conecte-se conosco


Mulher

Família causa polêmica ao levar criança a sex shop e comprar pirulito de pênis

Publicado

Com mais de 15 milhões de inscritos, o canal no YouTube “The Ace Family” foi criado por Austin McBroom e sua esposa Catherine para compartilhar a rotina da família. “Nossos vídeos incluem vlogs, experiências malucas, desafios, pegadinhas e momentos divertidos”, diz a descrição do perfil. Recentemente, Austin e Catherine envolveram-se em uma polêmica por conta de um vídeo publicado nas redes sociais.

Leia também: Bonecos com pênis e vagina realistas abre debate entre pais


Família de youtubers causou polêmica nas redes sociais por levar criança a sex shop e comprar pirulito em forma de pênis
Reprodução/Twitter
Família de youtubers causou polêmica nas redes sociais por levar criança a sex shop e comprar pirulito em forma de pênis

No vídeo que gerou a polêmica
, a família aparece em um passeio por um sex shop com uma garotinha que, segundo os internautas, não é a filha do casal, mas provavelmente é parente de Catherine. Na loja, a criança mostra-se interessada por um produto exposto e Austin compra um pirulito colorido em formato de pênis
para ela.

Publicado no Snapchat de Austin, o vídeo rapidamente foi compartilhado em outras mídias, como YouTube e Twitter, viralizando e causando revolta entre os internautas.

Leia também: Casal perde guarda de filhos por postar vídeos com “brincadeiras” abusivas

Mais sobre a polêmica do pirulito de pênis para criança


Nas redes sociais, a família alvo da polêmica foi criticada e acusada de sexualizar a criança
Reprodução/Instagram
Nas redes sociais, a família alvo da polêmica foi criticada e acusada de sexualizar a criança

O fato de o casal ter levado a criança para o sex shop
e ainda ter comprado um produto erótico para ela incomodou muitos seguidores do “The Ace Family”. Nas redes sociais, não faltaram críticas e acusações de que Austin sexualizou a criança.

Leia mais:  Mãe de 16 filhos compra mais de 23 kg de comida para a ceia de Natal

“Austin McBroom, apenas tenha respeito por Catherine e as meninas. A forma como ele age e trata as pessoas é absolutamente nojento. Estou muito desapontado com o vídeo do pirulito”, escreveu um seguidor.

“YouTube, um de seus criadores de conteúdo acha que sexualizar uma criança é engraçado. Isso é nojento. Time YouTube, espero que vocês não se importem mais com dinheiro do que com as crianças”, disse outra pessoa.

Leia também: Vídeo mostra pais ensinando masturbação a filhos de 10 anos


Até o momento, nem Austin, nem Catherine falaram algo sobre a polêmica
. Eles continuam publicando outros vídeos no canal e sendo bastante ativos nas redes sociais. “Então, vocês vão simplesmente ignorar o vídeo que está circulando de vocês comprando um pirulito para a menina? Vocês provavelmente estão rezando para as pessoas pararem de falar sobre isso”, escreveu outro usuário para a família.

Comentários Facebook
publicidade

Mulher

Noiva faz varinha como lembrança de casamento e é criticada: “Parece um sex toy”

Publicado

por

Para presentear os convidados do casamento, uma noiva, que não teve a identidade revelada, resolveu fazer como lembrança um item temático, inspirado em Harry Potter. Em um grupo do Facebook, uma usuária divulgou a foto, que mostra várias varinhas produzidas manualmente por ela. A ideia, no entanto, não agradou a todos.

Leia também: Que situação! Cunhada ataca comida de noiva e gera climão em pleno casamento

varinhas inspiradas em Harry Potter
Reprodução/Facebook
Noiva faz varinhas temáticas de Harry Potter como lembrança de casamento e recebe várias críticas em grupo do Facebook

Junto com a foto, a noiva explica como começou a fazer as lembranças. “Meu noivo e eu vamos nos casar neste verão. Ao pensarmos no que as pessoas poderiam levar para casa para lembrar do nosso casamento temático de Harry Potter, decidimos fazer mais de 80 varinhas individuais para que eles possam escolher e usar como decoração em suas casas”, diz.

Em seguida, ela explica que passou horas fazendo e, até o momento em que a imagem foi divulgada, tinha apenas 29 prontas. “Os materiais que tenho utilizado são fios, cola quente e espetos de bambu. Apenas três foram pintados até agora”, continua. Apesar da boa intenção da mulher, as varinhas foram criticadas por diversas pessoas do grupo.

Leia também: Noiva tenta conseguir maquiagem de graça em troca de convite para o casamento

Leia mais:  Como garantir o visual mais arrasador com as 4 tendências para o inverno.

A publicação viralizou e, em poucos dias, recebeu mais de mil comentários e 500 reações. Por lá, algumas pessoas deixaram suas opiniões. “Parece um sex toy”, diz uma. “Também pensei que eram brinquedos sexuais”, comenta outra. “Se eu estivesse no casamento , diria: obrigada, mas odiei isso”, aponta outra.

“São terríveis”, ressalta mais uma. “Já participei de uma festa que as varinhas eram mil vezes melhores que estas. A menina que fez disse que produziu 200 em uma hora”, destaca outra. “Gostei da ideia, mas não da execução”, destaca mais uma. “Cheguei a pensar que eram doces”, expõe outra.

Leia também: Noiva envia convite de casamento e convidado responde pedindo refeição vegana

Por outro lado, algumas usuárias apreciaram a dedicação da noiva . “São meio bregas, mas ela passou muito tempo para fazê-las, embora eu ache que seja mais apropriado para uma festa de aniversário”, diz uma. “É um trabalho árduo e atencioso, mesmo que não pareça chique ou caro. Eu apreciaria”, aponta outra.

E você, o que acha da ideia?


Gostou das varinhas feitas pela noiva?


Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
Continue lendo

Mulher

O inchaço apareceu? Entenda por que isso acontece mesmo comendo direito

Publicado

por

Women's Health

Sua alimentação está “nos trinques”, mas a sua barriga ainda parece que você engoliu um balão. Isso só pode significar uma coisa: inchaço, e não gordura localizada. O que não é menos frustrante, mas pode ser bem mais fácil de resolver.

Leia também: Dicas para acabar com a retenção de líquido e o inchaço no corpo

inchaço
shutterstock
Saiba quais as causas do inchaço e como acabar com esse problema com três dicas que vão além da alimentação

Isto é, se você conseguir detectar a causa. “ Inchaço é um sintoma e não um diagnóstico, então é necessário descobrir o que está fazendo com que seu corpo tenha essa reação”, explica Peter Whorwell, gastroenterologista da University of Manchester (Inglaterra).

Difícil de engolir

Não é apenas gordura que pode ser confundida com inchaço. Para começar: se você se sente inchada com frequência depois de uma refeição enorme, pode apenas estar cheia. Ou, ainda, talvez precise urinar.

“Em épocas mais frias, por exemplo, transpira-se menos e, como consequência, há o aumento da diurese (xixi)”, esclarece Eduardo André, gastroenterologista de São Paulo. Isso sem falar que, muitas vezes, há uma diminuição dos exercícios físicos aeróbicos durante esse período.

“Diminuindo a intensidade e o volume dos treinos, o corpo reduz sua taxa metabólica, resultando em um maior acúmulo de líquidos no organismo”, aponta Marcus Yu Bin Pai, médico pesquisador do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

A melhor maneira de descrever o inchaço – e eliminar a possibilidade de gordura localizada, urina ou comida em excesso – é uma sensação de pressão de dentro para fora no abdômen.

“O que as pessoas experimentam quando falam sobre inchaço é, normalmente, um problema com a digestão”, explica Amanda Hamilton, gastroentereologista do Reino Unido. “A maior parte da comida que você ingere é absorvida no intestino delgado. Os restos se movem para o intestino grosso. É lá que as bactérias se alimentam e fermentam, liberando gases que podem sair do corpo como vento ou acumular e levar ao inchaço.”

E esse processo tende a levar mais tempo para as mulheres – com a comida passando uma média de 47 horas no intestino grosso feminino, em comparação às 33 horas para os homens.

Leia mais:  “Eu não preciso ganhar o Miss Universo, só preciso estar aqui”, diz Miss Espanha

Mas isso é apenas uma parte da equação. “O que você come influencia a quantidade de gás que irá produzir”, diz Amanda.

Os micróbios no seu intestino reagem na presença de um monte de tipos de bactérias, afetando desde seu sistema imunológico até a saúde do cérebro e – isso mesmo – o inchaço. “Se o seu corpo está exagerando e a comida está fermentando demais, é provável que seja um desequilíbrio no seu microbioma”, diz Tim Spector, professor de epidemiologia genética no King’s College London, da Inglaterra.

Leia também: Inchaço ou gravidez? Fisiculturista mostra efeito de certas comidas em seu corpo

Além disso, o estresse e o uso de medicamentos podem afetar a quantidade de bactérias benéficas no nosso corpo. “Quando há um desequilíbrio da flora intestinal, isso pode causar um trânsito mais lento do intestino, produzindo gases e fezes, que ocasionam o inchaço abdominal”, alerta Giovanna Oliveira, nutricionista de São Paulo.

Enquanto certos alimentos – cebola, alho e vegetais crucíferos (como brócolis e repolho), para citar alguns – produzem mais gases, isso não quer dizer que você tenha que evitá-los completamente. “A principal causa do desequilíbrio do microbioma é a falta de diversidade nas dietas modernas”, diz Tim.

E estamos falando até dos alimentos mais gasosos. “Certas comidas podem fazer com que você infle na hora, mas elas acabarão por melhorar o equilíbrio das suas bactérias intestinais no futuro, então você não vai se sentir assim sempre que as comer”, explica Amanda. De modo geral, é importante não excluir nenhum alimento com alto valor nutricional da sua dieta no longo prazo, pois seu intestino precisa da diversidade de bactérias para funcionar normalmente.

A chave para o sucesso? “Investir em alimentos probióticos (kefir, iogurte, chucrute, kimchi), que deixam o microbioma mais forte e resistente, o que ajuda a evitar o desenvolvimento do inchaço”, ensina Alexandre Sakano, gastrocirurgião
de São Paulo.

Limpando o ar

Uma desculpa típica para quem vive inchada é apontar intolerância alimentar como a culpada. De acordo com Amanda, você pode até ser sensível a certos alimentos, especialmente se os comer o tempo todo, mas é improvável que precise cortá-los completamente. “A recomendação é ingerir os alimentos em pequenas quantidades”, diz Eduardo.

Leia mais:  Horóscopo do dia: previsões para 6 de junho de 2019

Se o seu médico descartou a possibilidade de intolerâncias, várias coisas podem ser culpadas. Síndrome do intestino irritável ou um transtorno de ansiedade são algumas possibilidades. Para aliviar seus sintomas, um nutricionista pode sugerir a dieta FODMAP. Trata-se, basicamente, de limitar os açúcares naturais, como a frutose e a lactose.

Mas, segundo Amanda, a única maneira de evitar o inchaço que vem com um intestino sensível é manter um diário alimentar detalhado, seguido por uma dieta de eliminação e reintrodução – acrescentando de volta um alimento de cada vez para ver como você se sente (feito sempre com a supervisão de um profissional).

Você também deve considerar que alguns dos seus hábitos podem estar afetando seu estômago. Comer rapidamente ou se distrair durante as refeições é um culpado comum. Não estar focado na tarefa aumenta a probabilidade de você engolir ar ou pode significar não digerir totalmente sua comida. E, se você está comendo com bebida gaseificada, saiba que está piorando as coisas.

Uma das melhores dicas é desacelerar e focar sua atenção na hora das refeições – comendo atentamente e mastigando cada pedaço. Isso faz a saliva fluir e libera todas as enzimas digestivas.

Inchada e distendida nunca mais!

Três maneiras de combater o inchaço (que não tem nada a ver com o que você come)

  • Faça uma pausa

Quando seu corpo está estressado, ele afasta o fluxo de sangue do estômago e interrompe a digestão. Também libera um hormônio ligado ao aumento da gordura da barriga. Algumas respirações profundas podem fazer uma grande diferença.

  • Tome água

Desidratação resulta em estagnação intestinal e, em seguida, inchaço . A melhor maneira de se manter hidratada durante todo o dia é deixar uma garrafa de água sempre por perto.

Leia também: Água para ajudar a dieta? Sim!


  • Mexa-se!

Não só o ato de ficar sentada coloca o estômago em uma posição mais comprimida, como também retarda o seu trato intestinal. De hora em hora, fique em pé (ou vá dar uma voltinha). Isso pode ajudar a manter sua digestão funcionando.

Fonte: IG Delas
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana