conecte-se conosco


Esportes

El manco Héctor Castro, o jogador deficiente que foi herói da Copa de 1930

Publicado

Héctor Castro é uma lenda no Uruguai, mas seu nome deveria ser mais conhecido além das fronteiras. Estamos falando do jogador que fez o primeiro e o último gol da Celeste na primeira Copa do Mundo e que fez parte da seleção uruguaia campeã dos Jogos Olímpicos de 1928.

Entre muitos outros feitos, ele foi um dos maiores atacantes de seu tempo… e tudo isso superando uma deficiência física: Hector Castro não tinha uma mão. Ele perdeu o antebraço direito em um acidente com uma motosserra quando criança. E foi um dos maiores nomes da Copa de 30.

Mas ser deficiente físico não o impediu de ser um grande jogador de futebol, ídolo do Nacional de Montevidéu e do Estudiantes de La Plata. Com o apelido de “el manco” – e depois de “el divino manco” – ele provou que sua limitação não o impediria de ser artilheiro. Depois de títulos com o Uruguai, quando se aposentou fez história também como treinador no Campeonato Uruguaio, aplicando goleadas no Peñarol. 

Confira essa incrível história no vídeo de hoje.

Conheça o Última Divisão:


Youtube 
Facebook 
Twitter 
Instagram

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Leia mais:  Com Vinicius Júnior, Tite faz última convocação antes de lista da Copa América
publicidade

Esportes

Flamengo não libera Reinier para seleção e caso vai para o jurídico

Publicado

por

O Flamengo não liberou o meia-atacante Reinier para se apresentar à seleção brasileira Sub-17 nesta segunda-feira, na Granja Comary, conforme havia combinado com a CBF. O jogador foi convocado para disputar o Mundial da categoria que será realizado no Brasil. A diretoria do Rubro-Negro voltará ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para garantir a liberação de Reinier.

Leia também: Flamengo alcança feito similar a de 2009, ano do último título brasileiro

Bruno Henrique e Reinier arrow-options
Reprodução/Twitter/Brasileirão
Bruno Henrique e Reinier


O atacante do Flamengo segue com a delegação em Curitiba, no Paraná, onde o time venceu o Athletico Paranaense por 2 a 0, no domingo, pelo Brasileirão. Ele vai seguir viagem para o Ceará, onde o clube encara o Fortaleza na quarta-feira, às 20h, no Castelão. A assessoria de imprensa do clube informou que o departamento de futebol determinou que o garoto ficasse com o restante da equipe.

“O atleta Reinier permanece com a delegação por decisão do departamento de futebol. O caso está entregue ao departamento jurídico”, disse a assessoria.

Leia também: Flamengo vence o Athletico, quebra tabu de 45 anos e segue líder no Brasileiro

Reinier se apresentaria nesta segunda-feira para o Mundial Sub-17, sete dias depois do restante do grupo. Da mesma forma, Talles Magno, do Vasco, também deve estar à disposição do técnico Guilherme Dalla Déa. O Cruz-Maltino confirmou que nenhuma mudança em relação à liberação do jogador foi feita até o momento.

Leia mais:  Sogra de invasora da Champions League também invade outra final importante

Já o Flamengo, porém, acredita que a CBF deveria ter bom senso depois da lesão de Arrascaeta e deixar Reinier voltar novamente ao Rio para o jogo contra o Grêmio, dia 23. O jogador treinaria às vésperas da partida pela semifinal da Libertadores e no dia seguinte retornaria à seleção para a disputa do Mundial.

Na reta final da preparação, os clubes chegaram a acionar o STJD pelo direito de não cederem os jogadores para amistosos do Brasil.

CBF vai reivindicar ação da Fifa

Na próxima reunião do Conselho da Fifa, que será realizada em Xangai, na China, a CBF vai encaminhar duas reivindicações: um pedido para que os compromissos das seleções de base (Sub-17, Sub-20 e Sub-23) sejam incluídos no calendário da entidade máxima do futebol. Isso vai obrigar os clubes a liberarem seus jogadores nessa faixa etária quando forem convocados.

Atualmente, a regra vale para os compromissos em datas Fifa e competições oficiais das seleções principais. Na visão da CBF, a liberação obrigatória seria para os jogadores que tiverem contrato profissional, independentemente da idade.

Leia também: Carol Portaluppi chora e revela agressão de torcedores do Flamengo


– Brasil é mais prejudicado nas categorias de base pela liberação de jogadores porque exporta muito cedo. Se não liberar jogadores para uma competição Mundial como uma Copa do Mundo… – disse.

Leia mais:  Brasileiros com mais vitórias na Libertadores: Flamengo ultrapassa o Corinthians

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

É CAMPEÃO! Brasil vence o Japão e fatura o tri da Copa do Mundo de vôlei

Publicado

por

Brasil venceu o Japão e conquistou o tricampeonato da Copa do Mundo de vôlei arrow-options
CBV/ Divulgação
Brasil venceu o Japão e conquistou o tricampeonato da Copa do Mundo de vôlei

O Brasil é campeão da Copa do Mundo de vôlei masculino de forma irretocável. Na manhã desta segunda-feira, a 10ª vitória em 10 jogos foi conquistada na cidade de Hiroshima, no Japão, diante dos donos da casa, por 3 sets a 1, parciais de 25-17, 24-26, 25-14 e 27-25.

Leia também: Magoado, Bernardinho descarta fazer as pazes com Zé Roberto: “Tudo tem limite”

O resultado garantiu o caneco com uma rodada de antecipação para o time de Renan Dal Zotto. Foram apenas cinco sets perdidos pelo Brasil na competição por pontos corridos, disputada de quatro em quatro anos.

Na próxima madrugada, às 3h (de Brasília), a seleção entrará em quadra para a despedida, diante da Itália.

É o terceiro título do Brasil na Copa do Mundo, campeão também em 2003 e 2007. O resultado encerra de forma muito animadora uma temporada longa e cansativa, com olhos já voltados para a Olimpíada do próximo ano.

Brasil venceu o Japão na Copa do Mundo de vôlei arrow-options
FIVB/Divulgação
Brasil venceu o Japão na Copa do Mundo de vôlei

Empurrado pela fanática torcida, o Japão não foi uma presa fácil. O time da casa entrou em quadra ainda com chances de conquistar uma medalha na Copa do Mundo, tentando se colocar no pódio de uma competição deste nível pela primeira vez em décadas. Mas precisava vencer de qualquer forma para manter as chances de ultrapassar os Estados Unidos.

Leia mais:  Ouro em 2003, Meligeni vai torcer por sobrinha no Pan: “Sensação muito louca”

Leia também: Jogadora da Superliga se aposenta por problema cardíaco: “Hoje um sonho se vai”

Além da tradicional e conhecida arma do volume do jogo, a seleção japonesa teve grande ajuda do saque para equilibrar as ações em parte do confronto. A linha de passe brasileira teve dificuldades em alguns momentos, a ponto de Renan ter trocado Leal, até então maior pontuador do jogo, por Maurício Borges, na metade do segundo set. 

passe do Brasil, inclusive, não teve uma atuação segura durante todo o confronto, com Thales oscilando mais do que o normal.

Brasil venceu o Japão na Copa do Mundo de vôlei arrow-options
FIVB/Divulgação
Brasil venceu o Japão na Copa do Mundo de vôlei

Depois de perder o segundo set, a seleção brasileira demonstrou reação imediata, começando o terceiro com 5 a 0, com uma incrível sequência de aces de Lucarelli. Um enorme alívio também para o psicológico do time.

Um fundamento importante para a construção do triunfo da seleção foi o bloqueio. Flávio começou como titular no lugar de Maurício Souza, por ser mais rápido, uma característica do ataque japonês. Foram 11 pontos brasileiros no block.

Leia também: Jaqueline desmaia ao vivo durante entrevista em jogo da Superliga; veja o vídeo


No ataque, mais uma vez brilhou a estrela de Leal. O ponta do Brasil foi o maior pontuador com 24 acertos, sendo 19 deles no fundamento. Ele teve ajuda importante ainda do oposto Alan, autor de 16, e caminha a passos largos para ser eleito o MVP da Copa do Mundo.

Leia mais:  Brasileiros com mais vitórias na Libertadores: Flamengo ultrapassa o Corinthians

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana