conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Polícia

Falsos funcionários da Caixa são presos pela PM por tentar aplicar golpe em idosa de 81 anos

Publicado


.

Policiais da 7ª Companhia da Polícia Militar do bairro CPA, em Cuiabá, prenderam três suspeitos (de 21, 22 e 30 anos) – um deles com crachá falso de funcionário da Caixa Econômica Federal – por tentativa de golpe em uma idosa de 81 anos, no bairro Morada do Ouro.

As prisões ocorreram no final da tarde desta sexta-feira (03), por volta das 17h30, depois que um dos suspeitos esteve na casa da idosa se identificando como funcionário da Caixa. O homem pedindo o cartão e informações pessoais para a senhora. Os policiais chegaram rápido, a tempo de ver o suspeito ainda na rua onde mora a vítima.

De acordo com a narrativa da equipe da PM, ao ser questionado sobre o que fazia no local, esse suspeito disse que esperava um Uber, mas ao perceber que seria abordado e revistado, saiu correndo a pé. Alguns metros depois, o homem entrou em um veículo modelo HB20, de cor prata, no qual havia mais dois homens.

O carro não só saiu em alta velocidade como seu condutor acelerou na direção de um dos policiais, que só não acabou sendo atropelado porque se jogou na calçada. Somente uns 3km depois os policiais fizeram com que se rendessem.

Com eles os policiais encontraram 10 máquinas de passar cartão, 11 cartões de diversos bancos, alguns quebrados supostamente antes da prisão, além de celulares e outros objetos.

Aos policiais, conforme descrito na narrativa da equipe da 7ª Cia CPA, os suspeitos revelaram como aplicavam o golpe: ligavam para as vítimas se identificando como funcionário do banco e diziam que o cartão delas foi clonado e que teriam de busca-lo na residência e que para resolver o problema precisavam da senha e dados pessoais.

Dois dos apresentaram como endereço de moradia o bairro Jardim Guançã e o outro a Vila Sabrina, ambos na Zona Norte de São Paulo, Capital. Os três e todo material apreendido foram entregues na Central de Flagrantes do Cisc Verdão.

Fonte: PM MT

Comentários Facebook

Polícia

Denúncia auxilia apreensão de 12 tabletes de pasta base de cocaína em Cuiabá

Publicado

por


Um homem de 28 anos foi preso na manhã desta quinta-feira (24.06), com 12 tabletes de pasta base de cocaína, no bairro Nova Esperança I, na Capital.

A denúncia apontava uma grande quantidade de droga que estaria escondida em uma casa. No imóvel, o suspeito disse ter recebido uma mala no dia anterior de um conhecido para guardar. Disse que tinha uma dívida de R$ 1 mil com o homem e seria quitada por guardar a mala. Dentro, estavam os tabletes do entorpecente. O suspeito e a droga foram entregues na Central de Flagrante.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 08000.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

Fonte: PM MT

Continue lendo

Polícia

Criminoso especializado em furtos qualificados de veículos é procurado pela Polícia Civil

Publicado

por


Assessoria/Polícia Civil-MT

Um criminoso envolvido com diversos crimes de furto qualificado de motocicletas, sendo considerado o maior autor de furtos da região metropolitana, e alvo de investigações da Polícia Civil é considerado foragido da Justiça.  

O suspeito, de 28 anos, alvo da operação “Cortando Giro”, deflagrada pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Veículos (Derfva) não foi localizado e continua procurado pela Polícia Civil.

Segundo as investigações da DERFVA, o suspeito tem participação em furtos qualificados de motocicletas, além de ter envolvimento com os crimes de associação criminosa e organização criminosa majorada. Ele é alvo de investigações em quatro inquéritos policiais instaurados na delegacia.

O suspeito também responde a diversas ações penais por crimes contra patrimônio sendo responsável por furtos de motocicletas na região metropolitana de Cuiabá.

Segundo o delegado responsável pelas investigações, Diego Alex Martiminiano da Silva, não há dúvidas que a atuação do suspeito com a prática de crimes é permanente, uma vez que, que os veículos não são subtraídos para venda direta.

Após a subtração é necessária a participação de outros criminosos, que atuam em outras funções como a guarda dos veículos para “esquentar”, adulteração de sinais automotores e posterior encaminhamento para países vizinhos, onde são trocados por drogas.

“Em todas as situações é necessária uma cadeia criminosa para que o bem subtraído tenha utilidade e valor econômico, ficando claro que o suspeito participa de uma organização criminosa especializada na comercialização de veículos produto de furto”, explicou o delegado.

A Polícia Civil conta com a colaboração da sociedade, através de denúncias via 197 para localização do suspeito.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana