conecte-se conosco


Educação

Estudante de Tangará ganha bolsa nos EUA e fica mais perto de entrar para a NASA

Publicado

Ela sonha em ser astronauta e nunca escondeu isso de ninguém. Aos 21 anos, a universitária Maria Gisllanny Bezerra Silva está a poucos passos de subir mais um degrau em direção ao seu maior objetivo: entrar para a Agência Espacial Norte-Americana (Nasa, em inglês).

Em 2019, ela ficou quase três semanas nos Estados Unidos, como bolsista em um programa de educação. Foi a partir dessa viagem que ela conquistou a bolsa de estudos para a universidade. A jovem, que estuda Física na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), participou de diversas atividades promovidas pela NASA, ao longo dos últimos anos. Foi por meio de uma dessas atividades que, em 2019, ganhou a bolsa de estudos na Universidade Sweet Briar College, no estado da Virgínia (EUA). Maria precisa arrecadar pouco mais de R$ 12 mil.

O valor, segundo a estudante, será usado para pagar as passagens de Cuiabá para Washington (DC) e custear os dois primeiros meses nos Estados Unidos. Além disso, 13% da arrecadação ficam com a plataforma de financiamento coletivo Catarse, utilizada, para a vaquinha online. Até o início do mês,  Maria havia conseguido R$ 8.547. O valor corresponde a 69% do total necessário. Maria já viajou aos EUA,  e agora, é  estudante de engenharia da Sweet Briar College. Emocionada, destacou em rede social, como tem sido representar o Brasil nessa jornada acadêmica.

“Inexplicável a emoção que eu senti ao ver a bandeira brasileira no salão da universidade, sou a segunda brasileira na universidade, é lindo como eles recebem os estudantes. Lágrimas, de emoção. Eu estou apaixonada. é maravilhoso estudar aqui, e os livros de ciências? O meu Deus Obrigada!”, salienta.

Maria Gisllanny B Silva é estudante de engenharia da Sweet Briar College no estado da Virgínia nos EUA.

Conforme a estudante, apesar de ter ganhado a bolsa de estudos, o benefício da universidade não cobre gastos com livros, transporte e seguro-saúde, e teve a ideia de lançar o financiamento coletivo. Para isso, você pode ajudá-la. A vaquinha pode ser acessada aqui.

Maria nasceu em Serra Talhada, no interior de Pernambuco, e mudou-se para Mato Grosso ainda bebê,  ela tem superado uma série de desafios em busca de seu sonho. Boa parte da vida a universitária passou em Tangará da Serra, onde teve acesso à internet e computadores depois dos 10 anos, o que a impulsionou a se dedicar ainda mais aos estudos.

***Com informações OLivre

Comentários Facebook

Educação

Duas escolas da Capital mato-grossense aderem programa cívico-militar

Publicado

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, divulgou a relação de escolas selecionadas para participar do programa de escolas cívico-militares. A divulgação foi feita na tarde de hoje (26), pelo Twitter pessoal do ministro. São 54 escolas de 22 estados e do Distrito Federal. Os estados que mais terão escolas cívico-militares são Rio Grande do Sul e Pará, ambas com cinco escolas.

A implementação do modelo ocorrerá ao longo do ano, em edição piloto. Além das escolas no Rio Grande do Sul e no Pará, serão quatro escolas em Santa Catarina, Paraná e Goiás; três em Minas Gerais, Amazonas, Mato Grosso do Sul e Tocantins; duas no Acre, Amapá, Roraima, Ceará, Distrito Federal e Mato Grosso; e uma em Rondônia, Rio de Janeiro, Maranhão, Paraíba, Bahia, Pernambuco, Rio Grande do Norte e São Paulo.

Policiais e bombeiros militares foram capacitados para trabalhar nas escolas. Na primeira rodada de capacitação, realizada em dezembro, em Brasília, o trabalho envolveu diretores e coordenadores de escolas, além de representantes de secretarias estaduais e municipais de Educação que vão atuar como multiplicadores. A segunda rodada ocorreu neste mês, em Porto Alegre (RS). Foram capacitados 54 oficiais da reserva e da ativa das polícias e bombeiros militares e 17 profissionais das secretarias de Educação.

O Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares é uma parceria do MEC com o Ministério da Defesa. Cerca de mil militares da reserva das Forças Armadas, policiais e bombeiros militares vão participar da gestão educacional das instituições. O MEC destinará R$ 54 milhões para levar a gestão de excelência cívico-militar para 54 escolas, sendo R$ 1 milhão por instituição de ensino.

Fonte:AgênciaBrasil

Comentários Facebook
Continue lendo

Educação

Aulas começam na segunda (2) para estudantes de três escolas municipais em Tangará da Serra

Publicado

Foi prorrogado para a próxima segunda-feira (2) a volta às aulas nos Centros Municipais de Ensino; Atacílio Souza, no Bairro Jardim Paulista, Fábio Diniz Junqueira, na comunidade Jardim dos Ipês, e  Escola Laura Vieira de Souza, no Bairro Vila Alta.

Em Tangará da Serra são aproximadamente 12,5 alunos distribuídos em 27 centros de ensino, que voltaram às aulas, nesta quarta (26) após o Carnaval, porém, os estudantes das três unidades citadas acima, tiveram o retorno adiado, devido a reforma nos prédios, e por conta do atraso nas obras, a medida precisou ser adotada. O ano letivo estava previsto para iniciar no dia 17 de fevereiro, no entanto, houve mudança no calendário, segundo a Educação, por conta do processo seletivo para profissionais da área que teve as inscrições prorrogadas, exigida pela Justiça.

O calendário escolar para a educação infantil e ensino fundamental prevê no mínimo 200 dias letivos e carga horária estabelecida nas matrizes curriculares, que é de no mínimo 800 horas. A Secretaria Municipal de Educação (SEMEC) solicita a compreensão dos pais e alunos e afirma que o ano letivo não será prejudicado.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana