conecte-se conosco

  • banner_Lorenzetti_1250x250

Política MT

Dr. Gimenez defende equiparação do piso salarial dos nutricionistas de Mato Grosso

Publicado


Foto: Luciana Souza

Profissionais necessários em diferentes áreas de atendimento à população e que merecem ter um salário digno garantido em lei. Na busca por essa segurança à categoria dos nutricionistas de Mato Grosso, o deputado Dr. Gimenez (PV) apresentou o projeto de lei nº 188/22. A proposição foi apresentada na sessão desta quarta-feira (23) e prevê a equiparação do piso mínimo salarial da classe. 

Hoje, os nutricionistas, segundo tabela do Sindicato dos Nutricionistas de Mato Grosso (Sinut/MT/), tem um piso de R$2.600,00. Com a correção prevista no projeto, a categoria passaria a contar com um piso de R$ 4.378,00, para uma jornada de trabalho de 40 horas, e R $3.684,00, para 30 horas.  

Dr. Gimenez recebeu a categoria no início de fevereiro, quando teve acesso aos valores. O parlamentar, na ocasião, se comprometeu a buscar uma solução para que a dignidade dos profissionais seja mantida.  

“É uma correção justa. Em outros estados, como o Rio de Janeiro, isso já é uma realidade, e precisamos fazer valer os direitos desses importantes profissionais no nosso estado também”, argumenta.

O deputado ainda acrescenta que, essa relevância da presença do nutricionista na vida da população combate várias problemáticas, como a obesidade. Atualmente, de acordo com dados de 2015 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 60% da nossa população está acima do peso.  Nisso, 82 milhões de brasileiros estão com massa corporal (IMC) acima de 25 –  o que significa obesidade ou sobrepeso. Esse quadro inclui adultos e crianças.  

“Quando pensamos em nutricionista, é automático, na maioria das vezes, que fazemos a ligação à dieta, ao corpo malhado. Isso é até cultural. Mas eles estão ligados a inúmeras funcionalidades. São eles os responsáveis pela nossa segurança alimentar, que combate esse triste quadro da obesidade”, reitera. 

Fonte: ALMT

Comentários Facebook

Política

Para quem ignora vacina, Governador avisa. “Uma hora pode dar m…”

Publicado

O governador Mauro Mendes (União Brasil) criticou parte da população que não completou o esquema vacinal contra a Covid-19. Para ele, a insistência negacionista pode “dar merda” para as pessoas, levando-as à internação e até mesmo à morte.

Segundo levantamento feito pela Secretária de Estado de Saúde e divulgado na terça-feira (28), dos 101 pacientes que estão internados pela Covid-19, em UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) de Mato Grosso, 91% não completaram o esquema de vacinação.

“Essas pessoas fizeram a opção de correr risco. Se você corre o risco, uma hora dá merda. E deu merda para essas pessoas, e pode dar a todas aquelas que continuarem insistindo nessa bobagem de não querer tomar vacina”, disse o governador à imprensa.

CÍNTIA BORGES E VITÓRIA GOMES
Mídia News

Continue lendo

Cidades

Com ferro em brasa: Jovem marca nas costas nº 22 do partido de Bolsonaro

Publicado

Um jovem morador de Mirassol D’Oeste (204 km de Tangará da Serra) marcou com ferro em brasa o número 22 nas costas para “homenagear” o PL, partido do presidente Jair Bolsonaro.

A atitude do jovem dividiu opiniões nas redes sociais e gerou várias críticas e piadas. Internautas de posicionamento político contra a gestão do atual presidente não economizaram em usar a palavra “gado” e outros sinônimos para reagir na foto do jovem.

Uma delas soltou “o gado já tá marcado”; outro usou “esse não some no meio da boiada”. Na lista de compartilhamentos da imagem há pessoas que moram no mesmo assentamento do jovem, o Roseli Nunes. A maioria delas vão contra a atitude do morador.

Segundo a imprensa local, o adolescente se marcou após um desafio entre amigos. Ele estaria em um leilão, ajudando na marcação dos gados, quando foi desafiado.

Mídia News

Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana