conecte-se conosco


Brasil

Falha na rede deixa a internet instável no Brasil e no mundo

Publicado

Se nesta terça-feira (14) você estava navegando e, de repente, não conseguiu abrir alguns sites, não precisa culpar a sua operadora e nem achar que já está na hora de trocar de celular: houve, sim, um problema técnico na internet brasileira que afetou o acesso a diversos sites hospedados no país.

O problema ocorreu nos servidores do Cloudflare, uma empresa de CDN (sigla para redes de distribuição de conteúdo) que opera no mundo todo, inclusive no Brasil. A função dela é, basicamente, fazer a ligação entre o servidor do provedor de internet do usuário e o do site que ele quer acessar, definindo qual é a forma mais rápida de entregar esse conteúdo para o usuário.

O que aconteceu nesta terça é que alguns servidores do país estão com instabilidade em suas operações (de acordo com o status da página da Cloudflare, o problema parece ter surgido no servidor de Porto Alegre), o que impediu que alguns usuários acessassem alguns sites do país.Como não foram todos os servidores brasileiros da Cloudflare que pararam de funcionar, o problema não foi algo que atingiu a todos os usuários, e enquanto alguns conseguiam navegar normalmente, outros por alguns minutos não conseguiram acessar alguns de seus sites preferidos.

De acordo com a página de status da empresa, o problema já foi identificado e isolado, e está no momento da publicação desta matéria aguardando uma correção. Enquanto isso, os outros servidores da empresa estão assumindo todas as operações de CDN do Brasil, e provavelmente os usuários não terão mais problemas em acessar qualquer site enquanto uma solução para o servidor de Porto Alegre não for encontrada.


 

Leia mais:  Justiça autoriza transferência de Lula para São Paulo

 

Fonte: CanalTech

Comentários Facebook
publicidade

Brasil

Caixa reduz juros do crédito imobiliário de 9,75% para 4,95%

Publicado

O governo lançou uma linha de financiamento habitacional na Caixa Econômica Federal (CEF) que será corrigido pela inflação oficial medida pelo IPCA e não mais pela Taxa Referencial (TR). A previsão para a inflação oficial, segundo o Banco Central, é de 3,71% para este ano, e mais uma taxa fixa de 4,95%.

Para quem tiver um bom relacionamento com a Caixa (ter conta no banco e apresentar baixo risco de inadimplência, por exemplo), esse percentual cai a 2,95% mais o IPCA. Os valores serão corrigidos mensalmente, prestação a prestação, conforme o IPCA mais recente. A nova linha de crédito foi anunciada pelo presidente da Caixa, Pedro Guimarães, em cerimônia no Palácio do Planalto, com a participação do presidente Jair Bolsonaro e outros membros do governo.

A linha de financiamento praticada atualmente traz uma correção da TR, que está zerada, mais 9,75% do valor financiado. Essa porcentagem pode cair até 8,5% para clientes com boa relação com o banco.Guimarães disse que o valor da prestação do financiamento imobiliário poderá ser reduzido até pela metade. “O que representa isso? Um imóvel de R$ 300 mil, que hoje você começa pagando R$ 3 mil, você baixará, com 4,95% de taxa, de R$ 3.168 para R$ 2 mil. Se você chegar a uma taxa de 2,95%, você chega a uma redução de 51% na prestação”, disse.

Leia mais:  Em Tangará não terá manifesto, mas atos 'pró-Moro' devem ocorrer em 200 cidades neste domingo

Caso o cliente não queira financiar com base no IPCA, temendo um aumento muito grande na inflação no futuro, ele poderá optar pela linha já usada. “Se o cliente tiver esse receio, ele pode continuar com TR. Exatamente por causa disso, um componente do IPCA mais volátil, que a gente reduziu tanto, para 4,95%”, disse.

Fonte: O Dia

Comentários Facebook
Continue lendo

BemRural

Bolsonaro assina decreto a favor de rodeios

Publicado

Decreto presidencial assinado na noite deste sábado estabelece que compete ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) avaliar os protocolos de bem-estar animal elaborados por entidades promotoras de rodeios. Na prática, o presidente Jair Bolsonaro complementou a Lei nº 10.519 , de julho de 2002, que estabelece as normas de promoção e fiscalização da defesa sanitária animal em rodeios.

O decreto, que será publicado no Diário Oficial da União, estipula que o Mapa poderá, a qualquer momento, requerer parecer de especialistas para subsidiá-lo na avaliação dos protocolos de bem-estar dos animais empregados nos eventos de montaria, com ou sem provas de laço, realizados para avaliar a habilidade dos peões em dominar os animais.

O texto assinado pelo presidente também decreta que será responsabilidade dos órgãos de sanidade agropecuária dos estados e do Distrito Federal checar o cumprimento dos protocolos de bem-estar animal elaborados pelas entidades promotoras de rodeios e devidamente reconhecidos pelo Mapa. O reconhecimento destes protocolos se dará por meio de ato administrativo normativo assinado pelo ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Pela Lei nº 10.519, de 2002, aplicam-se aos rodeios as disposições gerais relativas à defesa sanitária animal, incluindo-se a exigência dos atestados de vacinação contra a febre aftosa e de controle da anemia infecciosa eqüina.

Em nota, a associação Os Independentes, promotora da Festa do Peão de Boiadeiro de Barretos, elogiou a assinatura do decreto. “Por meio de um ato corajoso, o presidente está demonstrando que é possível ter um rodeio 100% sem maus tratos [aos animais]. Esse decreto permitirá a realização de rodeios sem qualquer risco”, comentou Ricardo Batista da Rocha, presidente da associação.


 

Leia mais:  Deputado protocola projeto batizado de 'lei Neymar da Penha'

 

 

Fonte:Agência Brasil

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana