conecte-se conosco


Mundo Pet

Dona de cachorro que morreu após comer brownie faz alerta nas redes sociais

Publicado

Todo mundo que tem cachorro sabe: esses animais adoram comer algo diferente da ração específica para eles. Por muitas vezes os donos acabam cedendo ao apelo emocional e dão um pouco de biscoito, batata frita, carne e até chocolate. Sabendo disso, Kate Chacksfield fez um apelo nas redes sociais após um brownie causar a morte de sua companheira Ruby. 


Leia também: Conheça o jacaré que gosta de dar abraços em seu dono


Ruby e a dona Kate Chacksfield
Reprodução Facebook
Ruby e a dona Kate Chacksfield

A cadela, da raça Hungarian Vizsla, estava acostumada a comer coisas diferentes da ração. Tanto que quando ela adoeceu, a dona não associou aos brownies que Ruby encontrou na cozinha e acabou comendo sem que ninguém visse. Só mais tarde Kate descobriria que um ingrediente que utilizou na receita do bolinho – o xilitol, um adoçante natural altemente tóxico para cachorros
– havia sido o responsável pela fatalidade. 

“Ruby pareceia bem após comer o brownie, mas alguns dias depois ela começou a ficar muito doente, então a levei no veterinário. Ela foi liberada para voltar para casa depois de uma avaliação. Mas, logo depois ela entrou em colapso e voltamos correndo para o veterinário, foi quando começaram a tratá-la para veneno de rato. Pensamos que ela poderia ter comido enquanto passeava pela rua, mas em nenhum momento pensei em mencionar o brownie aos médicos”, contou Kate ao site de notícias britânico The Mirror ao relembrar do momento em que sua companheira adoeceu. 

Leia mais:  Pessoas se hospedaram em casas com animais fofos e a viagem delas melhorou muito

Leia também: Cadela prenha ganha book de grávida; confira as fotos


Ruby ficou muito doente após comer um brownie que tinha xilitol
Reprodução Facebook
Ruby ficou muito doente após comer um brownie que tinha xilitol

Com todos os tratamentos realizados – incluindo transfusões de sangue – e a internação, a tentativa de salvar a vida da cadela custou 10.000 euros, aproximadamente 42.300 reais. Porém, infelizmente, nada foi suficiente e, após a constatação de que o organismo de Ruby não conseguiria se recuperar, os donos acabaram optando pela eutanásia para dar um fim no sofrimento do bichinho. 

“A gente estava com ela desde que ela era filhote e eu estou completamente perdida sem a Ruby. Eu não fazia ideia de que o xilitol era tão prejudicial aos cães, fiquei de coração partido quando me contaram. Sabia que era muito tarde para tentar salvar a minha companheira”, relatou Kate. 

Leia também: Gato invade casa e acaba sendo adotado pelo morador

A britância que mora em Londres, no bairro de Ealing também fez uma apelação em sua conta do Facebook: “depois de pesquisar descobri que o xilitol está presente em diversos produtos, então cuidado na hora de deixar o cachorro
lamber o que sobrou de um enlatado. Cuidado. E avisem todos os tutores que conhecem, por favor”. O adoçante natural é derivado de frutas e vegetais e tem sido cada vez mais usado, estando presente em algumas marcas de ketchup e molhos, chicletes, barras de proteínas e até em pastas de dente. 

Fonte: Canal do Pet
Comentários Facebook
publicidade

Mundo Pet

Como adestrar gato para usar o vaso sanitário

Publicado

por

Existem diversos vídeos virais na internet em que gatos não usam mais a caixa de areia para aliviar suas necessidades – nesses vídeos, muitos tutores optaram por adestrar gato para que ele utilize o vaso sanitário para fazer suas necessidades. Porém, como são animais que não funcionam como cachorros, ensiná-los um truque pode ser um pouco demorado e difícil.


Leia também: Como identificar dor em gatos? Conheça os sinais mais comuns


gato usando vaso sanitário
shutterstock
Algumas dessas dicas podem te ajudar na hora de adestrar gato para que ele utilize o vaso sanitário


Além de ser ainda mais higiênico do que a caixa de areia, o vaso sanitário não requer a limpeza diária e reposição de areia. Alguns dos donos conseguiram adestrar gato
até na hora de apertar a descarga. Para ajudar no momento de tentar ensinar o bichano a usar a privada, confira as dicas abaixo:

  1.  O primeiro passa é alterar o lugar onde a caixa de areia fica. Como os gatos apenas fazem suas necessidades dentro da caixa instintivamente, ele irá procurar o novo local onde ela está. Esse lugar será o banheiro, preferencialmente perto do vaso sanitário.
  2. Mude a altura da caixa de areia: para que o animal se acostume com o tamanho do vaso sanitário, é indicado que a cada semana, o tutor coloque apoios embaixo da caixa para que ela fique mais alta. Podem ser livros no começo, e depois até um banquinho para deixar a caixinha e o vaso do mesmo tamanho.
  3. Coloque a caixa de areia em cima da tampa do vaso sanitário: Esse passo vai fazer com que o gato perceba que a privada é um lugar onde ele pode ficar em cima. Ele vai se acostumar a fazer as necessidades naquele espaço, e quando for o momento de retirar a caixa, vai ser mais fácil.
  4. Utilizar um recipiente menor ou próprio para que o animal faça xixi e cocô em um espaço pequeno: pode ser uma vasilha antiga do tamanho da abertura do vaso, ou um “gatoalete”, acessório vendido especialmente para esse tipo de adestramento. Basta coloca-lo na posição e adicionar um pouco de areia.
  5. Depois de algumas semanas nesse processo, retire o adaptador do vaso e monitore o felino para ver se ele vai direto ao local para aliviar as necessidades. Se sim, dê descarga e recompense o animal com sachê ou algum petisco que ele goste, para que ele perceba que aquilo é algo certo que ele pode fazer.
Leia mais:  Pessoas se hospedaram em casas com animais fofos e a viagem delas melhorou muito

Leia também: Saiba para que serve, como e quando usar malte para gatos

Cada bichano tem sua própria personalidade, então não é garantido que todos aprendam ou que o processo seja rápido. Se o seu animal de estimação se adaptar com mudanças facilmente, é provável que adestrar gato
seja mais simples do que seria com um felino teimoso.

Fonte: Canal do Pet
Comentários Facebook
Continue lendo

Mundo Pet

Homem se arrisca e entra em córrego com muita correnteza para salvar cadela

Publicado

por

Um vídeo que está circulando nas mídias sociais chama a atenção: um homem se arrisca na forte correnteza de um rio para salvar uma cadela que estava se afogando. A situação aconteceu em Lins, interior de São Paulo, no último sábado (13) quando uma forte chuva atingiu a região. 


Leia também: Cachorro deficiente ganha prótese para brincar na neve

O homem é Raphael Germano, um educador físico de 31 anos. Quando ele percebeu que a cadela
estava se afogando no córrego Barbosinha, ele não pensou duas vezes e arriscou sua vida para resgatá-la. 

As imagens feitas por uma pessoa que passava pelo local, mostram Raphael quase sendo levado pela correnteza, mas ele consegue lutar e ir para a margem junto com a cachorrinha. O estudante Murilo também ajudou no resgate. Assista o vídeo. 

Leia também: Animal exótico surpreende clientes de pet shop ao passear pela loja; veja vídeo

Todas as informações foram publicadas na página do Facebook J Serafim Show, que compartilha notícias da região de Lins. 

A cadela
foi atendida por um veterinário, passa bem e já foi devolvida para sua dona. O final feliz é graças a atitude de Raphael que está sendo muito parabenizado na mídia social. 

Fonte: Canal do Pet
Comentários Facebook
Leia mais:  Gato de rua é adotado pela OAB do Amapá e ganha até crachá
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana