conecte-se conosco


BemRural

Estão disponíveis os relatórios de Custo de Produção de outubro/19

Publicado

Cepea, 02/12/2019 – Nesta edição, confira:

 

CEREAIS, FIBRAS E OLEAGINOSAS: Atraso no plantio da soja pode prejudicar rentabilidade de culturas subsequentes O ritmo de plantio de soja neste início da safra 2019/20 está lento na maioria das praças acompanhadas pelo Cepea na comparação com o mesmo período do ano passado, devido ao baixo volume de chuvas. O atraso pode atrapalhar produtores que optarem por semear o milho segunda safra. Leia mais. 

PECUÁRIA DE CORTE: Resultado financeiro de criador depende do desempenho reprodutivo do rebanho O Projeto Campo Futuro, parceria entre a CNA e o Cepea, visitou, em 2019, 16 regiões de produção pecuária em quatro estados do País: Acre, Bahia, Tocantins e o Pará. Dentre as regiões estudadas, 12 apresentaram a atividade de cria entre seus sistemas de produção mais representativos, fornecendo animais de reposição para os recriadores. Leia mais.

PECUÁRIA DE LEITE: Eficiência da mão de obra e da nutrição animal melhoram retorno do produtor de leite A alimentação animal e a mão de obra, geralmente, são os principais desembolsos na pecuária de leite. Na “média Brasil” (composta pelos estados de BA, GO, MG, PR, RS, SC e SP), a nutrição do rebanho representa 55% dos dispêndios da atividade leiteira e a mão de obra responde por aproximadamente 20%.  Leia mais. 

Comentários Facebook

BemRural

Mapa publica zoneamento das culturas da soja e do girassol

Publicado

por


.

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) publicou hoje (29) no Diário Oficial da União as portarias números 145 a 160 que estabelecem o Zoneamento Agrícola de Risco Climático (Zarc) para a cultura da soja.  O objetivo é reduzir os riscos relacionados a problemas climáticos e também o risco fitossanitário causado pela ferrugem asiática da soja. O Zarc leva em conta recomendações de instituições de pesquisa e órgãos estaduais sobre medidas de manejo que incluem o período de vazio sanitário e o calendário de plantio para reduzir os riscos relacionados aos aspectos fitossanitários.

A principal novidade nas portarias de soja são as novas cultivares indicadas por grupo de maturação e Unidade da Federação (UF). Para a safra 2020/2021, no total, 9.356 indicações foram feitas, considerando que a mesma cultivar pode ser indicada para diferentes UFs, número 15% superior a safra passada, desse montante de indicações 64% são referentes a cultivares do Grupo 1, indicando que o desenvolvimento de cultivares precoces vem ganhando destaque junto aos obtentores.

Na última sexta-feira, dia 22 de maio de 2020, também foram publicadas as portarias de Zarc números 125 a 144da cultura do girassol, que apresenta características de boa tolerância ao estresse hídrico, dessa forma, se encaixa em sistemas de produção que realizam duas safras.

Com a publicação do Zarc de girassol e soja, o Mapa finaliza o cronograma de publicações de portarias do mês de maio de 2020, cumprindo com o objetivo de divulgar com pelo menos 90 dias de antecedência ao plantio. Dessa forma, os produtores rurais e os agentes financeiros têm uma melhor segurança para o fechamento de contratos de seguro e crédito rural para a safra 2020/2021.

Mesmo com a pandemia do Covid-19, os serviços, que envolvem desde o estabelecimento da metodologia e aplicação da modelagem até o recebimento de informações de cultivares e publicação no Diário Oficial da União, foram realizados de forma remota por meio de sistemas de informação, o que permitiu, neste ano, a antecipação da publicação das Portarias de Zarc para a safra de verão subsequente.

Para que serve o Zarc? 

 O zoneamento tem o objetivo de reduzir os riscos relacionados aos problemas climáticos e permite ao produtor identificar a melhor época para plantar, levando em conta a região do país, a cultura e os diferentes tipos de solos.

O modelo agrometeorológico considera elementos que influenciam diretamente no desenvolvimento da produção agrícola como temperatura, chuvas, umidade relativa do ar, ocorrência de geadas, água disponível nos solos, demanda hídrica das culturas e elementos geográficos (altitude, latitude e longitude).

Os agricultores que seguem as recomendações do Zarc estão menos sujeitos aos riscos climáticos e ainda poderão ser beneficiados pelo Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro) e pelo Programa de Subvenção ao prêmio do Seguro Rural (PSR). Muitos agentes financeiros só liberam o crédito rural para cultivos em áreas zoneadas e para o plantio de cultivares indicadas nas Portarias de zoneamento.

O Zarc foi publicado pela primeira vez na safra de 1996 para o trigo. Hoje, contempla os 26 estados e o Distrito Federal, incluindo mais de 40 culturas.

Aplicativo Plantio Certo

Produtores rurais e outros agentes do agronegócio podem acessar por meio de tablets e smartphones, de forma mais prática, as informações oficiais do Zarc, ferramenta utilizada para orientar os programas de política agrícola do governo federal. O aplicativo móvel Zarc Plantio Certo, desenvolvido pela Embrapa Informática Agropecuária (Campinas/SP), está disponível no sistema Android.

Os resultados também podem ser consultados e baixados por meio da plataforma “Painel de Indicação de Riscos”.

Informações à Imprensa
[email protected]

Comentários Facebook
Continue lendo

BemRural

FRANGO/CEPEA: Poder de compra frente ao farelo de soja é o mais baixo em 2 anos

Publicado

por


.

Cepea, 29/05/20 – As cotações do frango vivo seguem em queda no mercado brasileiro, enquanto os preços do farelo de soja, importante insumo utilizado na atividade avícola, estão em alta. De acordo com pesquisadores do Cepea, esse cenário levou ao pior poder de compra do avicultor em dois anos. No mercado de frango vivo, a demanda final desaquecida tem pressionado os valores de toda a cadeia. Agentes da indústria apontam que os estoques de carne de frango estão em alta, o que, consequentemente, reduz a procura por novos lotes de animais. Para o farelo de soja, segundo a Equipe Grãos/Cepea, o alto valor da matéria-prima, principalmente por conta do câmbio em patamar recorde, elevou as cotações do derivado. Vale ressaltar que, frente ao milho, o poder de compra aumentou, visto que as cotações do cereal estão em queda. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Fonte: CEPEA

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana