conecte-se conosco


Solidariedade

Família pede ajuda para tratamento de bebê que teve 80% do corpo queimado em Tangará

Publicado

Um acidente doméstico ocorrido na tarde deste domingo (16) causou queimaduras de 3º grau em 80% do corpo de bebê, com idade de um ano e cinco meses, no Assentamento Pecuama em Tangará da Serra.

O bebê estava na companhia da mãe que ao manusear um fogão a lenha com combustível acabou explodindo e atingiu a criança. Nícolas, sofreu graves lesões na barriga, pernas, pescoço e face, as chamas atingiram praticamente todo o corpo do menino. Socorrido pelo SAMU, o paciente foi internado na unidade semi-intensiva do Hospital Municipal e em razão do quadro delicado, acabou transferido para o Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) em Cuiabá, onde segue entubado e inconsciente.

A família de origem humilde pede ajuda para o tratamento do filho. O pai, Fernando dos Santos, conta que além do bebê, cuidam de outras três crianças que são irmãos do casal. A mulher é dona de casa e o único sustento da família, vem do trabalho de borracheiro.

“Além do Nícolas, nós cuidamos de mais três crianças, e agora com essa situação vamos precisar de ajuda. Minha esposa, precisará ficar com o Nícolas enquanto eu cuido de nossos irmãos, e como a renda é pouca, toda ajuda é bem-vinda, inclusive, se puderem nos ajudar com cesta básica, vai ser muito importante nesse momento de tanta angústia pra nossa família”.

Confiante na recuperação do filho, a mãe Rayane, fez um apelo nas redes sociais para quando Nícolas voltar pra casa. Segundo a equipe médica a criança precisará de pomada,  fraldas, lenços umedecidos e leite.

“Olá pessoal, o pequeno Nícolas sofreu uma queimadura de terceiro grau queimou 80% do seu corpo estamos pedindo ajuda para quem puder ajudar com cinco r$ 10 r$ 2 não importa o valor mas ser bem-vindo. Ele está na UTI em Cuiabá e vai precisar de fraldas, remédio, pomadas vamos ter que gastar com viagem até lá também, quem puder ajudar agradeço, muito obrigado”, ressalta a mãe da criança.

As doações em dinheiro podem ser feitas em duas contas poupanças da família. Para falar com Fernando, entre em contato pelo Fone: (65)9.9600-8528.

*Caixa Econômica
Conta Poupança: 49010-1
Agência: 2086
Operação: 013
Em nome de: Fernando A. dos Santos

*Bradesco 

Conta Poupança: 1003512-0
Agência: 1249-1
Em nome de: Rayane Souza Ferreira

 

Comentários Facebook

Solidariedade

Família perde tudo em incêndio e precisa de ajuda para recomeçar, em Tangará da Serra

Publicado

Um incêndio ocorrido no dia 30 de julho, destruiu a casa de uma família que morava de aluguel, na Rua 30, no Bairro Cohab Tarumã, em Tangará  da Serra.

O fogo teria começado após um curto-circuito. As chamas consumiram as paredes, os móveis e eletrodomésticos. O pouco que sobrou da casa não vai poder ser utilizado pela família, pois, a estrutura que era parcialmente em madeira, ficou comprometida.

Na residência moravam, o casal e os três filhos, um bebê de 1 ano, um menino de 4 anos e uma adolescente de 14 anos. Após o incêndio, eles foram morar provisoriamente com a avó das crianças, em uma pequena casa na Vila Horizonte, e estão compartilhando os cômodos entre 11 pessoas. Além de roupas para as crianças e móveis, a família busca uma outra residência para alugar, que seja na região do Tarumã, com disponibilidade de três quartos, no valor estimado de R$700, aluguel que conseguem pagar, nesse momento de dificuldade e recomeço.

A família precisa também, de uma bicicleta adulto. O pai que é soldador, perdeu a dele no incêndio e por não ter outro meio de transporte, enfrenta dificuldades e transtornos para chegar até o trabalho. Quem tiver interesse em ajudar pode entrar em contato pelo telefone (65) 9.9615-3833 ( falar com Jéssica).

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

Com três filhos, cuiabana oferece faxina em troca de leite e post ‘viraliza’ nas redes

Publicado

Com dois filhos gêmeos de três anos de idade e uma filha de 14, a cuiabana Dayani Cristina Barbosa, 35, vendia doces e biscoitos em bares da Capital. Com a pandemia, ficou com medo dessa exposição e, sem renda, optou em postar nas redes sociais um anúncio oferecendo serviços de faxineira em troca de leite e frutas.

O anúncio viralizou e, agora, ela voltou a fazer seus quitutes sob encomenda, e passou a receber doações.

“Eu fazia biscoito de pote e vendia na rua, nas lanchonetes e bares. Tive que dar uma parada pra não trazer o vírus pra dentro de casa”, contou ao Olhar Direto. Segundo Dayani, seus filhos mais novos têm a imunidade baixa porque nasceram de seis meses. Um deles, inclusive, já pegou pneumonia duas vezes, e por isso ela ficou com medo de ser infectada pelo novo coronavírus no trabalho.

Quando o leite acabou, decidiu fazer faxina para alimentar os filhos. A proposta foi aceita por três pessoas, que pagaram seu trabalho de faxineira pagando somente com leite e frutas.

Depois que a publicação ‘viralizou’ nas redes sociais, no entanto, um grupo organizou doações para Dayani, e as encomendas de biscoito de nata, nata com castanha, goiabada e casadinho, além de doces de pote, aumentaram. Dayani mora no Bairro Campo Velho, e não tem condições de realizar entrega, mas faz a venda para que retirem na casa dela.

Ela sustenta seus três filhos sozinha. “Agora tem o auxílio emergencial que eu recebi. Mas um dos gêmeos tem o pezinho torto, e estou juntando dinheiro pra poder levar ele pra consultar. Como no SUS está com muito coronavírus, e eu morro de medo de pegar, quero levar no particular”, conta.

Quem quiser ajudar Dayani pode doar qualquer valor para sua conta:

Agência: 1681 / Conta Poupança 00061514-3 / CPF 002.943.951-56 / Dayani Cristina

Para encomendar os biscoitos ou fazer doação de alimentos, basta entrar em contato pelo: (65) 99202-2668. Um dos filhos é alérgico a lactose, então doações de leite sem lactose são bem vindas.

 

 

 

***Com informações Olhar Direto

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana