conecte-se conosco


Esportes

Diretoria do CSA vende mando de campo contra o Flamengo e desagrada torcida

Publicado


csa brasileirão 2019
GUIDO JR./Fotoarena/Agência O Globo
aa

A discussão envolvendo venda de mando de campo no futebol voltou à tona na tarde desta terça-feira (14). A diretoria do CSA anunciou durante entrevista coletiva que a partida contra o Flamengo, pela nona rodada do Brasileirão, não acontecerá em Maceió.

Leia também:  TV Globo ‘dá o troco’ no Palmeiras e coloca jogos da Copa do Brasil no PPV

De acordo com o presidente do CSA
, Rafael Tenório, a partida entre as duas equipes acontecerá no estádio Mané Garrincha, em Brasília.

“Para o bem do CSA, temos a necessidade de fazer a venda do jogo contra o Flamengo.
Então, nós vamos fazer o jogo em Brasília no dia 12 de junho. Tudo nosso aqui é muito planejado, muito discutido”, comentou.

A justificativa de Tenório é que a equipe de Alagoas precisa de recursos e pensa em vender jogos contra grandes equipes da Série A para obter mais aporte financeiro ao clube. “Todo mundo vende o mando. O CSA não é diferente”, disse.

Segundo o regulamento do Campeonato Brasileiro Série A
, um time pode vender até cinco mandos de campo durante a temporada. Além da partida contra o Flamengo, o CSA pode vender o mando contra o Corinthians, no segundo turno do Brasileirão, de acordo com informações do Globoesporte.com.

A notícia não foi bem recebida pelos torcedores que reclamaram nas redes sociais.

Leia também:  Clubes poderão usar estádios do Copa América até a 8ª rodada do Brasileirão


O que você pensa sobre a venda de mando de campo do CSA
no Brasileirão? É justificável pelas disparidades financeiras entre os clubes? Prejudica os torcedores? É uma prática corriqueira? Vote na enquete abaixo.

Leia mais:  Adriano Imperador nega aposentadoria e pretende voltar a jogar no Brasil

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Salah reprova uso do VAR: “Gosto do futebol com os erros dos árbitros”

Publicado

por

Mohamed Salah arrow-options
Reprodução/ Twitter
Mohamed Salah criticou o uso do VAR

A Premier League implementou o árbitro de vídeo pela primera vez na história na temporada que acaba de começar. Muitos torcedores e jogadores aprovaram a mudança, com algumas exceções, como o egípcio Mohamed Salah, do Liverpool.

Leia também: Boliviano diz ser criador do VAR e pode melar uso do sistema no Brasil

Em entrevista para a CNN, Salah foi questionado sobre o que pensa sobre o VAR , e deixou bem claro que é contra a implementação do sistema no futebol: “Não gosto. É a minha resposta sempre”.

“Gosto do futebol da maneira como ele é, com os erros dos árbitros, os erros dos jogadores. É assim que o futebol é mais entusiasmante e que apaixona as pessoas. O VAR é muito justo”, lamentou o egípcio do Liverpool .

Leia também: CBF comunica que espectador vai ter acesso à mesma imagem do VAR


“No ano passado tive um pênalti na final da Liga dos Campeões que me ajudou muito, mas é demasiado justo. Gostamos com os erros”, concluiu Salah .


Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Leia mais:  Um maluco de 27 anos e suas improváveis e inconsequentes peripécias
Continue lendo

Esportes

Árbitro que apitou o 7×1 no Mineirão na Copa de 2014 vira técnico

Publicado

por

Lance

Ex-árbitro mexicano Marco Rodríguez%2C que apitou Brasil 1 x 7 Alemanha%2C vira técnico arrow-options
FIFA/ Divulgação
Ex-árbitro mexicano Marco Rodríguez, que apitou Brasil 1 x 7 Alemanha, vira técnico

Acostumado a aplicar a regra e conter os ânimos das diferentes partes dentro de uma partida de futebol, o ex-árbitro mexicano Marco Rodríguez viverá o esporte de outro ângulo: agora como técnico de futebol.

Leia também: Áudio vaza ao vivo e mostra narrador Nivaldo Prieto irritado: “Quebro sua cara”

O próprio Marco confirmou em sua rede social (com direito até mesmo a mudança do nome no perfil para “O Árbitro Treinador”) que está a caminho do Salamanca, da Espanha, para ser o novo treinador da equipe que joga a terceira divisão nacional, chamada de Segunda Divisão B.

Curiosamente, a chegada do ex-árbitro vem para repor a saída de outro latino, o também mexicano José Luis Trejo.

Isso porque, contratado também para assumir a equipe espanhola, Trejo não teve sua chegada autorizada pela RFEF (Real Federação Espanhola de Futebol) mesmo tendo a licença da UEFA para trabalhar em clubes profissionais da Europa. O julgamento da entidade nacional é de que, para trabalhar na terceira divisão, seria necessário outro conjunto de documentos pelo fato da instância não ser considerada como parte integrantes do futebol profissional.

Leia também: Homem se passa por irmão de tenista famosa e aplica golpe de US$ 42 mil

Aos 45 anos, além de reconhecidamente um dos árbitros mais importantes no futebol mexicano, o profissional apelidado de “Chiquidracula” em função de seu penteado semelhante ao personagem vampiresco da famosa história Conde Drácula além dos dentes grandes, apitou durante 17 anos tendo como eventos mais destacados as participações em Mundial de Clubes e também nas Copas do Mundo de 2006, 2010 e 2014 tendo se aposentado após o Mundial do Brasil.


Para o público brasileiro, o nome de Marco Rodríguez pode não trazer lembranças muito agradáveis. Isso porque era ele árbitro no fatídico jogo onde a seleção brasileira foi goleada por 7 a 1 diante da Alemanha no estádio do Mineirão, em 8 de julho de 2014, pela semifinal da Copa do Mundo.

Leia mais:  Adriano Imperador nega aposentadoria e pretende voltar a jogar no Brasil

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana