conecte-se conosco


Nacional

Em 2018, governo de MG aprovou obras da Vale que colocavam Brumadinho em risco

Publicado


Bombeiros trabalham na busca por vítimas da tragédia de Brumadinho (MG); por enquanto, foram confirmadas 157 mortes
Divulgação/Corpo de Bombeiros MG
Bombeiros trabalham na busca por vítimas da tragédia de Brumadinho (MG); por enquanto, foram confirmadas 157 mortes

O governo de Minas Gerais aprovou, pouco menos de um mês antes da tragédia provocada pelo rompimento da barregam da Vale em Brumadinho, ações da mineradora em um projeto de expansão das minas do Córrego do Feijão, onde ocorreu o desastre. A obras autorizadas colocavam a região em risco. 

Leia também: Inhotim reabriu neste sábado e prometeu ajudar na recuperação de Brumadinho

De acordo com uma reportagem da Globo News
, transmitida na manhã deste domingo (10), em dezembro do ano passado, a Vale obteve autorização do governo mineiro para fazer explosões e usar equipamento pesado nas minas de Brumadinho
. As obras previstas, no entanto, contrariavam algumas das recomendações de segurança de um relatório de julho.

No documento, elaborado pela consultora Tüv Süd a pedido da própria Vale
, ficou atestada a estabilidade da estrutura, mas com ressalvas: a estabilidade do alteamento estava no limite de segurança das normas brasileiras.

Leia também: Polícia Militar de Minas Gerais detém seis pessoas por estelionato, roubo e atrapalharem buscas em Brumadinho

Por conta disso, o estudo recomendava à Vale que tomasse providências para aumentar a segurança e evitar a liquefação, uma das possíveis causas do rompimento da barragem
. O documento ainda recomendava que não fossem feitas explosões nas redondezas da mina e que não fossem usados equipamentos pesados na estrutura – justamente o que foi, em dezembro, aprovado pela Secretaria do Meio Ambiente (Semad) de Minas Gerais.

Leia mais:  Casa Branca confirma encontro entre Trump e Bolsonaro para dia 19 de março

Embora a Vale não tenha revelado se tais obras haviam sido iniciadas, elas estavam permitidas pelo governo de Minas Gerais
, em dezembro, em detrimento de um laudo técnico assinado por uma consultora em julho. 

O rompimento da barragem de Brumadinho 
deixou, até agora, um total de 157 mortos e 182 desaparecidos
, passando a ser a maior tragédia humana já ocorrida no Brasil, com envolvimento de mineradoras. Atualmente, os bombeiros fazem buscas em cerca de 45 pontos da região atingida pela lama, com especial atenção para o ITM, os vestiários e o entorno do estacionamento, onde as equipes se concentram mais. 


* Com informações da Agência Brasil.

Fonte: IG Nacional
Comentários Facebook
publicidade

Nacional

Maduro e Trump confirmam contatos diretos entre Venezuela e Estados Unidos

Publicado

por

source
Nicolás Maduro e Donald Trump arrow-options
Reprodução/Twitter e Official White House Photo/Tia Dufour
Nicolás Maduro e Donald Trump confirmam contatos diretos entre Venezuela e Estados Unidos

Os presidentes da Venezuela, Nicolás Maduro, e dos EUA, Donald Trump, confirmaram, com algumas horas de diferença, que representantes dos dois países estão em contato direto,
porém sem dar detalhes sobre o que estaria sendo conversado.

Leia também: Maduro: “Ex-presidente da Colômbia contratou mercenários para me assassinar”

No começo da tarde, Trump afirmou a jornalistas na Casa Branca que “estava falando com vários representantes da Venezuela “, sem dar nomes, mas deixando claro que se tratam de
“funcionários de alto escalão”.

Mais tarde, durante um evento no estado de Vargas, Maduro disse que as conversas vêm acontecendo “há alguns meses”, com a sua autorização pessoal. Ele não disse se participou de
algum dos encontros, mas deixou claro que a aproximação recebeu sua autorização expressa.

Na segunda-feira (19), a agência de notícias Associated Press revelou a existência dos contatos diretos entre os dois lados. Segundo os relatos, o número dois do regime
chavista, Diosdado Cabello , participou das conversas, buscando garantias de que a liderança do governo não sofrerá represálias se cederem às demandas da comunidade internacional
e concordarem com um acordo eleitoral confiável.

Leia também: Maduro convoca protesto mundial contra bloqueio imposto pelos EUA

Segundo a Associated Press , Cabello teria recebido em julho um representante em contato direto com o alto escalão do governo americano para escutar suas propostas. Na estrutura
de poder venezuelana, o vice-presidente do governista Partido Socialista Unido da Venezuela (Psuv) é uma das figuras mais radicais e intransigentes, e vê sua influência crescer
conforme o poder de Maduro diminui. Washington , entretanto, o acusa de comandar um esquema de corrupção e tráfico de drogas, além de responsabilizá-lo por ameaças de morte
contra o senador americano Marco Rubio, um crítico ferrenho do regime venezuelano.

Leia mais:  Moro dirá em Davos que corrupção afeta lucro das empresas e não apenas governos

Ao comentar as revelações, Cabello não negou os encontros, mas disse que tratam-se de “fofocas”. “Se é segredo, por que veio à luz? O império acredita que eles nos dividirão com
fofocas”, respondeu Cabello a um jornalista da AP durante a coletiva de imprensa semanal do Psuv. “A coisa mais importante que a AP pode escrever sobre essas conversas é que
haverá eleições antes de 2020″, disse.

Leia também: Trump diz ter recebido carta ‘muito bonita’ de Kim Jong-un


Em seu programa “Con el mazo sando”, por sua vez, Cabello disse que manteria uma conversa com as autoridades americanas, mas que suas condições eram: autorização do presidente
Nicolás Maduro; falar em nome da Venezuela , não em seu nome; e que o encontro acontecesse em seu país.

Fonte: IG Nacional
Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Blogueira que comemorou morte de neto de Lula implora ajuda para indenização

Publicado

por

source
neto de Lula arrow-options
Reprodução/ Facebook
Blogueira comemorou a morte do neto de Lula em suas redes sociais


Alessandra Strutzel, blogueira que comemorou a morte do neto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, está pedindo ajuda nas redes sociais para pagar indenização à família do menino de 7 anos. 

Arthur Araújo Lula da Silva morreu no dia 1° de março. A blogueira compartilhou um link noticiando a morte do  neto de Lula com o comentário “uma notícia boa”. Até agora, no entanto, ela não recebeu nenhum centavo. Ela espera receber R$50 mil. 

Leia também: Família estuda processar hospital que vazou boletim médico do neto de Lula

“Preciso de ajuda em qualquer quantia pra me ajudar no processo que o ex presidente da República, Luis Inácio Lula da Silva, moveu contra minha pessoa por conta de um comentário isolado. Estou desesperada, tenho mãe acamada, me arrependi. Preciso levantar essa grana urgente”, escreveu ela no Facebook.


Ainda no texto da vaquinha, ela se contradiz quanto ao arrependimento sobre o comentário quando o neto de Lula faleceu ao falar em “vencer o PT”.  Ela diz que precisa provar que pode, junto com o apoio, vencer o Partido dos Trabalhadores. “Me ajudem por favor… Peço ajuda a todos meus fãs, aos membros do LDRV em especial e ilha da macacada”, implora.

Leia mais:  Garis iniciam greve por aumento no Rio de Janeiro

Fonte: IG Nacional
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana