conecte-se conosco


Economia

FARMÁCIA UNIMED: 18 anos celebrados com festa e sorteio de prêmios em Tangará da Serra

Publicado

A Farmácia Unimed completou no dia 14 de agosto, 18 anos prestando atenção e assistência farmacêutica com qualidade e excelência à comunidade de Tangará da Serra.

Equipe composta por profissionais altamente qualificados para prestar o melhor atendimento.

São 18 anos priorizando a saúde dos beneficiários e clientes em geral. Uma farmácia completa e exclusiva, com medicamentos a preços especiais e serviços personalizados. A Farmácia Unimed oferece todas as linhas de medicamentos éticos e genéricos com descontos especiais, além de proteção solar, higiene pessoal e dermocosméticos que são referência no mercado de estética e pelos melhores valores.

Outro diferencial se refere ao trabalho da equipe de profissionais altamente qualificados e preparados para o atendimento de pacientes com doenças crônicas, como por exemplo, diabéticos e hipertensos que recebem acompanhamento individualizado, por meio do monitoramento do tratamento e acompanhamento farmacoterapêutico.

Para celebrar a “maioridade”, comemorar o sucesso e conquistas ao longo de sua existência, houve um coquetel dedicado a colaboradores e médicos cooperados. “Realizamos este evento em gratidão ao apoio dos cooperados, clientes, fornecedores e parceiros, porque sem essa união de esforços não teríamos conseguido chegar aonde estamos. Nosso agradecimento especial a equipe de colaboradores que estão sempre engajados e sintonizados em oferecer um bom atendimento”, salienta a coordenadora, Márcia Ferreira.

Neste mês de agosto em comemoração ao aniversário de 18 anos, quem ganha o presente é o cliente! Todo consumidor que comprar  na Farmácia Unimed, independente do valor adquirido, ganha cupom para concorrer diversos prêmios que serão sorteados no dia 1º de setembro. Além disso, aniversariantes do mês, tem chance dobrada, com o sorteio para quem celebra aniversário em agosto, com o ‘presente surpresa’.


Ações desenvolvidas para oferecer bem estar e aconchego aos clientes.  A Farmácia Unimed fica na Avenida Ismael José do Nascimento, 758 W – Jardim Santa Lúcia. Fone (65) 3339-1001.

Leia mais:  IOF deve subir para compensar subsídios a Norte e Nordeste

 

 

 

Comentários Facebook
publicidade

Economia

Latam muda regra de despacho de bagagem e passagem pode ficar mais cara; entenda

Publicado

por

source
depacho de bagagem arrow-options
Tânia Rêgo/Agência Brasil
Para despachar bagagem em voos internacionais com desconto, o ideal é se programar com, pelo menos, 35 dias de antecedência, diz Latam

Após decisão do Congresso pela manutenção da tarifa para despachar bagagem , empresas aéreas brasileiras continuam cobrando um valor extra para quem optar por levar mais do que a mala de mão para a viagem – permitida gratuitamente, desde que não ultrapasse 10 quilos.

No entanto, há uma semana, a Latam aderiu a uma nova política de cobrança aos passageiros dos voos internacionais . Além de ter que pagar a mais para despachar as malas, quem decidir fazer isso depois de ter pago pela passagem, vai depender do destino, data da viagem, tarifa, antecedência da compra e rota para saber quanto será cobrado.

“A implementação deste tipo de precificação, já utilizada nos valores dos bilhetes aéreos, permitirá oferecer tarifas atrativas para o consumidor de acordo com a época do ano, o tempo de viagem , a data de partida e conexões”, informou a Latam.

A companhia ainda deixa como exemplo que, “considerando estes fatores, o valor pago pelo despacho de bagagem para um voo entre os países da América do Sul pode custar a partir de US$ 6, preço menor que os US$ 20 cobrados pela regra antiga de precificação”.

Por outro lado, quem não se planejar e deixar para última hora ou estiver viajando em alta temporada vai pagar mais caro. Antes, os descontos eram praticados até 6 horas antes do voo. Hoje, dependendo do destino, é preciso comprar com até 48 horas de antecedência. A Latam ressalta que os preços mais em conta são encontrados com pelo menos 35 dias antes do voo.

Leia mais:  Contas públicas fecham fevereiro com saldo negativo de R$ 14,9 bilhões

Leia também: Latam dificulta voo de autista para Rock in Rio e mãe pede ajuda no Twitter

Taxas variáveis deixam consumidor sem saber quanto vai pagar

despacho de bagagem arrow-options
Marcelo Camargo / Agência Brasil
Quem já comprar o bilhete do voo com o despacho incluso, não terá nenhuma alteração, afirma a companhia

Apesar de disponibilizar uma tabela com as faixas de preços dinâmicos em seu site , a empresa não deixa claro sobre quanto o cliente irá pagar para incluir a bagagem, já que alguns fatores como “alta temporada” não estão descritos.

Sendo assim, voos pela América do Sul, por exemplo, podem pedir de US$ 6 a US$ 70 pelo despacho, dependendo dos fatores citados.

Ao menos o teto pago pelo cliente para despachar bagagem não foi alterado no novo modelo, diz a Latam: “O passageiro vai pagar no máximo pelo valor cobrado no sistema antigo”.

A companhia também reforça que nada muda para os passageiros que já compraram os seus bilhetes nos perfis de tarifas que já contemplam o despacho de bagagem.

Leia também: Por que tantas companhias aéreas enfrentam dificuldades no Brasil


Viagens para voos nacionais continuam com preço fixo para adicionar a despacho de bagagem. Até 6 horas antes voo serão cobrados R$ 59 pela primeira peça, R$ 99 pela segunda e R$ 220 pela terceira. Depois, o passageiro que quiser despachar terá que desembolsar R$ 120 pela primeira mala , R$ 140 se houver uma segunda e R$ 220 para a terceira.

Leia mais:  Reforma da Previdência deve igualar regras para novos políticos às do INSS

Fonte: IG Economia
Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

FMI prevê inflação de 200.000% na Venezuela em 2019; PIB deve cair 35%

Publicado

por

source
Nicolás Maduro arrow-options
Reprodução/Twitter/NicolasMaduro
FMI prevê inflação de 200.000% na Venezuela de Nicolás Maduro em 2019

A crise na Venezula é tamanha que, mesmo com o corte na projeção do Fundo Monetário Internacional (FMI) para a inflação do País em 2019, o índice deve fechar o ano em 200.000%. Na previsão anterior, de julho, a inflação estava estimada em 1.000.000%. A queda do Produto Interno Bruto (PIB), estimada em 35% em julho, foi mantida na projeção divulgada nesta terça-feira (15).

Leia também: Dólar opera em alta, na casa de R$ 4,15; Bolsa ultrapassa os 105 mil pontos

Para 2020, porém, a inflação deve voltar a subir. Segundo o FMI, deve alcançar 500.000% no ano que vem, ao passo que a economia venezuelana deve melhorar, embora ainda vá encolher. O Fundo prevê queda de 10% do PIB do país em 2020. Em 2018, a atividade econômica despencou 18%.

O FMI ressalta que é difícil fazer projeções sobre a Venezuela por conta da “falta de diálogo com as autoridades”, destacando o governo pouco transparente de Nicolás Maduro .

Leia também: Guedes aumenta limite de compras em free shops de U$ 500 para U$ 1 mil


Mergulhada em uma crise política e humanitária, com escassez de alimentos e serviços básicos levando ao êxodo da população, a Venezuela sofre um colapso de sua economia, agravado pelas sanções dos Estados Unidos e pelos apagões que paralisam o país neste ano.

Leia mais:  Prazo de entrega da Rais acaba hoje

Fonte: IG Economia
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana