conecte-se conosco



BemRural

Estão disponíveis as agromensais de novembro/18

Publicado

Açúcar: O Indicador do Açúcar Cristal CEPEA/ESALQ (estado de São Paulo) acumulou alta de 4,01% em novembro, fechando a R$ 68,53/saca de 50 kg no dia 30. Leia mais.

 

Algodão: Após oscilar em boa parte de novembro, o preço da pluma fechou o mês praticamente estável, em meio às disparidades entre os valores ofertados e pedidos e também da qualidade. Leia mais.

 

Arroz: O Indicador ESALQ/SENAR-RS, 58% de grãos inteiros, teve média de R$ 41,76/sc de 50 kg em novembro, queda de 6,7% em relação à de outubro. Leia mais.

 

Boi: Os preços do boi gordo levantados pelo Cepea registraram ampla diferença entre os patamares mínimos e máximos no correr de novembro. Essa dispersão esteve atrelada às necessidades de aquisição de agentes. Leia mais.

 

Café: Em novembro, apesar de oscilações mais expressivas em alguns dias, as cotações do café arábica encerraram o mês praticamente estáveis no mercado doméstico, reflexo da baixa liquidez. 
Quanto ao robusta, a menor liquidez interna manteve as cotações domésticas praticamente estáveis em novembro. Leia mais.

 

Etanol: Os preços dos etanóis no mercado paulista caíram no mês. Leia mais.

 

Frango: As cotações das carnes de frango resfriada e congelada apresentaram alta no correr de novembro na maioria das regiões acompanhadas pelo Cepea, com valorizações mais expressivas observadas no atacado da Grande São Paulo. Leia mais.

Leia mais:  Financiamentos do Plano ABC somam R$ 1,03 bilhão desde julho

 

Milho: As cotações internas de milho voltaram a avançar no acumulado de novembro. A valorização esteve atrelada à retomada das compras no mercado interno – demandantes buscavam antecipar as aquisições e repor os estoques para o final do ano. Leia mais.

 

Ovinos: O típico aumento na demanda por carne de cordeiro na época das festas de final de ano gerou expectativas positivas para os agentes do setor, especialmente para dezembro. Em novembro, por enquanto, as negociações ainda não foram intensas e os preços da carne caíram na maior parte das regiões acompanhadas pelo Cepea. Leia mais.

 

Trigo: Em novembro, os preços do trigo no mercado nacional oscilaram, e a liquidez esteve baixa. Leia mais.

 

Soja: Produtores estiveram focados na finalização do semeio e nos tratos culturais das lavouras de soja da temporada 2018/19, deixando a comercialização de lado. Leia mais.

Comentários Facebook
publicidade

BemRural

Feira nos Emirados Árabes pode render US$ 20 milhões em novos negócios

Publicado

por

O Brasil participa pela segunda vez consecutiva com um pavilhão organizado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), com o apoio do Ministério das relações Exteriores (MRE) e da Câmara de Comércio Árabe Brasileira (CCAB), da 9ª edição da SIAL Middle East, uma das principais feiras de alimentos e bebidas do Oriente Médio. A ferira começou na segunda-feira (10), na cidade de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos.

O Pavilhão Brasil, conta 108 m2 e tem toda a estrutura e serviços de apoio para 14 empresas brasileiras selecionadas a participar do evento. Carne bovina, frutas amazônicas, produtos apícolas, uva, manga, café, biscoitos, balas e confeitos são alguns dos produtos promovidos no evento. O estande brasileiro foi inaugurado pelo vice primeiro-ministro dos Emirados Árabes, Sheik Mansour Bin Zayed Al Nahyan, e pelo embaixador do Brasil em Abu Dhabi, Fernando Luís Lemos Igreja.

Pela primeira vez, o Brasil teve dois produtos selecionados a participar da SIAL Innovation, uma competição para alimentos premium, com a bebida de açaí, da ABN8 Trading e a Tapioca Express, da AE Negócios Internacionais. Esta última foi classificada como finalista e avaliada entre os oito melhores produtos da feira.

As estimativas para os primeiros dias do evento, segundo os expositores brasileiros, confirmam os números da edição passada de fechamento de negócios em torno de US$ 20 milhões.

Leia mais:  PIB-Agro/CEPEA: Recuperação da agroindústria deve elevar PIB agro em 2018

No ano passado, o evento reuniu mais de 20 mil visitantes de 90 nacionalidades, 950 expositores de 47 países e mais de 30 pavilhões nacionais. Os Emirados Árabes funcionam como um importante centro de distribuição para toda a região. Na última edição, de acordo com dados fornecidos pelos próprios expositores brasileiros presentes, a expectativa inicial em novos negócios para os 12 meses subsequentes à realização da feira foi estimada em mais de US$ 20 milhões.

Em outubro deste ano, o Mapa também participou da Agriscape, feira internacional voltado a investimentos agrícolas, em Abu Dhabi. Na oportunidade, foi apresentado um portfólio de projetos agrícolas brasileiros abertos a investidores estrangeiros. A missão feira pretende, paralelamente, também retomar os contatos feitos naquela ocasião.

 

Mais informações à ImprensaCoordenação Geral de Comunicação Social
[email protected]

Comentários Facebook
Continue lendo

BemRural

Sistema de poda e tutoramento aumenta produtividade do cacau

Publicado

por

Pesquisadores do Centro de Pesquisa do Cacau da Ceplac testam técnica de poda e tutoramento que aumenta o número de plantas por hectare e, consequentemente, a produtividade. Os pesquisadores obtiveram resultados favoráveis com o uso da técnica no cacaueiro, também conhecido como sistema candelabro pela aparência que a planta apresenta.

Este sistema de manejo, desenvolvido no semiárido da Bahia, permite o gerenciamento da planta buscando o equilíbrio entre a parte vegetativa e a parte frutífera da planta.

De acordo com os pesquisadores do centro, George Andrade Sodré e José Basílio Vieira Leite, este manejo tem se mostrado adequado para plantas de pequeno porte, com plantio com densidade acima de 1.600 plantas por hectare.

O cultivo candelabro, de acordo com os pesquisadores, apresenta potencial para a produção intensiva comercial de cacaueiros. Entretanto, necessita ser validado em áreas maiores e também precisa da realização de estudos de viabilidade econômica, definição de clores, mecanização da poda e outras práticas associadas ao uso do sistema.

Mais informações à ImprensaCoordenação Geral de Comunicação Social
Inez De Podestà
[email protected]

Comentários Facebook
Leia mais:  Ministro participa de encontro internacional do setor cacaueiro e dos Melhores do Agro
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana