conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Mulher

Estudo revela que mães discordam de pais na satisfação com o trabalho

Publicado


source
Estudo inédito foi realizado pela Filhos no Currículo
Foto de Ketut Subiyanto no Pexels

Estudo inédito foi realizado pela Filhos no Currículo

As mães são mais criteriosas do que pais e líderes quando o assunto é satisfação no  ambiente de trabalho.  Dados do levantamento indicam que 90% dos homens acreditam que a empresa na qual trabalham é um  bom lugar para as mães trabalharem. A pesquisa inédita “Mapeando um ambiente pró-família nas organizações” avaliou a experiência de mães/pais, liderança e colegas de profissionais com filhos em suas empresas, a fim de investigar o entendimento do conceito de um ambiente acolhedor para colaboradores com filhos.

Quando a mesma pergunta é feita para essas mulheres, o índice cai para 68%. A discrepância também acontece entre líderes (83%) e colegas de profissionais com filhos (80%), ainda sobre o ambiente favorável para essas mães.

As  mulheres também se mostram mais criteriosas quando interrogadas se a empresa é um bom lugar para pais trabalharem, se mostrando menos otimistas (77%) em relação aos colaboradores homens (87%), bem como aos líderes (83%).

Quando questionados sobre o benefício essencial na criação de um ambiente pró-família, a maioria das pessoas lideradas apontou a jornada de trabalho flexível em primeiro lugar, superando a licença maternidade e paternidade estendida, o auxílio-creche e o plano de saúde estendido aos dependentes.

Os dados do levantamento são da Filhos no Currículo, consultoria focada em criar ambientes corporativos cada vez mais acolhedores para pais e mães, e teve o apoio da Talenses Group e do Movimento Mulher 360.  O estudo também investiga o grau de segurança da gestão para lidar com os desafios de seus liderados. Foram ouvidos 1.568 profissionais de empresas de todas as regiões do país, entre novembro de 2021 e janeiro de 2022.

Expectativa x Realidade com a liderança

Entre as iniciativas socioemocionais apontadas como desejáveis num ambiente pró-família, liderança acolhedora e empática foi requisito principal apontado pelos profissionais. Em seguida: recepção no retorno da licença, preparação para a licença maternidade e mentorias de carreira após a chegada dos filhos, apoio psicológico e, por fim, programas de acompanhamento para gestantes e parceiros.

De primeira, 70% dos colaboradores se declararam acolhidos pelo seu líder direto, mas, ao serem questionados se sentiam alguma insegurança para comunicar suas necessidades com clareza para o gestor, 45% responderam ainda ficar inseguros, e 35% dos colaboradores, em geral, afirmaram ter nenhuma ou pouca clareza acerca das políticas de parentalidade da organização.

Com relação à liderança, 98% afirmam se sentir seguros em gerir uma equipe de profissionais com filhos, mas, ao serem perguntados sobre o grau de segurança para esclarecer dúvidas relacionadas as políticas de parentalidade, esse percentual cai para 73%.

Medos permanecem

Os resultados da pesquisa levantam outro aspecto importante: 1 em cada 4 dos entrevistados vivenciam ou vivenciaram uma parentalidade com desafios, caracterizada pelo luto gestacional, a parentalidade solo ou de filhos com necessidades específicas, adoção, gestação de risco ou prematuridade, dentre outros casos. A maioria deles apresentou uma visão ainda mais crítica com relação às práticas de parentalidade desenvolvidas nas empresas. Eles também expõem mais falta de segurança no retorno após o período de licença.  A diferença de insegurança desse grupo para àqueles que não têm uma parentalidade desafiadora, chega a dez pontos percentuais.

Atenção especial no retorno ao trabalho: 25% dos pais e mães em geral revelam insegurança nessa fase. Para os líderes, esse também é o momento de menor percepção de segurança desde a saída para a licença. A importância de um olhar atento nesse momento é tão crítica, que consta entre as top 5 iniciativas almejadas para a criação de um ambiente de trabalho que respeite a parentalidade (58%). 

A pesquisa também apurou as percepções na espera do bebê: 4 em cada 10 entrevistados disserem ter apresentado algum grau de insegurança para dar a notícia da gestação e cuidar de suas necessidades físicas e emocionais. Em relação à licença maternidade e retorno ao trabalho, sustentar a amamentação nesse retorno foi considerado preocupante para metade das mães.

Leia Também

Ambiente pró-família

Para Michelle Terni, cofundadora da consultoria Filhos no Currículo e idealizadora da pesquisa, o levantamento indica três principais caminhos. O primeiro deles é reforçar o trabalho de base dentro das empresas – que passa pela implementação de benefícios (como jornadas flexíveis, licenças parentais, auxílios financeiros e de saúde), até a mudança no comportamento da liderança.

Outro ponto, segundo ela, é tratar a causa das disparidades encontradas no mercado em relação ao que é este ambiente pró-família. “Não há um olhar unificado sobre o significado. Percebam que a maioria se diz satisfeita com as práticas das empresas, ou seguras para liderar colaboradores com filhos. Ao mesmo tempo, sinalizam desconhecer o que é uma política parental ou não ter preparo para orientar seus colaboradores sobre o assunto”, destaca a consultora responsável pela implementação de trilhas de conteúdo, vivências de sensibilização e estruturação de programas de parentalidade corporativos.

A respeito da visão mais criteriosa das entrevistadas mães, Michelle enfatiza que o terceiro caminho é trazer mais isonomia para a conversa. “Essa diferença nas percepções é reflexo de uma sobrecarga para essas mulheres no que se refere aos cuidados parentais. A realidade começará a mudar quando as empresas ampliarem a pauta, deixando de falar somente para e com a mulher, e passarem a abrir diálogo e propor benefícios e políticas para a família, em seus vários formatos possíveis”, frisa.

Ainda falando de isonomia, a especialista acredita que o mesmo acontece com pais e mães que apresentam situações adversas de parentalidade. “Se 1 em cada 4 pais enfrentam desafios – como luto, filhos com necessidades específicas, entre outras questões, as empresas precisam se movimentar com políticas, processos, iniciativas e atitudes adequadas para acolher essa diversidade”, completa.

Depoimentos anônimos colhidos na pesquisa

“(Uma empresa pró-família é) um ambiente onde a chegada de um novo membro na família seja vista de maneira tão natural pelos líderes e pares, que o responsável não sinta receio de falar sobre o assunto e no impacto em seu desenvolvimento profissional”. Ambiente Pró-Família

“Trabalhar com uma líder que entende os desafios da maternidade faz toda diferença. Já desisti de propostas de emprego aparentemente melhores em termos de posição e salário justamente por perceber que não teria flexibilidade alguma e teria que passar muito tempo longe dele, seja por deslocamentos infinitos, seja por super demanda de viagens. Ser mãe não me limita. E não quero um emprego que limite minha maternidade” Empatia da liderança

“Quero que as empresas entendam que não sou divisível nos meus papéis. Sou sempre mãe e naquele momento ESTOU trabalhando. Meu filho existe, mesmo no horário comercial. E eu sou mãe no horário comercial. E minhas escolhas e visão de mundo possuem esse filtro também, de alguém que tem filhos, que enxerga o mundo por essa ótica.” Ser mãe e profissional

“Sou homem, gestor e tenho uma líder mulher que foi muito pouco compreensiva na hora de eu tirar os 20 dias de licença paternidade. A empresa tem alguns bons benefícios, mas a prática da liderança passa longe disso. Dá a entender que os benefícios são para “parecer legal” para o mercado e atrair talentos”. Paternidade não acolhida

“O luto gestacional é muito negligenciado pelas empresas e afeta muito a saúde mental das pessoas. Tive duas perdas que necessitaram de internação hospitalar e em uma delas não fiquei nem ao menos um dia afastada, trabalhei firme, mas com dores no corpo e no coração e sei que isso cobrou seu preço na minha saúde mental. As empresas e gestores precisam estar preparadas para lidar com estas situações.” Adversidades na parentalidade

“Minha carreira alavancava ano a ano antes de ser mãe, com promoções e aumentos. Atualmente, sinto minha entrega ainda maior, mas não tenho aumento há mais de 5 anos. Como mãe, acabo tendo que sair em horários diferentes, não faço horas extras. O que parece é que não sou merecedora de promoção, como se estivesse em “débito” pelas vezes que tive que deixar o time e ir atender meu filho”. Desaceleração da carreira.

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook

Mulher

Evento reúne trabalho de pequenas produtoras no Campo Belo

Publicado

por


source
Feira das Deusas reúne mulheres expositoras noPorto Espaço Lounge
Divulgação

Feira das Deusas reúne mulheres expositoras noPorto Espaço Lounge


Visando apoiar as pequenas produções e fomentar a economia criativa, a Feira das Deusas, que acontece amanhã no Campo Belo, traz ao público o trabalho de pequenas produtoras, como artesanato, moda, costura, aromaterapia, papelaria e entre outros. A programação inclui flash tattoo e alimentação, com opções variadas de drinks e petiscos. O evento permite entrada de animais de estimação e terá uma área de lazer para crianças. 

“A feira é idealizada por uma mãe empreendedora que buscava espaços mais justos e acessíveis para criar esse encontro”, diz Mariana Hannickel, a fundadora da Feira das Deusas. O evento foi criado há dois anos, com mais de 130 colaboradoras. 

Fonte: IG Mulher

Continue lendo

Mulher

Horóscopo do dia: previsões para 8 de abril de 2022

Publicado

por


source
O horóscopo do dia apresenta a previsão para o seu signo e ascendente
Marcelo Dalla

O horóscopo do dia apresenta a previsão para o seu signo e ascendente

ÁRIES

Você pode expressar sentimentos e ideias com mais equilíbrio. Procure abrir seu coração: vale ouvir mais, pensar diferente, buscar novos pontos de vista. É importante compreender os sentimentos e as necessidades dos outros também. A Lua segue em Câncer, em harmonia com Urano: bom para fugir da rotina e promover inovações. Vale movimentar as energias em casa, mudar os móveis de lugar, por exemplo. Fica mais fácil adequar-se às circunstancias. Vale também abrir a mente para novas percepções e aprendizados.

TOURO

A sensibilidade ganha destaque com a Lua em Câncer, que na parte da tarde se combina com Urano. Continue aberto para introduzir mudanças práticas em sua vida. Caso queira expandir seus rendimentos, um novo curso, novas técnicas e tecnologias continuam favorecidas. Aproveite também para dar mais atenção a quem ama, num clima de intimidade. Lembre-se que a sedução e a conquista devem vir acompanhadas de responsabilidade. Esteja consciente de que as melhores colheitas vêm com perseverança.

GÊMEOS

Período produtivo! Imaginação e inspiração continuam ativadas. A Lua se combina com o Urano, favorecendo atividades criativas. Vale aproveitar para meditar e visualizar os projetos se concretizando. Aproveite para aprender algo novo e assimilar novas técnicas, com mais dedicação. Continue atento para as novas ideias que surgem. Anote-as, Mercúrio e Saturno favorecem planejamentos e bons contatos profissionais. Elas tendem a ganhar mais consistência e trazer resultados num futuro próximo.

CÂNCER

Você pode cuidar mais da casa, cultivar intimidade, aconchego e afeto. O dia promete ser mais agradável e produtivo. A Lua segue em seu signo, em harmonia com Urano: aproveite para cultivar equilíbrio emocional e dar atenção às pessoas que ama. Meditação, mantras, boa música ou um bom livro podem fazer muito bem para sua alma. Continue a questionar-se para perceber o que deve ser abandonado, deixado para trás. Velhos modelos já não servem mais, o céu o convida a mudar.

LEÃO

A Lua segue em Câncer, favorecendo os encontros os encontros mais íntimos e as demonstrações de carinho. Aproveite para dar atenção à quem ama, cuidar de assuntos relativos ao lar à família. A pressa e a inquietação podem ser amenizadas para não causar rupturas e prejuízos indesejáveis. Continue atento para evitar imprudências e atitudes radicais. Procure cultivar mais paciência, tolerância e compreensão. Ainda bem que hoje a Lua se combina com Urano para ajudá-lo a cultivar mais liberdade e criatividade.

VIRGEM

A mente está aguçada, favorecendo novos aprendizados e novas experiências. Lua e Urano se alinham: aproveite para pensar diferente e abrir-se para novos pontos de vista. Evite comentários agressivos, priorize o que for necessário e essencial. Novas ideias e percepções entram em pauta, continue perceber quais discussões são realmente produtivas para não perder tempo. Procure ver o que tem de bom e o que deve ser deixado para trás, em nome do amor por si mesmo, pelo outro e da vontade de crescer. 

Leia Também

LIBRA

É hora de abrir-se para novas oportunidades. Conte com mais sensibilidade, inspiração e confiança. Bom período também para ficar próximo de pessoas queridas. Com Vênus em Peixes e Lua em Câncer, é importante ouvir mais, e dar atenção para as pessoas que ama. Mas continue atento para evitar grandes gastos, você pode pesquisar melhor e priorizar a segurança. Vale também manter a mente aberta para assimilar novos conceitos, fazer novas amizades e expandir sua rede de contatos.

ESCORPIÃO

Bom momento para limpar e harmonizar a casa ou o local de trabalho, eliminar a energia estagnada. Jogue fora o que não usa mais. O período traz potencial transformador. Lua e Urano indicam bom período para questionar velhas crenças. Sua consciência se expande e você vê o mundo de maneira ampliada. Todo o tipo de novidade continua favorecida. Mas evite pressa, a correria e as atitudes impulsivas. Quanto mais tranquilidade puder cultivar, melhor. Novos aprendizados continuam favorecidos.

SAGITÁRIO

Os relacionamentos podem se renovar com diálogos esclarecedores, carinho e atenção. Tudo depende de sua disposição para ouvir, aprender e interagir. A colaboração dos outros continua importante, sua capacidade de dar e receber é posta à prova. Procure aplicar com inteligência as leis do intercâmbio para multiplicar receitas e recursos. Coerência, praticidade e o impulso das pessoas próximas são fundamentais. É tempo de cultivar prudência, economia e maturidade para que possa avançar.

CAPRICÓRNIO

Para refletir: tem esquecido de cuidar de si por causa do excesso de preocupações? É preciso adaptar seus objetivos, pois aos poucos você modifica a forma de enxergar a vida. A Lua segue em Câncer, favorecendo a intuição, o afeto e a sensibilidade. Lua e Urano combinam forças, favorecendo inovações. Bom dia para fugir da rotina e fazer algo diferente. Aproveite para refletir também sobre as inovações que pode promover. É importante também regular o horário de sono, alimentação e exercícios físicos.

AQUÁRIO

Assuntos ligados à casa e à família ganham destaque. A Lua segue em Câncer: um convite para entrar em contato com o que é mais íntimo para você, fortalecer as ligações com as pessoas queridas. Aproveite para comunicar-se com cordialidade, expressar afeto e carinho. É importante também reconhecer as mudanças que deve efetuar, o Universo o empurra para novos aprendizados. Introduzir as mudanças aos poucos, com critério, planejamento e sabedoria, para que não ocorram rupturas e rompimentos indesejáveis.

PEIXES

Bom período para dar atenção às questões domésticas, aos familiares e pessoas queridas. A Lua segue em Câncer, estimulando a sensibilidade. Além disso, a Lua se alinha com Urano: fica mais fácil cultivar criatividade. Atividades ligadas ao corpo e à estética ficam favorecidas. Você pode aproveitar para dar aquele toque especial à sua casa, pra que ela fique mais aconchegante. Conte com mais amor, altruísmo e compaixão. A beleza em todos os níveis e significados ganha especial destaque.

Fonte: IG Mulher

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana