conecte-se conosco

  • powered by Advanced iFrame free. Get the Pro version on CodeCanyon.


Mato Grosso

ESCÂNDALO DA SAÚDE: Caso ainda tem desdobramentos e Justiça busca presidente de Oscip

Publicado

O Escândalo da Saúde, que lesou os cofres da saúde pública em Tangará da Serra entre os anos de 2010 e 2011, segue com seus desdobramentos.

Esta semana, a juíza Celia Regina Vidotti, da Vara Especializada em Ação Civil Pública e Ação Popular de Cuiabá, tenta encontrar a presidente da Oscip Instituto de Desenvolvimento Humano, Econômico e Ação Social (Idheas), Maria Guimarães Bueno de Araújo, para intimar e citar tanto o instituto quanto sua fundadora.

Maria Guimarães Bueno de Araújo já foi condenada por fraudes em Tangará da Serra

Maria Guimarães é a peça central de supostos desvios de R$ 51 milhões via Programa Saúde da Família nas prefeituras de Tangará da Serra e Timóteo, em Minas Gerais. A ação é um dos desdobramentos da Operação Hygeia, deflagrada pela Polícia Federal em 2010, e corre em segredo de justiça.

Conforme a ação federal, a finalidade da carta precatória é apenas a notificação dos requeridos. Na prefeitura de Tangará da Serra os esquemas causaram dano de R$ 4 milhões ao erário.

Em razão do escândalo, prefeito Júlio Cesar Ladeia foi cassado pela Câmara em 2011

Por esses crimes, em 2016 a juíza Eza Yara Ribeiro, da comarca daquele município, condenou Maria Guimarães Bueno de Araújo, o ex-prefeito Julio Cesar Davoli Ladeia, o ex-vice-prefeito José Jaconias da Silva, o ex-secretário municipal de Saúde Mario Lemos de Almeida e o empresário Abel Alves Saraiva.


O caso, conhecido em Tangará da Serra como “Escândalo da Saúde”, também levou, no ano de 2011, à cassação de cinco vereadores. (Com ‘Notícias de Mato Grosso’)

Leia mais:  Leilão de quatro aeroportos de MT atrai investidores internacionais

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Corpo de jovem de Diamantino desaparecido há uma semana é encontrado em Campo Novo do Parecis

Publicado

O corpo de um adolescente de 16 anos, foi encontrado no início da noite deste domingo (22) em uma área de mata, há cerca de 28 quilômetros da cidade de Campo Novo do Parecis.

Foto: Arquivo pessoal

A suspeita é que a vítima, tenha sido assassinado a tiros. Segundo a mãe dele, a família mora em Diamantino, e procurava por Gabriel Siqueira Machado, desde a manhã do dia 16 de setembro, quando ele fez o último contato com a mãe e declarou que estaria sendo ameaçado. O jovem teria comunicado a família que iria para Campo Novo do Parecis, visitar um amigo.

Os peritos em criminalística estiveram no local para os procedimentos de análise técnica e liberação do corpo. As investigações sobre a autoria do crime ficarão sob responsabilidade da Polícia Civil de Campo Novo do Parecis. A previsão é que o corpo de Gabriel seja velado e enterrado, nesta terça-feira (24), em Diamantino.


 

 

 

 

 

 

 

 

Da Redação com informações Atual MT

 

Comentários Facebook
Leia mais:  MT Ciências leva atividades interativas para população de Tangará da Serra
Continue lendo

BemRural

Primavera começa com temperaturas acima da média e pouca chuva, aponta Inmet

Publicado

primavera começou nesta segunda-feira (23), às 4h50, e a previsão é que a estação chegue com temperaturas acima da média climatológica e poucas chuvas na maior parte do país, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Foto: DS

Os termômetros deverão registrar temperaturas de 1°C a 1,5°C acima da média – isso significa ter dias com temperaturas bem altas, e outros com temperaturas mais baixas ou dentro da média, o que na variação entre os três meses chega à elevação prevista, afirma o chefe da previsão do tempo do Inmet, Francisco de Assis Diniz.


Chuva na primavera

A primavera deverá ter menos chuvas do que o normal para a estação, de acordo com Diniz. Em Goiás, parte do Mato Grosso e em Minas Gerais, as chuvas deverão ser irregulares e um pouco abaixo da média climatológica. A estação se estende até o dia 22 de dezembro, quando começa o Verão, à 1h19.

Fim do inverno com recorde de calor

Na segunda-feira (16), Cuiabá chegou a registrar a maior temperatura em 108 anos – foram 42,3°C. Desde 1911 até agora, o último recorde foi de 42,2°C, em 1940.

Fonte: G1

Comentários Facebook
Leia mais:  Governo inicia processo de liquidação da Central de Abastecimento do Estado
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana