conecte-se conosco


Política MT

Deputado visita região oeste do estado e prestigia projeto da Marinha do Brasil

Publicado

Foto: BRUNO BARRETO

O deputado estadual João Batista (Pros), cumpriu agenda no último final de semana na região oeste do estado. O parlamentar passou pelos municípios de Cáceres, Curvelândia, Lambari D‘Oeste e Rio Branco. Dentre as pautas discutadas, ele destacou o evento realizado pela Marinha do Brasil no Porto de Cáceres, que leva assistência médica e odontológica para a população ribeirinha de Mato Grosso.

O navio de Assistência Hospitalar Tenente Maximiano integra o projeto “Ribeirinho Cidadão”, promovido pelo Poder Judiciário de Mato Grosso e parceiros. No período de cheias, o projeto, que já está em sua 12ª edição, leva atendimento médico, judicial e de cidadania, além de educação ambiental a comunidades ribeirinhas que estão no Pantanal e não têm como acessar esses serviços, tendo em vista a precariedade das estradas, que ficam quase que submersas durante alguns meses.

Para João Batista essa iniciativa, seja das Forças Armadas ou dos Poderes, é de extrema importância para a comunidade local, fazendo com que alguns serviços públicos cheguem às areas mais distantes e de acesso precário. “Acredito que a Assembleia Legislativa precisa realizar projetos semelhantes como este da Marinha, prestando serviços não somente nos centros urbanos, mas em outras comunidades que estão isoladas”, comentou o deputado.

Ainda durante agenda no interior, o parlamentar se reuniu com os prefeitos, vereadores e diversas lideranças políticas dos municípios de Cáceres, Rio Branco e Curvelândia, com o objetivo de ouvir e buscar soluções para as demandas apresentadas pelos munícipes.

“Quero agradecer a todos os nossos companheiros de militância, que nos receberam muito bem durante esses dias de visitas na região oeste do estado. Temos trabalhado diuturnamente no legislativo, no intuito de trazer melhor qualidade de vida à população mato-grossense”, concluiu o deputado.

Mais informações estão disponíveis nas redes sociais do parlamentar.

Fonte: ALMT
Comentários Facebook

Política MT

CCJ aprova emendas de Lúdio Cabral que destinam recursos de venda de imóveis do Estado para Previdência

Publicado

por

Foto: Ronaldo Mazza

A Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) emitiu na terça-feira (31),  parecer favorável às emendas do deputado estadual Lúdio Cabral (PT) que garantem recursos ao fundo previdenciário de Mato Grosso. Lúdio apresentou três emendas ao Projeto de Lei 26/2020, enviado pelo governo, para tratar da gestão patrimonial do Estado. A proposta original do governador previa que, além do MT Prev, o governo poderia usar esses recursos também para pagar empréstimos.

Pelas emendas de Lúdio, todos os recursos vindos da venda, locação, cessão e concessão de bens e direitos do Estado irão para uma conta especial do MT Prev, para solucionar o déficit da Previdência no estado. A proposta ainda será votada em plenário.

“Um dos caminhos para repor o déficit da Previdência vem da gestão do patrimônio do estado, principalmente dos imóveis. Conseguimos aprovar emendas na CCJR assegurando que todos os recursos financeiros advindos da venda, locação, cessão e concessão de bens e direitos do estado de Mato Grosso serão alocados em uma conta especial do MT Prev”, explicou Lúdio.

O deputado lembrou que o governo estadual conseguiu aprovar em janeiro o aumento da alíquota da previdência e o confisco de parte da aposentadoria dos inativos sem apresentar nenhum plano para resolver o déficit da Previdência de Mato Grosso. Desde o início dos debates, Lúdio Cabral defendeu o uso do patrimônio estadual para compor o fundo previdenciário.

“Com a aprovação das nossas emendas, os recursos vindos dos imóveis e de todo o patrimônio do estado vão compor a poupança previdenciária de Mato Grosso. Isso vai corrigir uma injustiça histórica com os servidores e com a nossa previdência. Essa é uma vitória muito importante para os servidores públicos de Mato Grosso”, disse Lúdio.

Fonte: ALMT
Comentários Facebook
Continue lendo

Política MT

João Batista sai de licença e em seu lugar assume o sargento Vidal

Publicado

por

Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, presidida pelo deputado Eduardo Botelho (DEM), deu posse, durante sessão ordinária de quarta-feira (1), ao suplente de deputado Juarez Pereira Vidal. Ele assumiu a vaga no lugar do deputado João Batista, ambos do Pros, por 121 dias. Batista se afasta do cargo para tratar de assuntos particulares.

“É com orgulho e muito feliz que chego a essa Casa de Leis. Há mais de 30 anos, a minha vida foi voltada a defender a segurança pública em Mato Grosso e lutar pelo bem estar dos animais. O meu trabalho será focado a essas duas bandeiras”, afirmou. Vidal é sargento da Polícia Militar de Mato Grosso.

Questionado sobre o enfrentamento do Estado – com apresentação de matérias voltadas a combater a pandemia causada pelo coronarívus (Covid-19), em Mato Grosso, Vidal afirmou que “esse é um momento importante para mostrar para o que veio. Acredito que não terei dificuldades e, com isso, votar as propostas que beneficiarão o Estado e a sociedade”.

Em entrevista à imprensa, Vidal disse que na sessão ordinária, que deve acontecer na próxima segunda-feira (6), vai apresentar dois projetos de lei, um segundo ele, voltado para a segurança pública e o outro para a causa animal.

A proposta da segurança pública, de acordo com Vidal, será reapresenta. A matéria já foi apresentada pelo suplente de deputado Marcrean dos Santos (PRTB) – ele está vereador de Cuiabá, mas foi ao arquivo. De acordo com a proposta, os integrantes dos órgãos responsáveis pela segurança pública terão garantia de atendimento médico-hospitalar em qualquer estabelecimento público ou privado.

 “Agora estou reapresentando em meu nome. A proposta vai beneficiar toda classe de policiais de Mato Grosso. O teor da proposta, por exemplo, é o de traumas causados por acidentes com as viaturas ou trocas de tiros”, explicou Vidal.

Segundo ele, já houve “casos de policiais que foram vítimas de tiros (causados por bandidos) e ficarem mais de 19 dias internados no Pronto Socorro de Cuiabá, aguardando uma UTI. Isso é um absurdo”, explicou.   

Fonte: ALMT
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana