conecte-se conosco


Cidades

Mato Grosso registra 1.464 casos e 40 óbitos por Covid-19

Publicado

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste domingo (24), 1.464 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 40 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado. As últimas três mortes envolveram dois residentes de Cuiabá e um de Cotriguaçu.

Os casos confirmados estão em Cuiabá (489), Várzea Grande (124), Rondonópolis (112), Primavera do Leste (71), Tangará da Serra (69), Barra do Garças (65), Lucas do Rio Verde (46), Sorriso (37), Confresa (35), Sinop (34), Rosário Oeste (34), Jaciara (25), Peixoto de Azevedo (21), Cáceres (19), Nova Mutum (18), Pontes e Lacerda (17), Alta Floresta (16), Querência (15),  Mirassol D’Oeste (10), Tapurah (9), Chapada dos Guimarães (9), Campo Verde (9), Vila Rica (7), Jangada (7), Campo Novo do Parecis (7), Aripuanã (7), Alto Araguaia (7), São Pedro da Cipa (6), São José dos Quatro Marcos (6), Sapezal (5), Pontal do Araguaia (5), Nova Ubiratã (5), Juína (5), Ribeirão Cascalheira (4), Matupá (4), Guarantã do Norte (4), Curvelândia (4), Acorizal (4), Rio Branco (3), Poconé (3), Nova Lacerda (3), Nossa Senhora do Livramento (3), Ipiranga do Norte (3), Conquista  D’Oeste (3), Água Boa (3), Vila Bela da Santíssima Trindade (2), Vale de São Domingos (2), Santo Antônio de Leverger (2), Rondolândia (2), Poxoréo (2), Pedra Preta (2), Juscimeira (2), Jauru (2), Dom Aquino (2), Cotriguaçu (2), Colíder (2), Canarana (2), Bom Jesus do Araguaia (2), União do Sul (1), Terra Nova do Norte (1), São José do Xingu (1), São José do Povo (1), São Felix do Araguaia (1), Santa Rita do Trivelato (1), Porto Alegre do Norte (1), Ponte Branca (1), Novo Mundo (1), Nova Xavantina (1), Nova Olímpia (1), Nova Monte Verde (1), Nobres (1), Marcelândia (1), Luciara (1), Lambari D’Oeste (1), Juara (1), Campos de Júlio (1), Alto Paraguai (1), Alto Garças (1), Alto Boa Vista (1), e residentes de outros Estados (28).

Nas últimas 24 horas, surgiram 101 novas confirmações em Acorizal (1), Alta Floresta (3), Barra do Garças (3), Campo Verde (1), Chapada dos Guimarães (2), Cuiabá (64), Primavera do Leste (8), Rondonópolis (5), Rosário Oeste (1), Sorriso (3), Tangará da Serra (6) e Várzea Grande (4).

Dos 1.464 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 844 estão em isolamento domiciliar e 460 estão recuperados. Há ainda 120 pacientes hospitalizados, sendo 58 em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 62 em enfermaria.

No boletim, a SES também divulga que a rede do Sistema Único de Saúde (SUS) dispõe, atualmente, de 265 leitos de UTI e 874 leitos de enfermaria especificamente para pacientes com coronavírus no Estado.

Considerando o número total de casos em Mato Grosso, 50,3% dos diagnosticados são do sexo feminino e 49,7% masculino; além disso, 427 pacientes têm faixa-etária entre 31 a 40 anos. O documento ainda aponta que um total de 5.068 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 195 amostras em análise laboratorial.

Os pacientes são devidamente acompanhados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica do Estado e dos municípios. Mais informações estão detalhadas na Nota Informativa divulgada diariamente pela SES disponível neste link, a partir das 17h.

Cenário nacional

Até o último sábado (23), o Governo Federal confirmou 347.398 casos da Covid-19 no Brasil e 22.013 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, divulgado pelo Ministério da Saúde, o país contabilizava 21.048 mortes e 330.890 casos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus. Até o fechamento deste material, não foram atualizados os números deste domingo (24).

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook

Cidades

Com a crise, 40% dos bares e restaurantes fecham as portas em MT

Publicado

A crise causada pela pandemia do coronavírus causou impactos na economia. No Brasil,  analistas fazem projeções de grave recessão, jamais vista nos últimos 120 anos. Em meio ao cenário de incertezas, alguns segmentos foram diretamente afetados.

Os setores de festas, eventos, bares e restaurantes figuram entre os mais prejudicados. No Distrito Federal, cerca de 3 mil estabelecimentos fecharam permanentemente até o mês de junho. No Maranhão, cerca de 30% dos empreendimentos não retornarão às suas atividades após o fim da pandemia. Em Mato Grosso, a situação é preocupante.

De acordo com dados da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), cerca de 40% das empresas foram fechadas no estado com a pandemia. Dos 20 mil estabelecimentos do estado, 8 mil encerraram as atividades. A estimativa é que os que sobrevivem à crise já demitiram ou demitirão pelo menos um de seus funcionários, o que deve resultar em cerca de 10 mil desempregados.

Em Tangará da Serra, diversos estabelecimentos não resistiram à crise. No município, um dos primeiros a fechar as portas foi a lanchonete O Cupim, que encerrou as atividades no início da pandemia. Em maio, a choperia Stein Bier, fechou as portas, após 10 anos de trabalho. Mais recente, a Space Pizzaria, deixou o prédio no Centro da cidade, e na tentativa de sobreviver ao período, o proprietário optou em atender em casa, na modalidade delivery. Na Avenida Brasil, diversos prédios encontram-se com placa de ‘aluga-se’.

Representações do setor, como a Abrasel, reclamam que o segmento não consegue amplo acesso a financiamentos oferecidos pelos governos e instituições financeiras. Grande parte das ajudas anunciadas até agora são mais fortemente direcionadas ao grande empresariado brasileiro, o que representa mais entraves para o pequeno, aquele que precisa pegar valores como R$ 10 mil ou R$ 20 mil.

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Cidades

Secretaria Municipal de Assistência Social continua trabalhando arduamente para manter seus atendimentos a população necessitada

Publicado

por


.

A Prefeitura Municipal de Porto Alegre do Norte, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social atua neste período de distanciamento social com inovação para continuar atendendo da melhor maneira possível toda a população necessitada.

A Secretária Municipal de Assistência Social e Primeira Dama, Valdirene Nascimento, ressaltou que a equipe que trabalha na Secretaria Municipal de Assistência Social vem apresentando estratégias que são inovadoras para atuar durante a pandemia da COVID – 19.

As ações desenvolvidas neste período contam com recursos de mídias sociais para as turmas do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) e do Serviço de Proteção e Atendimento Integral às Famílias (PAIF). Educadores, técnicos de referência e professores de oficinas propõe atividades à distância. As ações serão implementadas no próximo mês com distribuição de kits educativos para crianças, adolescentes e idosos e assim incentivar o fortalecimento de vínculos no período de pandemia.

A campanha de confecção de máscaras para população em geral foi ampliada com produção de novos modelos para distribuição. Até o momento já foram fabricadas mais de 20 mil máscaras.

O objetivo dessa inovação do atendimento da SMAS é promover a continuidade no atendimento à população com projetos inclusivos que ampliam trocas culturais e de vivência. Pois mesmo diante de uma situação desafiadora é necessário prevenir as vulnerabilidades da população.

A Secretária Municipal de Assistência Social está a disposição para atender aos cidadãos porto alegrenses e iforma que agora tem atendimento via whatsapp 66 98441 2613.

Fonte: AMM

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana