conecte-se conosco


Polícia

Estado insere DNA de 1.500 condenados por crimes hediondos em banco nacional

Publicado

Hérica Teixeira | Sesp-MT 

 Em seis meses, Mato Grosso cadastrou no Banco Nacional de Perfis Genéticos os genes de 1.500 reeducandos condenados por crimes hediondos e de grave ameaça. A ação atende à determinação do Ministério da Justiça e Segurança Pública, órgão do Governo Federal, conforme a Lei nº 12.654, sancionada em 2012, que visa compartilhar e comparar perfis genéticos para ajudar na apuração criminal e no processo de investigação. As informações são sigilosas.

No Estado, foram inseridos no sistema pessoas custodiadas das unidades Ana Maria do Couto May (feminino), Penitenciária Central do Estado (PCE) e Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC). O trabalho de inserção na Rede Integrada de Bancos de Perfis Genéticos (RIBPG) começou em maio deste ano e é resultado da parceria entre a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), por meio da Adjunta de Administração Penitenciária (SAAP), Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e o Tribunal de Justiça (TJ-MT).

“Criar um banco de dados nacional com o registro dos autores de delitos criminais graves é um importante passo para a segurança pública no país. Os profissionais de Mato Grosso se empenharam para atender a demanda de atendimentos e isso demonstra também o comprometimento das instituições envolvidas”, revela o secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante.

Mato Grosso integra um dos 18 laboratórios credenciados pela rede integrada. São considerados hediondos os crimes de homicídio, roubo seguido de morte, estupro e genocídio. Mato Grosso têm uma população carcerária de 12.221 mil pessoas, entre homens e mulheres, em 53 unidades penais.

Leia mais:  Bombeiros encontram corpo de jovem desaparecido em cachoeira

“A lei que trata da coleta do perfil genético é de 2012. Desde então, até houve tentativas dos órgãos dos Estados em fazer valer a lei, mas a demanda esbarrava na falta de informações. Mas em 2019, o Governo Federal começou a cobrar a aplicação da lei nos Estados e os órgãos envolvidos se uniram para garantir que o trabalho fosse efetivado”, explica a coordenadora de Perícias em Biologia Molecular da Politec, Kesia Renata Lopes Lemes Melo.

Segundo dados do Ministério da Justiça, divulgados em novembro deste ano, o Banco Nacional de Perfis Genéticos conta com 17.361 perfis de condenados cadastrados. Ainda segundo o órgão federal, estima-se que há 137.600 condenados nessas condições no Brasil e que deveriam ser identificados pelo perfil genético, de acordo com a Pesquisa Perfil de Laboratórios de DNA, realizada em fevereiro de 2018 pelo Comitê Gestor e a Secretaria Executiva da RIBPG.

O secretário adjunto de Administração Penitenciária, Emanoel Flores, ressalta que o trabalho de coleta de material genético não alterou as atividades desenvolvidas internamente nas unidades. “O Sistema Penitenciário atuou em conjunto para cumprir a meta do Ministério da Justiça, movimentando a massa carcerária sem nenhuma alteração ao funcionamento dos estabelecimentos penais”.


O trabalho de coleta das amostras já foi encerrado neste ano, mas para 2020, a meta é realizar outros mil atendimentos.

Leia mais:  Polícia Militar recupera veículo roubado em Campo Novo do Parecis

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

Polícia

Operação combate crimes de roubo, furto e tráfico de drogas em Arenápolis

Publicado

por

Assessoria | PJC-MT

Uma operação integrada com objetivo de combater a criminalidade, em especial ocorrências de roubos, furtos e tráfico de drogas, foi deflagrada pela Polícia Judiciária Civil e Polícia Militar no município de Arenápolis (258 km a Médio-Norte de Cuiabá).

A ação, realizada pelas equipes de policiais civis e militares de Arenápolis e Nortelândia, faz parte do cronograma da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) e contou com apoio do Grupo Armado de Resposta Rápida (Garra) da Delegacia Regional e Força Tática de Nova Mutum.

Durante os trabalhos foi realizada a prisão de L.D.O.S. apontado como autor de diversos furtos ocorridos durante a semana no município. Segundo as investigações, o suspeito já conhecido da Polícia foi visto pulando o muro de uma das residências furtadas.

Os furtos chamavam a atenção uma vez que o suspeito furtava apenas joias, e Luan, que saiu da cadeia há menos de um mês agia da mesma forma quando em liberdade.

Com informações do local onde o suspeito estaria escondido, as equipes das Polícias Civil e Militar foram até o endereço, ocasião em que o procurado empreendeu fuga, correndo e efetuando disparos de armas de fogo contra os policias.

Durante a perseguição, os policiais encontraram o revólver calibre 38 dispensado pelo suspeito com 5 munições (2 deflagradas e 3 intactas). A prisão do suspeito foi realizada em uma casa, onde foi apreendido mais um revólver (calibre 32) e várias joias furtadas de uma residência na quinta-feira (05) e em outras ocasiões.

Leia mais:  Polícia Civil prende autores de homicídio cometido a mando de facção criminosa

Na casa, também foram encontrados menores de idade que foram conduzidos à delegacia para serem ouvidos em declarações. Diante das evidências, após ser interrogado, Luan, foi autuado em flagrante pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo e munições, receptação e corrupção de menores.

Tráfico de drogas

Em outro alvo da operação, desta vez relacionado a investigações do comércio de entorpecentes no município, os policiais realizaram a prisão em flagrante da suspeita M.K.O.S. pelo crime de tráfico de drogas.

Em buscas na casa da investigada, foi apreendido em um dos quartos, uma porção de maconha, a qual a suspeita confessou ser de sua propriedade.

Em buscas em outro ponto de venda de entorpecentes, no bairro Vila Rica, as equipes policiais encontraram dois cartuchos calibre 20 e calibre 32 e diversas anotações referentes a controle de venda de drogas.


O responsável pelo local, J.L.A.D. foi conduzido a Delegacia de Arenápolis, onde após interrogado foi autuado por tráfico de drogas.

 

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Polícia Civil prende suspeito e apreende veículo utilizado em roubo em Várzea Grande

Publicado

por

Assessoria | PJC-MT

Um integrante de uma organização criminosa envolvida em roubos de veículos em Cuiabá foi preso pela Polícia Judiciária Civil, na sexta-feira (06.12), durante trabalhos investigativos da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Veículos (DERRFVA).

O suspeito, A.F.R., de 42 anos, era responsável por uma caminhonete Chevrolet S-10, que dava apoio aos assaltos realizados pelo grupo e foi autuado em flagrante pelos crimes de roubo majorado e associação criminosa. Na ação, o veículo utilizado pelo grupo também foi apreendido.

A prisão do suspeito aconteceu durante investigações de um roubo, ocorrido na quinta-feira (05), em uma chácara da região do Capão Grande, em Várzea Grande ocasião em que a vítima foi abordada por quatro criminosos em posse arma de fogo, que subtraíram o seu veículo Ford Fiesta.

Assim que foi acionada do assalto, a equipe da DERRFVA iniciou as diligências, conseguindo identificar a participação do veículo S-10, assim como o envolvimento do suspeito no crime.

Com base no levantamento, os policiais realizaram a abordagem do identificado que a apreensão da caminhonete que dava apoio a ação do grupo criminoso. Após algumas checagens, foi possível constatar que o veículo realmente era o utilizado no roubo.

A vítima compareceu à DERRFVA onde realizou o reconhecimento fotográfico e pessoal do suspeito como um dos autores do roubo. Interrogado, o conduzido confessou a participação no crime e também revelou que emprestava o veículo para a prática de outros assaltos praticados pelo grupo.


Diante das evidências, o suspeito foi autuado em flagrante pelos crimes de roubo majorado e associação criminosa. As investigações seguem em andamento para identificar e prende os outros integrantes do grupo.

Leia mais:  Polícia Civil de Sorriso prende suspeito de tentativa de homicídio

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana