conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Mato Grosso

Em 6 meses, Estado economiza mais de 1 milhão de litros de combustível

Publicado

Um levantamento da Secretaria de Estado de Gestão aponta que houve redução no consumo de 1.024.488 litros de combustível no Estado, em uma comparação entre o primeiro semestre de 2017 e 2018. A diminuição de 12% no consumo é resultado do Gerenciamento Matricial de Despesas (GMD) implantado pela Coordenadoria de Serviços da Superintendência de Patrimônio e Serviços da Seges.

Contabilizando o consumo total durante o período comparado, o número de litros caiu de cerca de 8,5 milhões para 7,5 milhões. A medição foi realizada em litros com o objetivo de checar a real economia no consumo de etanol, gasolina comum, e diesel no período, sem aferir a variação de preços por litro e a inflação.
 
O GMD é uma técnica utilizada para alcançar economia e racionalização dos gastos públicos, por meio de padronizações e procedimentos, e aperfeiçoamento de gestão. Entre as principais ações que melhoraram a eficiência do controle de consumo estão a centralização do cadastro de veículos e condutores no sistema de abastecimento, a aplicação de parâmetros de desempenho e consumo por tipo de veículo.

Conforme o gestor da pasta, Ruy da Fonseca, o trabalho realizado pela equipe da Seges trouxe o controle eficaz de todo o abastecimento de 42 órgãos estaduais, incluindo autarquias e empresas públicas. Ele ressalta ainda que a mudança no processo de licitação melhorou a política de preços praticada ao Estado.

“Antigamente era feito um processo de licitação de combustível com duas empresas participando, já com a instituição do pregão eletrônico, sete empresas passaram a disputar os processos. Quando mudamos não apenas para o pregão eletrônico, como também a forma de gestão, onde se desenha, o tipo de sistema e o controle tivemos um ganho enorme. E isso só foi possível com a gestão voltada para o interesse da administração pública”, explica.

Gerenciamento Matricial de Despesas

Como órgão central, a Seges promoveu a centralização do cadastro de veículos e condutores no sistema de abastecimento. Com a medida, o cadastro de frota e condutor no sistema passou a ser feito exclusivamente pela Seges. Com a revisão dos cadastros e maior controle, a quantidade de veículos cadastrados no sistema reduziu cerca de 40%, passando de 7.200 para em torno de 4.300 veículo ativos atualmente.

Houve também a aplicação de bloqueio no sistema de abastecimento em caso de preço acima do mercado, aplicando o preço de bomba da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Analisando relatórios antigos, foram identificados valores altos por litro de combustível, e até então, o Estado não tinha mecanismo para impedir irregularidades.

A Seges aplicou ainda parâmetros de desempenho por tipo de veículo, que também bloqueia o abastecimento quando o veículo fizer uma média de desempenho muito abaixo do que o indicado pelo fabricante, alertando o gestor para efetuar a verificação do motivo pelo qual o veículo está com desempenho muito abaixo do normal.

Também visando reduzir os gastos, a Gestão encaminha aos setoriais uma relação de postos com melhores práticas de preços de combustíveis. A relação é atualizada quinzenalmente aos gestores de transporte das secretarias, a fim de informar e orientar seus condutores a abastecerem os veículos nos estabelecimentos com melhores práticas de preços.

Comentários Facebook

Cidades

Com ferro em brasa: Jovem marca nas costas nº 22 do partido de Bolsonaro

Publicado

Um jovem morador de Mirassol D’Oeste (204 km de Tangará da Serra) marcou com ferro em brasa o número 22 nas costas para “homenagear” o PL, partido do presidente Jair Bolsonaro.

A atitude do jovem dividiu opiniões nas redes sociais e gerou várias críticas e piadas. Internautas de posicionamento político contra a gestão do atual presidente não economizaram em usar a palavra “gado” e outros sinônimos para reagir na foto do jovem.

Uma delas soltou “o gado já tá marcado”; outro usou “esse não some no meio da boiada”. Na lista de compartilhamentos da imagem há pessoas que moram no mesmo assentamento do jovem, o Roseli Nunes. A maioria delas vão contra a atitude do morador.

Segundo a imprensa local, o adolescente se marcou após um desafio entre amigos. Ele estaria em um leilão, ajudando na marcação dos gados, quando foi desafiado.

Mídia News

Continue lendo

Cidades

Mato Grosso tem a 4ª gasolina mais barata do país

Publicado

Mato Grosso tem o 4° preço mais barato do litro da gasolina no país, com R$ 6,99. Os dados são da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgados nesta terça-feira, 21.

O estado ficou em 16° lugar no ranking comparativo de maiores valores registrados do preço do combustível.

O valor em Mato Grosso está abaixo do preço médio do litro da gasolina no país, que ficou em R$ 7,232 na última semana. Os dados são referentes aos dias 12 a 18 de junho.

O preço médio mais alto foi verificado na Bahia (R$ 8,037). O maior valor cobrado foi encontrado foi no Rio de Janeiro (R$ 8,990). Já o menor foi registrado em um posto de São Paulo (R$ 6,170).

Em Mato Grosso, o preço mínimo registrado foi R$ 6,30 o litro. Como foi feita entre os dias 12 e 18 de junho, a pesquisa da ANP ainda não reflete totalmente o último reajuste anunciado pela Petrobras nas suas refinarias.

G1/MT

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana