conecte-se conosco


Solidariedade

Família perde tudo em incêndio e precisa de ajuda para recomeçar, em Tangará da Serra

Publicado

Um incêndio ocorrido no dia 30 de julho, destruiu a casa de uma família que morava de aluguel, na Rua 30, no Bairro Cohab Tarumã, em Tangará  da Serra.

O fogo teria começado após um curto-circuito. As chamas consumiram as paredes, os móveis e eletrodomésticos. O pouco que sobrou da casa não vai poder ser utilizado pela família, pois, a estrutura que era parcialmente em madeira, ficou comprometida.

Na residência moravam, o casal e os três filhos, um bebê de 1 ano, um menino de 4 anos e uma adolescente de 14 anos. Após o incêndio, eles foram morar provisoriamente com a avó das crianças, em uma pequena casa na Vila Horizonte, e estão compartilhando os cômodos entre 11 pessoas. Além de roupas para as crianças e móveis, a família busca uma outra residência para alugar, que seja na região do Tarumã, com disponibilidade de três quartos, no valor estimado de R$700, aluguel que conseguem pagar, nesse momento de dificuldade e recomeço.

A família precisa também, de uma bicicleta adulto. O pai que é soldador, perdeu a dele no incêndio e por não ter outro meio de transporte, enfrenta dificuldades e transtornos para chegar até o trabalho. Quem tiver interesse em ajudar pode entrar em contato pelo telefone (65) 9.9615-3833 ( falar com Jéssica).

 

Comentários Facebook

Economia

Com três filhos, cuiabana oferece faxina em troca de leite e post ‘viraliza’ nas redes

Publicado

Com dois filhos gêmeos de três anos de idade e uma filha de 14, a cuiabana Dayani Cristina Barbosa, 35, vendia doces e biscoitos em bares da Capital. Com a pandemia, ficou com medo dessa exposição e, sem renda, optou em postar nas redes sociais um anúncio oferecendo serviços de faxineira em troca de leite e frutas.

O anúncio viralizou e, agora, ela voltou a fazer seus quitutes sob encomenda, e passou a receber doações.

“Eu fazia biscoito de pote e vendia na rua, nas lanchonetes e bares. Tive que dar uma parada pra não trazer o vírus pra dentro de casa”, contou ao Olhar Direto. Segundo Dayani, seus filhos mais novos têm a imunidade baixa porque nasceram de seis meses. Um deles, inclusive, já pegou pneumonia duas vezes, e por isso ela ficou com medo de ser infectada pelo novo coronavírus no trabalho.

Quando o leite acabou, decidiu fazer faxina para alimentar os filhos. A proposta foi aceita por três pessoas, que pagaram seu trabalho de faxineira pagando somente com leite e frutas.

Depois que a publicação ‘viralizou’ nas redes sociais, no entanto, um grupo organizou doações para Dayani, e as encomendas de biscoito de nata, nata com castanha, goiabada e casadinho, além de doces de pote, aumentaram. Dayani mora no Bairro Campo Velho, e não tem condições de realizar entrega, mas faz a venda para que retirem na casa dela.

Ela sustenta seus três filhos sozinha. “Agora tem o auxílio emergencial que eu recebi. Mas um dos gêmeos tem o pezinho torto, e estou juntando dinheiro pra poder levar ele pra consultar. Como no SUS está com muito coronavírus, e eu morro de medo de pegar, quero levar no particular”, conta.

Quem quiser ajudar Dayani pode doar qualquer valor para sua conta:

Agência: 1681 / Conta Poupança 00061514-3 / CPF 002.943.951-56 / Dayani Cristina

Para encomendar os biscoitos ou fazer doação de alimentos, basta entrar em contato pelo: (65) 99202-2668. Um dos filhos é alérgico a lactose, então doações de leite sem lactose são bem vindas.

 

 

 

***Com informações Olhar Direto

Comentários Facebook
Continue lendo

Solidariedade

Com auxílio-doença bloqueados há dois meses, servidores públicos enfrentam dificuldades financeiras em Tangará

Publicado

Dezenas de servidores públicos de Tangará da Serra, estão sem condições de comprar comida. Eles enfrentam dificuldades por causa do bloqueio no pagamento dos salários pelo município, daqueles que estão afastados de suas funções por motivo de doença, com licença remunerada.

O contracheque do servidor municipal licenciado, assistido pelo Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores de Tangará da Serra (Serra Prev) retrata o drama de quem depende do município: salários atrasados e dívidas pessoais que só crescem.

Sensibilizados com a situação do grupo, servidores públicos que estão com os salários em dia, se uniram e buscam por meio de uma ação solidária, arrecadar alimentos, para confeccionar cestas básicas, e também, comprar medicamentos, que serão distribuídos a estas famílias que enfrentam dificuldades para sobreviver sem os salários.

O Bem Notícias apurou que são cerca de 70 servidores, com problemas de saúde, afastados por apresentação de atestado médico, que apresentam incapacidade para o trabalho e automaticamente, os insere a licença remunerada. Um impasse envolvendo a administração municipal e a SERRAPREV, no que se refere ao estatuto do servidor, impede o pagamento dos salários.

Enquanto a situação burocrática não é resolvida, famílias estão com os armários vazios, sem ter o que comer. Em apoio à iniciativa, o Bem Notícias, a TV Cidade Verde e órgãos de imprensa, colaboram para ajudar os servidores. Alimentos não perecíveis, devem ser entregues na sede da TV Cidade Verde, localizada na Avenida José Manzano (antiga Av. Mauá), nº185 -S / Bairro Vila Alta. Mais informações pelo Fone: (65) 3326-4688.

 

 

 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana