conecte-se conosco


Política Nacional

Doria discute o novo PSDB com Fernando Henrique Cardoso

Publicado

IstoÉ

dois homens sorrindo arrow-options
Reprodução

Dupla se encontrou no apartamento de FHC

Neste domingo 8, o governador de São Paulo, João Doria, e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, se reuniram em São Paulo para discutir os rumos do novo PSDB e o futuro da política e da economia brasileira. O encontro aconteceu no apartamento de FHC no Pacaembu.

Doria aclamado

No sábado, 7, o PSDB realizou seu Congresso Nacional, em Brasília, sob o comando do ex-deputado Bruno Araújo, aliado do governador de Sao Paulo, João Doria, que saiu aclamado como candidato a presidente da República pelo partido.

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, apoia o projeto do partido em torno de uma candidatura única, de centro. Hoje, o candidato de consenso é Doria.

Comentários Facebook

Política Nacional

Deltan Dallagnol vai deixar liderança da Lava Jato

Publicado

por


source
Deltan Dallagnol
Fernando Frazão / Agência Brasil

Procurador da força-tarefa da Lava Jato, Deltan Dallagnol vai deixar operação

procurador da República Deltan Dallagnol vai deixar o comando da Lava Jato nos próximos dias. A justificativa é um problema de saúde de sua filha. As informações são da CNN Brasil.

Dallagnol estava em uma disputa na justiça com o intuito de impedir que o Conselho Nacional do Ministério Público desse entrada em um processo administrativo contra ele. A ação poderia afastar o procurador da força-tarefa.

Até a próxima semana, o procurador-geral da República, Augusto Aras, deve decidir se a equipe de Curitiba deve ser renovada.

A Advocacia-Geral da União provocou o Supremo Tribunal Federal para que o CNMP retome a análise de duas ações que pedem o afastamento de Deltan Dallagnol

O ministro Celso de Mello que havia suspendido os pedidos contra o procurador da república está de licença médica. A responsabilidade agora fica nas mãos do ministro Gilmar Mendes. 

Comentários Facebook
Continue lendo

Política Nacional

Três partidos confirmam candidatos à Prefeitura de São Paulo

Publicado

por


source
sp
Guilherme Cunha/SMTUR

Sede da Prefeitura de São Paulo


A última segunda-feira (31) foi marcada pelo início das convenções partidárias que irão oficializar os candidatos dos partidos que vão disputar à Prefeitura de São Paulo. No primeiro dia, três partidos definiram os seus representantes no pleitos, são eles: Joice Hasselmann (PSL), Adrea Matarazzo (PSD) e Levy Fidelix (PRTB). 


O PSL anunciou a convenção um dia antes da sua realização ee foi o primeiro partido a realizar a reunião, que foi virtual. Hasselmann recebeu a indicação do partido desferindo críticas até mesmo ao seu aliado político, o governador de São Paulo João Doria (PSDB). “João Doria não foi prefeito. Ele só deu uma passadinha. Foi mais marqueteiro do que prefeito e deixou uma nulidade que é o Bruno Covas”, disse.

Após oficialização da sua candidatura, Hasselman concedeu entrevista coletiva em que atacou Eduardo e Flávio Bolsonaro dizendo explicitamente que são corruptos, por conta do caso da rachadinha. E disse ainda que a o retorno de Jair Bolsonaro ao PSL seria como um pedido de desculpas. 

“Por que o presidente Bolsonaro quer voltar ao PSL? Qual a intenção? É para construir ou para destruir? É para fazer uma intervenção inquisidora? Se for para isso, que fique onde está. Se ele vier para construir, que peça desculpas públicas a quem ele tentou destruir. Não adianta pedir desculpa no privado”.

A convenção do PSD não teve ataques tão frontais, mas, o ex-ministro da Comuicação Social Andrea Matarazzo disse que, se eleito, não deixará o cargo no meio do mandato, como fez João Dória pouco mais de um ano após ser eleito. O presidente do PSD, o ex-prefeito Gilberto Kassab, falou por duas vezes na convenção transmitida virtualmente. Kassab está afastado da Secretaria Esadual da Casa Civil acusado de receber propinas da J&F. Matarazzo disse que a figura de Kassab associada a sua campanha não deve prejudicar. 

Matarazzo é o único candidato que já anunciou a companheira de chapa, a deputada estadual Marta Costa (PSD), vereadora por três mandatos com eleitorado fiel oriundo da Assembleia de Deus.

A convenção do PRTB anunciou o presidente do partido, Levy Fidelix, como candidato, que deve se apoiar principalmente na imagem do vice-presidente Hamilton Mourão, também do PRTB. No entanto, Mourão não compareceu à convenção do partido.



Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana