Connect with us

  • banner_Lorenzetti_1250x250

BemRural

EXPORT/CEPEA: Volume recorde e desvalorização do Real favorecem faturamento com exportações do agro

Publicado em

Clique aqui e baixe release completo em word

 

Cepea, 5/11/2018 – As exportações brasileiras do agronegócio continuam registrando volumes recordes em 2018, segundo indicam pesquisas realizadas pelo Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP. De janeiro a setembro, a quantidade embarcada superou em 1% à do mesmo período do ano passado. Quanto ao faturamento, já atingiu US$ 76 bilhões na parcial de 2018, favorecido pela recuperação do dólar nesse período. O faturamento em moeda nacional aumentou mais de 10%, devido à desvalorização de 9% do Real.

 

Pesquisadores do Cepea indicam que a soja em grão foi o carro-chefe do resultado positivo de janeiro a setembro de 2018, tendo a China como principal destino – o país asiático absorveu quase 80% das vendas brasileiras da oleaginosa em 2018.

 

DESTINO – De janeiro a setembro de 2018, a China se manteve como principal destino das exportações do agronegócio brasileiro, com participação de mais de 34% do total, seguida pelos países da Zona do Euro (13%) e dos Estados Unidos (6%).

 

Outro produto importante é a carne bovina. Do total da carne brasileira exportada de janeiro a setembro, quase 28% tiveram a China como destino – o país figura como segundo principal destino das exportações brasileiras desse produto, atrás apenas de Hong Kong.

 

PRÓXIMOS MESES – A inflação ao redor da meta e a redução nas taxas de juros podem favorecer os investimentos na produção agrícola, o que contribui para que a oferta brasileira de alimentos, fibras e energia continue em expansão nos próximos meses. Além disso, a demanda internacional parece se manter firme, com a China demonstrando forte disposição em aumentar suas compras de alimentos.

 

Em relação ao Real, a definição do quadro político nacional deve trazer certa estabilidade à moeda nacional neste fim de 2018. A oferta brasileira elevada na última safra e os preços externos em patamares altos devem ser fatores essenciais para que o setor mantenha o bom desempenho nos últimos meses de 2018.

 

Clique aqui e baixe relatório completo em PDF

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA: Outras informações sobre as pesquisas do Cepea a respeito do mercado de exportação agro aqui e por meio do Laboratório de Informação do Cepea com a pesquisadora Andréia Adami: (19) 3429-8836 / 8837 ou [email protected]

BemRural

Após “luta” de 1h30, jaú de 150 kg é pescado e solto novamente no rio em Tangará

Published

on

Foto: G1

Uma “luta” travada entre pescador e peixe levou cerca de uma hora e meia. Mas não era qualquer peixe. O animal em questão trata-se de um jaú que pesa cerca de 150 quilos. Essa história, que não é conversa de pescador, aconteceu em Tangará da Serra no rio Sepotuba e foi destaque no noticiário de Mato Grosso.

O empresário Lucas Torrente e seus amigos é que pescaram o jaú de 150 kg. Entre fisgar o bicho e levá-lo ate um barranco, se passaram uma hora e meia. Depois de toda essa peleia, o peixão foi solto e voltou para as águas do Sepotuba.

De acordo com o biólogo da Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat), Valdo Troy, em entrevista concedida ao portal G1, um peixe deste peso é uma exceção e tem um papel essencial, que é controlar a população de peixes.

“Seria humanamente impossível brigar sozinho com um peixe daquele tamanho. Foi essencial a experiência junto com meus parceiros, porque o jaú é um peixe muito forte”, disse Lucas, que fisgou o bicho, ao portal. “Ele passava tranquilamente uns 150 kg. Se a gente submetesse ele a uma balança, poderia machucá-lo. Então, nós o soltamos e a dúvida ficou”, completou.

Continue Reading

BemRural

FRANGO/CEPEA: Demanda externa cresce; preços sobem no Brasil

Published

on


Cepea, 08/04/2022 – A maior demanda internacional pela carne de frango motivou altas nos preços domésticos da proteína, segundo informações do Cepea. Com menor disponibilidade interna de muitos produtos, como peito e filé, vendedores seguem elevando as cotações, buscando garantir a margem frente ao custo de produção ainda alto. Além das exportações, o período de início de mês, com o recebimento do salário por parte da população, também favoreceu as altas nos preços. De acordo com dados da Secex, 385 mil toneladas de carne de frango foram exportadas em março, quantidade 13,3% acima da observada em fevereiro e ainda 4,8% maior que a exportada em março/21. Fonte: Cepea (www.cepea.esalq.usp.br)

Fonte: CEPEA

Continue Reading

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana