conecte-se conosco


Economia

Evento marcará entrega das obras do Atacadão no próximo dia 13, com inauguração no dia seguinte

Publicado

Serão entregues no próximo dia 13 (quarta-feira) as obras da loja do Atacadão em Tangará da Serra. O ato oficial de entrega, promovido pela empreiteira responsável pelas obras – EMHA Incorporações – acontece a partir das 20hs, na Morimoto Eventos (final da Avenida Inácio Bittencourt, saída de Tangará da Serra para Nova Olímpia), com presenças de diretores da empresa, autoridades e representantes da sociedade civil organizada.

Entrada em operação do Atacadão provocará, a partir da próxima semana, uma reação em cadeia no comércio varejista local e regional

Já a inauguração do empreendimento ocorre no dia seguinte, às 09hs, quando o Atacadão abre definitivamente suas portas aos consumidores de Tangará da Serra e região anexa.

Segundo informações levantadas junto à empresa e ao poder público local, a nova loja conta com 12,3 mil metros quadrados de área construída, mais 15 mil m² entre estacionamento e pátio. Serão gerados, inicialmente, 250 empregos diretos e outros 200 indiretos.

Reflexo

A entrada em operação do Atacadão provocará, a partir da próxima semana, uma reação em cadeia no comércio varejista, principalmente nos alimentos.

Segundo já publicado pelo Bem Notícias, a unidade atacadista será um marco no segmento comercial da cidade. “Haverá queda e quebra de preços em virtude da concorrência. O Atacadão opera com grande escala e isto forçará os preços para baixo”, observa o economista e professor universitário Silvio Tupinambá.


Tupinambá considera, ainda, que a atuação da empresa forçará uma mudança de comportamento do mercado varejista, que terá de operar com preços ainda mais competitivos. “Veremos a quebra de monopólio de um grande varejista na cidade”, previu o economista. Trocando em miúdos, conclui-se que tal concorrência favorecerá em muito o consumidor, que passará a conviver com preços mais baixos nas compras do mês e no próprio dia-a-dia.

Leia mais:  Memorial fotográfico celebra os 30 anos de sucesso da Cooperativa Sicredi Sudoeste (MT/PA)

Comentários Facebook
publicidade

Economia

Corpus Christi: bancos fecham hoje, mas reabrem amanhã

Publicado

por

fila do banco
Rovena Rosa/Agência Brasil
Neste feriado, clientes poderão usar canais alternativos para pagar contas e fazer saques, depósitos e transferências

Os bancos não funcionam nesta quinta-feira (20), ponto facultativo em razão do dia de Corpus Christi. O atendimento bancário volta ao normal na sexta-feira (21), com agências abertas ao público das 11h às 16h.

Leia também: Você sabe o que é o Corpus Christi? Conheça a origem dessa tradição católica

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) informou que os clientes poderão usar canais alternativos para pagar contas e fazer saques, depósitos e transferências, como caixas eletrônicos e atendimento por telefone e internet.

As contas que vencem hoje poderão ser pagas, sem multa, na sexta-feira, próximo dia útil.


Segundo o diretor adjunto de Operações, Walter Tadeu de Faria, a população não ficará sem serviços bancários. “Caixas eletrônicos vão funcionar normalmente, para o fácil acesso do consumidor ”, comentou.

Fonte: IG Economia
Comentários Facebook
Leia mais:  Em reunião com europeus, ministro cita oportunidades no Brasil
Continue lendo

Economia

Energisa é condenada a pagar indenização por cobrança abusiva em fatura

Publicado

Uma ação de indenização por danos morais, em virtude de cobranças abusivas que tramita desde setembro de 2015 contra a Energisa Mato Grosso, concessionária dos serviços de Energia Elétrica, foi julgada procedente pelo juiz Yale Sabo Mendes, da Sétima Vara Cível de Cuiabá.  Com isso, a empresa foi condenada a pagar uma indenização de R$ 12 mil para a autora, M.B.O,  que após um reajuste de 27,06%, passou a receber faturas com valores correspondentes ao dobro de seu consumo.

Pela sentença condenatória, a ré terá que readequar as faturas de energia da unidade consumidora referente aos meses de março a junho de 2015, para pagamento no valor correspondente à média de consumo de 74 KWH, devendo o valor excedente ser restituído em dobro, acrescido de juros de 1% ao mês a partir da citação e correção monetária a partir do desembolso de cada pagamento. Terá ainda que efetuar o pagamento da indenização por danos morais acrescido de juros de 1% ao mês a partir da citação e correção monetária a partir do arbitramento do processo.

Notificada no decorrer do andamento processual, a Energisa alegou que não houve nenhuma ilegalidade nas cobranças feitas pela distribuidora de energia. Sustentou que apesar de não ter sido realizada vistoria técnica no local também não foi localizada qualquer inversão, desvio de vazamento ou interligação no sistema de medição. Assim, sustentou ausência dos pressupostos do dever de indenizar e pediu que a ação fosse julgada improcedente.

Porém, ao julgar o mérito do processo no dia 12 deste mês o juiz Yale Sabo desconsiderou os argumentos da empresa e deu ganho de causa à autora.

Leia mais:  Derrotado e citado em delação, Wagner Ramos diz que lutará pela inocência

 

DANOS MORAIS CONFIRMADOS 

Com relação ao pedido de indenização por danos morais, o magistrado ressaltou que o artigo 22 do Código de Defesa do Consumidor dispõe que as concessionárias de serviço público são obrigadas a fornecer serviços adequados, eficientes, seguros e a manter a continuidade quanto aos essenciais, que é o caso do fornecimento de energia elétrica.

“Além disso, as prestadoras de serviço público, como é o caso da requerida, respondem objetivamente por eventuais danos ocasionados por seus serviços, sendo prescindível a necessidade de se comprovar culpa ou dolo por parte da mesma, bastando, para configurar a responsabilidade, a demonstração do nexo causal entre o evento e o dano” afirmou o magistrado ao estipular o valor de R$ 12 mil a ser pago a título de danos morais. Ele ainda condenou a ré ao pagamento das custas do processo e honorários advocatícios arbitrados em 20% do montante da condenação. Cabe recurso da sentença de primeira instância.


 

 

 

Fonte:FolhaMax

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana