conecte-se conosco


Polícia

Duplas armadas roubam celulares e bolsa no Mané Garrincha e Tangará II

Publicado

Dois roubos foram registrados pelas polícias Civil e Militar na noite desta sexta-feira, em Tangará da Serra. Os casos ocorreram nos bairros Mané Garrincha e Jardim Tangará II, foram praticados contra mulheres e envolveram criminosos armados com revólveres.

No primeiro caso, por volta das 22hs, duas mulheres tiveram seus celulares roubados por dois homens que tripulavam uma caminhonete F-4000 roubada, sendo um deles portando arma de fogo. As vítimas estavam na calçada, nas proximidades da escola do bairro, quando foram abordadas. Um dos criminosos as rendeu e as obrigou a entregarem seus celulares.

Detenção foi realizada pela PM na noite de ontem

Na fuga, os bandidos foram seguidos de moto pelas vítimas, que acionaram a Polícia Militar. Durante a busca, a guarnição conseguiu realizar a detenção de um dos ladrões, que conduzia a caminhonete. Identificado como Renan Washington Cardoso, de 26 anos, o infrator detido informou aos policias que o comparsa descera do veículo minutos antes, na Vila Esmeralda, tomando rumo ignorado.

Assaltante foi detido e apresentado na Delegacia local, de onde seguiu para o CDP

Renan recebeu voz de prisão e foi apresentado na Delegacia de Polícia, de onde deverá seguir ainda hoje para o Centro de Detenção Provisória (CDP), onde ficará à disposição da Justiça.

A caminhonete F-4000 que havia sido roubada pela dupla de assaltantes, foi devolvida ao proprietário ainda na noite de ontem.

De moto

Outra ocorrência de roubo aconteceu no mesmo horário da ocorrência anterior, por volta das 10hs. Uma mulher acabara de sair do trabalho e caminhava na Avenida Ismael José do Nascimento quando foi abordada por uma dupla tripulando uma moto de cor preta.

O carona ameaçou a vítima com um revólver, obrigando-a a entregar a bolsa. Os criminosos fugiram em direção à avenida Lions Internacional. A própria vítima registrou a ocorrência na Delegacia de Polícia local.

Comentários Facebook

Polícia

Mato Grosso registra queda nos índices de criminalidade no período de isolamento social

Publicado

por

Assessoria/SESP-MT

Com o isolamento social, medida imposta para controlar a disseminação do coronavírus em Mato Grosso, as ocorrências policiais reduziram no estado, conforme análise do Observatório de Violência, da Adjunta de Inteligência da Secretaria de Estado de Segurança Pública. O período analisado é de 10 a 29 de março, com base nos boletins de ocorrência registrados pela Polícia Militar e Polícia Civil no Sistema de Registro de Ocorrências Policiais (SROP). Por ser dados preliminares, estão passíveis de alterações após a consolidação pelo Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública (Sinesp).

Comparado com o mesmo período do ano passado, os crimes de latrocínio (roubo seguido de morte) caíram 85,7%. Foi registrado um caso este ano contra 7 no ano passado. Da mesma forma, os registros de roubos caíram em 30,7%, furto 40,4%, lesão corporal 34,4%, tráfico de drogas 36,3% e 4,3% nos casos de homicídios dolosos (com intenção de matar). No caso dos assassinatos, foram considerados números absolutos de vítimas. Foram 44 mortes em 2020 no período de 10 a 29 de março, enquanto foram 46 no ano passado.

Outro estudo do Observatório da Violência, mas no período de 10 de março a 24 de março, aponta que os casos de violência contra a mulher caíram 35% em Mato Grosso. Os dados levam em conta a comparação deste ano (1.402 casos) com o mesmo período do ano passado (2.170).

Nestes números, levantados pela Superintendência do Observatório de Violência da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), estão incluídas as 23 principais naturezas criminais praticadas contra mulheres, como ameaça, homicídio doloso e assédio sexual, por exemplo.

A Secretaria de Estado de Segurança Pública destaca que as razões para a redução não significam necessariamente que o crime contra a mulher caiu, mas pode ser caso de subnotificações dos casos. Dentre os motivos pode ser que o agressor está em casa inibindo a vítima, ou caiu porque os bares estão fechados, já que o álcool é um potencializador da violência doméstica.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Polícia Civil prende homem investigado por diversos crimes sexuais

Publicado

por

Assessoria/Polícia Civil-MT

Um homem procurado pela Justiça por praticar uma série de crimes sexuais contra mulheres e menores de idade, conhecido como “Maníaco do telefone”, foi preso pela Polícia Civil em ação da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança e Idoso de Várzea Grande. A prisão ocorreu na última segunda-feira (23.03).

Contra o suspeito de 37 anos, natural da cidade de Rio Branco (Acre), havia mandado de prisão decretado pela 2ª Vara Criminal da Comarca de Cuiabá. Vários inquéritos foram instaurados contra o investigado, nas delegacias especializadas de Cuiabá e de Várzea Grande, alguns deles já conclusos e encaminhados ao Poder Judiciário.

O homem foi indiciado por estupro comum, estupro de vulnerável por contemplação, e também pelo crime do artigo 241 do Estatuto da Criança e Adolescente (ECA) – adquirir, possuir ou armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornografia envolvendo criança ou adolescente.

Conforme a delegada da Defesa da Mulher, Criança e Idoso de Várzea Grande, Mariel Antonini Dias, o homem vinha cometendo os crimes em todo Brasil, sendo que em menos de trinta dias de monitoramento foram identificadas doze vítimas em situações diferentes.

Os crimes ocorriam pelo telefone, por meio de chamadas de vídeos, ocasiões em que as vítimas, sob grave ameaça, eram obrigadas a praticar os atos para satisfazer a lascívia do maníaco. Conforme apuração, a conduta criminosa causava temor e desespero nas pessoas abordadas pelo homem.

Para prendê-lo, policiais da Defesa da Mulher, Criança e Idoso de Várzea Grande, contaram com o apoio da Diretoria de Inteligência da Polícia Civil.

O homem foi encaminhado a uma unidade do Sistema Penitenciário, em Cuiabá.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana