirma novo SUV nacional para 2021

Publicado


O SUV da Fiat terá base no modelo Fastback, atração no Salão do Automóvel do ano passado
Guilherme Menezes/iG
O SUV da Fiat terá base no modelo Fastback, atração no Salão do Automóvel do ano passado

O SUV da Fiat, mostrado ainda em versão conceitual no Salão do Automóvel 2018, está confirmado para o mercado brasileiro. A declaração foi feita pelo presidente do Grupo FCA na América Latina, Antônio Filosa. Junto dele, também está confirmada a nova picape RAM 1500, que será trabalhada como um veículo de nicho (ou seja, baixo volume de importação).

LEIA MAIS: Honda City terá versão híbrida na próxima geração

Isso confirma as apurações do nosso colunista Glauco Lucena, do AutoBuzz, ainda durante o Salão do Automóvel.  A FCA é líder na categoria, graças ao sucesso dos modelos Renegade e Compass
, e o novo SUV da Fiat
poderia ser tão bem-sucedido quanto. Ainda de acordo com Filosa, a marca promoverá novas investidas em mercados como Brasil, Colômbia e Peru. Por conta da crise, a Argentina é vista como um desafio pelo executivo italiano. Também nos foi antecipado que o novo SUV não será global. “Estamos trabalhando em um modelo totalmente focado para o gosto dos nossos clientes latino-americanos”, revela Filosa. 

LEIA MAIS: Audi terá 18 lançamentos em 2019, incluindo nova geração do A3

Outra atração do estande da Fiat no Salão do Automóvel foi o crossover 500X
, feito com base no subcompacto premium Cinquecento
. O modelo ainda não recebeu sinal verde, e dependerá da queda do euro nas cotações, uma vez que é produzido na Europa.

Leia mais:  Jaguar F-Type P300: gato selvagem mostra suas garras

SUV da Fiat e picapes


O SUV da Fiat terá muito de sua base compartilhada com a Toro, grande sucesso na categoria das picapes intermediárias
Divulgação
O SUV da Fiat terá muito de sua base compartilhada com a Toro, grande sucesso na categoria das picapes intermediárias

Filosa também comemora o desempenho da marca no setor de veículos comerciais. Strada e Toro lideram as vendas da categoria, o Fiorino é um dos poucos furgões à venda no Brasil e o novo Ducato mostra números positivos de vendas. “Quando um País começa a se desenvolver, o setor agrônomo cresce bastante. Atuar no segmento de picapes é muito importante em um mercado como o Brasil”, exemplifica o executivo. Uma possível substituta para a Strada também está nos planos da marca, mas FIlosa garante que o modelo não será baseado no Mobi.

LEIA MAIS: Nova picape da Ford chega em breve, para concorrer com a Toro


Sobre a RAM 1500, o presidente da FCA para a América Latina diz que a picape deverá chegar em meados do segundo semestre, ainda sem preço definido. “Dependemos da cotação do dólar para importar o modelo dos Estados Unidos. Isso será definido mais à frente”, diz FIlosa. Nos resta aguardar as próximas movimentações sobre o SUV da Fiat
.

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
publicidade

Carros e Motos

Harley-Davidson apresenta os novos modelos da linha 2020

Publicado

por

source
Novas Harley-Davidson da linha 2020 arrow-options
Divulgação
Modelos da linha 2020 como a Road Glide Limited (foto) chegam para ditar novos parâmetros de tecnologia na marca

A Harley-Davidson acaba de anunciar sua linha de modelos para o ano de 2020, com a apresentação oficial agendada para a segunda semana de setembro na Califórnia (EUA). Além da primeira moto elétrica da marca, LiveWire, a Low Rider S — com o motor Milwaukee-Eight 114, que passa a integrar a família Softail — e a CVO Tri Glide — com novas tecnologias, como o controle de tração, e o sistema HD Connect, que permite o pareamento da central da moto com o smartphone (também presente na elétrica — são as maiores novidades. A Harley-Davidson diz que ainda não há data para a LiveWire ser lançada no Brasil.

LEIA MAIS: Harley-Davidson de Elvis Presley deverá ser a moto mais cara do mundo em leilão

Ainda assim, a nova  Road Glide Limited também compõe os maiores destaques, substituindo a  Harley-Davidson Road Glide Ultra para 2020 no segmento das motos de luxo, voltadas a grandes viagens. Quanto ao modelo, agora está disponível com uma nova Opção de acabamento preto, também integrado ao pacote de opcionais da linha Ultra Limited 2020. Vale destacar, além disso, que o sistema ABS Brembo da Harley, que anteriormente era uma opção disponível em alguns modelos de turismo, agora é padrão em todos os modelos dessa categoria.

O centro das atenções

Harley-Davidson arrow-options
Divulgação
Harley-Davidson LiveWire segue a mais chocante, por representar uma revolução no line-up da fabricante

A LiveWire é, definitivamente, a grande divisora de águas na história da marca. O novo design futurista não é só parte da estratégia da Harley-Davidson de renovar seus negócios nos EUA até 2027, mas também de estabelecer a marca como líder na eletrificação do transporte em duas rodas. É com isso que, a partir dela, a marca revelou que outras motocicletas elétricas deverão chegar logo em seguida.

Leia mais:  Nova Triumph Street Scrambler 1200 XE acaba de chegar ao Brasil

LEIA MAIS: Ducati terá duas novas Scrambler 2020 que chegam em outubro nos EUA e Europa

Dados oficiais de desempenho revelam que é capaz de acelerar até 100 km/h em 3 segundos e sua autonomia é de 235 km. O propulsor elétrico não faz uso de embreagem, nem troca de marchas, simplificando a condução para novos pilotos. Além disso, as frenagens regenerativas de energia adicionam carga à bateria,

Através do sistema Connect, o piloto se informa sobre o status da carga de bateria, autonomia disponível, locais onde há estações de recarga para a bateria, alerta de violação e localização do veículo, notificações de atendimento e lembretes de revisões. Entre outros equipamentos, também se encontram os que auxiliam a condução. Entre eles, o controle eletrônico de chassi, freios ABS e controle de tração.

LEIA MAIS: Novo scooter Honda ADV 300 será mostrado em novembro com mais custo-benefício


Ainda quanto ao controle, o seu motor está localizado na parte inferior da motocicleta para baixar o centro de gravidade, ajudando na agilidade da moto em todas as velocidades e tornando mais fácil o controle quando parada. Por fim, para não deixar a desejar no quesito ronco, o motor promete, segundo a fabricante “um novo som característico da Harley-Davidson ao acelerar e ganhar velocidade”.

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Harley-Davidson apresenta os novos modelos da linha 2020

Publicado

por

source
Novas Harley-Davidson da linha 2020 arrow-options
Divulgação
Modelos da linha 2020 como a Road Glide Limited (foto) chegam para ditar novos parâmetros de tecnologia na marca

A Harley-Davidson acaba de anunciar sua linha de modelos para o ano de 2020, com a apresentação oficial agendada para a segunda semana de setembro na Califórnia (EUA). Além da primeira moto elétrica da marca, LiveWire, a Low Rider S — com o motor Milwaukee-Eight 114, que passa a integrar a família Softail — e a CVO Tri Glide — com novas tecnologias, como o controle de tração, e o sistema HD Connect, que permite o pareamento da central da moto com o smartphone (também presente na elétrica — são as maiores novidades. Tirando a LiveWire, já confirmada para vir ao Brasil no ano que vem, falta saber sobre a chegada das outras duas.

LEIA MAIS: Harley-Davidson de Elvis Presley deverá ser a moto mais cara do mundo em leilão

Ainda assim, a nova  Road Glide Limited também compõe os maiores destaques, substituindo a  Harley-Davidson Road Glide Ultra para 2020 no segmento das motos de luxo, voltadas a grandes viagens. Quanto ao modelo, agora está disponível com uma nova Opção de acabamento preto, também integrado ao pacote de opcionais da linha Ultra Limited 2020. Vale destacar, além disso, que o sistema ABS Brembo da Harley, que anteriormente era uma opção disponível em alguns modelos de turismo, agora é padrão em todos os modelos dessa categoria.

O centro das atenções

Harley-Davidson arrow-options
Divulgação
Harley-Davidson LiveWire segue a mais chocante, por representar uma revolução no line-up da fabricante

A LiveWire é, definitivamente, a grande divisora de águas na história da marca. O novo design futurista não é só parte da estratégia da Harley-Davidson de renovar seus negócios nos EUA até 2027, mas também de estabelecer a marca como líder na eletrificação do transporte em duas rodas. É com isso que, a partir dela, a marca revelou que outras motocicletas elétricas deverão chegar logo em seguida.

Leia mais:  Apesar da crise econômica, setor automotivo prevê bons resultados até fim do ano

LEIA MAIS: Ducati terá duas novas Scrambler 2020 que chegam em outubro nos EUA e Europa

Dados oficiais de desempenho revelam que é capaz de acelerar até 100 km/h em 3,5 segundos. O propulsor elétrico não faz uso de embreagem, nem troca de marchas, simplificando a condução para novos pilotos. Além disso, as frenagens regenerativas de energia adicionam carga à bateria, item responsável por garantir os 180 km de autonomia que a H-D divulga.

Através do sistema Connect, o piloto se informa sobre o status da carga de bateria, autonomia disponível, locais onde há estações de recarga para a bateria, alerta de violação e localização do veículo, notificações de atendimento e lembretes de revisões. Entre outros equipamentos, também se encontram os que auxiliam a condução. Entre eles, o controle eletrônico de chassi, freios ABS e controle de tração.

LEIA MAIS: Novo scooter Honda ADV 300 será mostrado em novembro com mais custo-benefício


Ainda quanto ao controle, o seu motor está localizado na parte inferior da motocicleta para baixar o centro de gravidade, ajudando na agilidade da moto em todas as velocidades e tornando mais fácil o controle quando parada. Por fim, para não deixar a desejar no quesito ronco, o motor promete, segundo a fabricante “um novo som característico da Harley-Davidson ao acelerar e ganhar velocidade”.

Fonte: IG Carros
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana