conecte-se conosco


Mato Grosso

Ex-deputado réu em ação penal de peculato é intimado a devolver R$4 milhões e estaria supostamente “foragido” em Tangará

Publicado

O ex-presidente da Assembleia Legislativa José Geraldo Riva, e o Ministério Público de Mato Grosso (MPE) ,  assinaram um acordo de colaboração premiada com ressarcimento aos cofres públicos superior a R$ 50 milhões em Mato Grosso.

Políticos, ex-agentes e empresários são suspeitos de receberem propinas mensais que juntas somam mais de R$ 175 milhões.

Conforme apurou ‘A Gazeta’ o acordo engloba a proposta de aditamento da colaboração premiada feita pela defesa em outubro do ano passado. Nos documentos, o ex-deputado detalhou que, durante os 20 anos que atuou como deputado (1995-2014), houve pagamentos de propina com o objetivo de apoiarem o governo do Estado. Em uma lista extensa, o ex-deputado José Riva “entregou” 38 nomes de agentes políticos, ex-agentes e empresários suspeitos de receberem, segundo ele, propinas mensais que juntas somam mais de R$ 175 milhões. Segundo a delação de Riva, o esquema funcionou nos governos Dante de Oliveira (1995-2002), Blairo Maggi (2003-2010) e Silval Barbosa (2010-2014).

Entre os nomes citados na suposta lista, o ex-deputado estadual da região de Tangará da Serra é apontado como o recebedor de R$ 4 milhões e 700 mil. Na manhã desta terça-feira (11) houveram rumores de que o ex-parlamentar estaria sendo procurado por um oficial de justiça, designado a dar cumprimento à ordem judicial, por meio de mandado para devolução do valor mencionado na delação de Riva, no entanto, não foi encontrado em nenhum dos endereços que informou “como seus” nos autos. Segundo fontes, ele estaria supostamente desaparecido e se resguardando por amparo de advogado.

O ex-deputado é suspeito de envolvimento no esquema de propinas, sendo réu em uma ação penal de peculato (desvio de bens e valores públicos por servidor público em função do cargo).  O caso relatado por Riva foi uma espécie de mensalinho que vigorou na Casa de Leis para manter a governabilidade, comprar apoio para ser mesa diretora e vaga no Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT).

Quem são os delatadores e valores atribuídos aos acusados:

 José Riva R$ 20,7 milhões

 Mauro Savi R$ 12 milhões

 Gilmar Fabris R$ 12 milhões

 Sérgio Ricardo R$ 10,8 milhões

 João Malheiros R$ 7,5 milhões

 Sebastião Rezende R$ 7,5 milhões

 Silval Barbosa R$ 5,6 milhões

 Romoaldo Junior R$ 5,6 milhões

 José Domingos Fraga R$ 5,4 milhões

 Ademir Brunetto R$ 5,1 milhões

 Airton Rondina R$ 5,1 milhões

 Guilherme Maluf R$ 5,1 milhões

 Wagner Ramos R$ 4,7 milhões

 Hermínio J. Barreto R$ 4,1 milhões

 Dilceu Dal’Bosco R$ 4,1 milhões

 Carlos Azambuja R$ 4 milhões

 Pedro Satélite R$ 3,5 milhões

 Wallace Guimarães R$ 3,4 milhões

 Percival Muniz R$ 3,4 milhões

 Luciane Bezerra R$ 3,2 milhões

 Walter Rabello R$ 3,7 milhões

 Luiz Marinho R$ 3,2 milhões

 Zeca Viana R$ 3,2 milhões

 Dilmar Dal’Bosco R$ 3,2 milhões

 Ezequiel Fonseca R$ 3,2 milhões

 Baiano Filho R$ 3,2 milhões

 Teté Bezerra R$ 3,2 milhões

 Emanuel Pinheiro R$ 3,2 milhões

 Ondanir Bortolini (Nininho) R$ 3,2 milhões

 Humberto Bosaipo R$ 2,4 milhões

 Nilson Santos R$ 2,7 milhões

 Adalto de Freitas R$ 1,9 milhão

 Alexandre Cesar R$ 1,6 milhão

 Chico Galindo R$ 920 mil

 Neldo Weirich R$ 400 mil

 Luizinho Magalhães R$ 300 mil

 Carlos Avalone R$ 266 mil

Comentários Facebook

Mato Grosso

Bombeiros encontram corpo de homem desaparecido na ‘Lagoa Azul’ em Santo Afonso

Publicado

O corpo de um homem de 34 anos que estava desaparecido, foi encontrado pelos bombeiros militares na manhã desta segunda-feira (24) por volta das 08h30 na Lagoa Azul, área rural de Santo Afonso.

Segundo o Corpo de Bombeiros, a guarnição foi comunicada sobre o desaparecimento de Fábio Junior de Souza Costa, na noite de domingo (23), e devido ao horário as buscas foram iniciadas nesta manhã. Testemunhas contaram que a vítima teria saído para pescar e sumiu. Populares fizeram buscas durante toda a tarde e como Fábio não foi encontrado, acionaram os bombeiros.

O corpo foi encontrado dentro da represa cerca de duas horas depois do início das buscas. Não há informações sobre as causas do acidente. A suspeita é de que a vítima tenha morrido por afogamento. A Polícia Civil investiga o caso.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Ações preventivas garantem segurança dos foliões em Mato Grosso

Publicado

por

O Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso está presente em 29 pontos de festividades, em 23 municípios mato-grossenses na Operação Carnaval 2020. A operação foi lançada na sexta-feira (21.02) e se estende até a Quarta-feira de Cinzas (26.02). Mais de 800 bombeiros militares estão empenhados em atividades de prevenção nos pontos de folia. O número de pontos de festas carnavalescas cresceu em 20% em 2020, em relação a 2019.

O CBMMT está presente nos locais de festa e também atendendo as ocorrências que surgem pelas demandas urgentes.

Primavera do Leste

A festividade realizada pela prefeitura municipal contou, na noite de sábado (22/02), com ação de prevenção do CBM até as 3h da manhã, quando as apresentações foram encerradas. No local, cerca de 500 pessoas comemoraram o início do carnaval.

Confresa

Na manhã do sábado, iniciu o Carnaval no município de Confresa. O Núcleo Bombeiro Militar Confresa e a Escola Militar Tiradentes realizaram panfletagem sobre dicas de segurança para o período de carnaval, nos principais pontos de movimento de público na cidade. A ação continuou no domingo de manhã.

Já no domingo, bombeiros e alunos, com apoio do CONSEG, continuaram a ação dando dicas de segurança na feira pública.

Colíder

Na tarde do sábado o CBM em Colíder realizou Ponto Base no Lago dosPioneiros, local onde se aglomera a população da cidade, principalmente em dias de folga. Colíder não realizou ações de Carnaval neste ano, mas o CBM se fez presente no local de lazer com concentração de público.

Jaciara

Na praça Tamoios, em Jaciara, não houve carnaval, mas foi realizada a 29ª Corrida de Carnaval. O CBM esteve presente dando o apoio solicitado pela prefeitura municipal.

Campo Verde

Desde a sexta-feira (21/02), na avenida Mato Grosso, no ponto de maior movimento, no início do carnaval em Campo Verde, o Corpo de Bombeiros Militar tem realizado ação de prevenção. No sábado (22) a 11°CIBM realizou prevenção nos locais de reunião de público do município.

A Operação Carnaval 2020 tem o objetivo de realizar ações de segurança para impedir tragédias capazes de acabar com a diversão durante a folia carnavalesca. 

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana