conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Economia

Emirates opera primeiro voo com todos os funcionários vacinados

Publicado


source
Emirates opera primeiro voo com todos os funcionários vacinados
Guilherme Dotto

Emirates opera primeiro voo com todos os funcionários vacinados

No último domingo (21), a Emirates se tornou uma das primeiras companhias aéreas do mundo a operar um voo com equipes de linha de frente totalmente vacinadas em todos os pontos de contato com os clientes.

O voo EK215, que partiu de Dubai às 8h30 com destino a Los Angeles, contou com a segurança de funcionários que optaram pela vacinação atuando nos setores de check-in, segurança, lounge da classe executiva e primeira classe e portão de embarque, além de engenheiros, pilotos e tripulação de cabine.

Também participaram das operações do voo as equipes totalmente vacinadas de limpeza das aeronaves, carregamento e movimentação de bagagens da dnata, além das equipes da Emirates SkyCargo que trabalharam no transporte de carga e logística do voo EK215.

Esteja informado: clique aqui e leia mais notícias de aviação!

alt

Pouco mais de um mês após o anunciar sua campanha de vacinação, cerca de 26 mil funcionários, ou 44% da força de trabalho da linha de frente do Grupo nos Emirados Árabes Unidos, receberam as duas doses da vacinas Pfizer-BioNTech ou Sinopharm.

Aproximadamente 5 mil tripulantes de cabine optaram por receber as duas doses da vacina, além disso, milhares de funcionários do Grupo Emirates que atuam em outras funções tomaram a vacina em clínicas e centros de vacinação associados à empresa, enquanto outros optaram por tomar a vacina em um dos muitos centros de vacinação nos Emirados Árabes Unidos.

Você viu?

O programa de vacinação do Grupo Emirates é a sua iniciativa mais recente de uma série de medidas de proteção, reforçando o compromisso da Emirates com a saúde e segurança de seus clientes, funcionários e comunidades onde atua em todo o mundo.

alt

Os postos de vacinação do Grupo Emirates funcionam 12 horas por dia, todos os dias da semana, para priorizar e fornecer a vacina aos funcionários da linha de frente do setor da aviação.

“Nossa força de trabalho operacional está na linha de frente da aviação, ajudando as pessoas a chegar aos seus destinos e transportando produtos essenciais para comunidades globais. É importante proteger nosso pessoal com as vacinas”

disse o diretor de operações da Emirates, Adel Al Redha

O post Emirates opera primeiro voo com todos os funcionários vacinados apareceu primeiro em Contato Radar – Notícias de aviação .

Comentários Facebook

Economia

STF adia decisão sobre demissão em massa sem negociação sindical

Publicado

por


source
Ministro Dias Toffoli pediu mais tempo para analisar a medidas
Divulgação

Ministro Dias Toffoli pediu mais tempo para analisar a medidas

O Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu o julgamento sobre a legalidade de demissões em massa sem prévia negociação com sindicatos . A suspensão foi causada por um pedido de destaque do ministro Dias Toffoli. Não há prazo definido para que o tema volte à pauta.

O tema era julgado em um recurso com repercussão geral pautado no plenário virtual, ambiente em que os ministros têm um prazo para votar por escrito remotamente. O julgamento seria encerrado na terça-feira (23).

Com o pedido de destaque, o caso deve ser remetido ao plenário físico, em que as discussões têm sido realizadas ao vivo por videoconferência, devido à pandemia de covid-19 . Cabe agora ao presidente do STF, Luiz Fux, reinserir o assunto na pauta de julgamentos.

No caso concreto, que embasa a discussão no Supremo, é questionada a dispensa coletiva de 4 mil funcionários pela Embraer em 2009. Em geral, o entendimento da Justiça do Trabalho tem sido o de que é necessária a negociação prévia com sindicatos antes das demissões em massa.

Você viu?

Neste mês, por exemplo, diferentes liminares concedidas por juízes trabalhistas proibiram a  Ford  de demitir funcionários de fábricas na Bahia e em São Paulo , após a montadora ter anunciado o encerramento de sua produção no Brasil.

Votos

Até a suspensão, dois ministros haviam votado por autorizar as demissões em massa – o relator, Marco Aurélio Mello, e Alexandre de Moraes. Os demais ainda não tinham se manifestado. 

Para Marco Aurélio, a “dispensa em massa de trabalhadores prescinde de negociação coletiva”. O ministro do STF entendeu que as empresas têm direito a enxugar seu quadro de funcionários para fugir “à morte civil, à falência”.

Desse modo, Marco Aurélio considerou constitucional o Artigo 477-A da Consolidação das Leis do Trabalho, cuja redação, introduzida pela reforma trabalhista de 2017, autoriza a dispensa coletiva sem prévio acordo coletivo com sindicatos.

Continue lendo

Economia

Senado adia votação da PEC Emergencial para a próxima semana

Publicado

por


source
Sessão desta quinta-feira (25) será destinada para apreciação do parecer do relator da PEC
Reprodução: iG Minas Gerais

Sessão desta quinta-feira (25) será destinada para apreciação do parecer do relator da PEC

O Senado decidiu adiar a votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) Emergencial para a próxima quarta-feira (03). A informação é do líder da oposição, Jean Paul Prates (PT-PR), que participou pela manhã de uma reunião com outras lideranças da Casa e o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (MDB-MG), para tratar do assunto. A assessoria de imprensa de Pacheco afirmou que o cronograma divulgado por Jean Paul é uma “previsão”.

Pela agenda fechada durante o encontro de líderes, ficou acordado que as sessões desta quinta-feira (25) e da próxima terça-feira (02) servirão apenas para discussão do parecer de Márcio Bittar (MDB-AC). A votação, que inicialmente ocorreria hoje, ficou marcada para a próxima quarta.

A jornalistas, Jean Paul disse que “o grande bode” na sala é o trecho da PEC que acaba com os pisos constitucionais da saúde e educação . Para o líder da minoria, a sugestão acaba com garantias constitucionais para que os setores consigam funcionar.

“Os senadores manifestaram esse risco de não haver aprovação em função de forçarem a barra para essa gangorra, essa contrapartida direta de aprovar o auxílio emergencial e fazer alterações estruturais de ajuste fiscal na Constituição”, disse o senador.

Ainda de acordo com Jean Paul, o governo expressou “abertura a discussão” sobre o texto, mas deixou claro que é contra o fatiamento da proposta.

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana