conecte-se conosco


Nacional

Em semana delicada para Bolsonaro, SBT decide não exibir principal jornal

Publicado


source
Jair Bolsonaro e Silvio Santos
Divulgação/SBT

Jair Bolsonaro e Silvio Santos; dono do SBT já se referiu ao presidente da República como “patrão”

Em semana tensa para o governo Bolsonaro, o SBT cancelou a exibição do principal jornal da emissora, que vai ao ar às 19h45. Conforme apurado pela reportagem do Último Segundo, durante a manhã de hoje (23), o setor de jornalismo do SBT Brasil recebeu a ordem de não reproduzir o vídeo da reunião ministerial e evitar tocar em assuntos sensíveis ao presidente .

LEIA MAIS: Longe de acabar, Brasil registra 22 mil mortes por Covid-19

A informação do cancelamento chegou à redação do SBT Brasil duas horas antes do horário de exibição. O fato se tornou um dos assuntos mais comentados do Twitter no Brasil, uma vez que a emissora optou por exibir a reprise do programa de fofocas “Triturando”. Na rede social, fala-se sobre censura, uma vez que o proprietário da emissora, Silvio Santos, já se referiu ao presidente Jair Bolsonaro como “patrão”.

O vídeo da reunião ministerial liberado pelo ministro Celso de Mello mostra Bolsonaro e seus ministros em situações delicadas. O presidente atacou os governadores de São Paulo e Rio de Janeiro e o prefeito de Manaus com palavrões . O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, falou sobre aproveitar a distração da imprensa sobre a pandemia para flexibilizar leis ambientais .

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, defendeu a prisão de integrantes do STF, enquanto a ministra dos Direitos Humanos, Damares Alves, falou sobre a prisão de governadores que adotarem o isolamento para conter a pandemia da Covid-19 .

Comentários Facebook

Nacional

Feriado antecipado não contém índice de isolamento ideal em São Paulo

Publicado

por


source
São Bernardo
Agência Brasil

Taxa de isolamento sobe para 51% no Estado de São Paulo e 53% na capital

O índice de isolamento social no Estado de São Paulo chegou a 51% no sábado, 23, de acordo com dados do Sistema de Monitoramento Inteligente divulgados pelo governo estadual neste domingo. Na sexta-feira, a taxa havia ficado em 48%.

LEIA MAIS: Os perigos de um bate e volta durante a pandemia

Na cidade de São Paulo , o índice subiu para 53% ontem, de 49% na sexta-feira. A cidade do Estado com maior taxa de isolamento é São Sebastião, no litoral, com 65%.

O índice ideal de isolamento para conter o avanço do coronavírus é de 70%, de acordo com o governo paulista. O índice aceitável é acima de 55%. Para tentar aumentar o isolamento, nesta segunda-feira (25), o governador João Doria antecipou o feriado de 9 de Julho (Revolução Constitucionalista.

O isolamento social é calculado pelo Sistema de Monitoramento Inteligente (SIMI-SP) do Governo de São Paulo e foi viabilizado por meio de acordo com as operadoras de telefonia Vivo, Claro, Oi e TIM para que se possa consultar informações agregadas sobre deslocamento no Estado. A central de inteligência analisa os dados de telefonia móvel para indicar tendências de deslocamento e apontar a eficácia das medidas de isolamento social.

Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Brasil registra maior número de mortes por Covid-19 no mundo em 24 horas

Publicado

por


source
Cemitério da Vila Formosa
Reprodução/Washington Post

Cemitério da Vila Formosa, em São Paulo

Com 653 mortes nas últimas 24 horas, o Brasil chega a 22.666 mortes causadas por Covid-19 . Trata-se do maior número de mortes registradas hoje (24) em qualquer lugar do mundo. O número de infectados pela doença vai a 363.211, com 15.813 novos casos.

LEIA MAIS: EUA anunciam proibição de entrada de viajantes vindos do Brasil

O Ministério da Saúde afirma que 149.911 pacientes já se recuperaram da Covid-19, enquanto outros 190.634 estão sendo acompanhados.

São Paulo é o estado mais afetado, com 6,1 mil mortes por Covid-19 e 82 mil casos confirmados da doença. O Rio de Janeiro é o segundo estado com mais casos, com 3,9 mil mortes e 37,9 mil confirmados. Por fim, o Ceará é o terceiro estado mais afetado, com 2,3 mil mortes e 35,5 mil casos de Covid-19.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana