conecte-se conosco



Nacional

Deputado petista propõe “Lei Jair Bolsonaro” para coibir ausências em debates

Publicado


Jorge Solla (PT-BA) propôs a Lei Jair Bolsonaro
Gabriela Korossy/Câmara dos Deputados

Jorge Solla (PT-BA) propôs a Lei Jair Bolsonaro

O PT parece que ainda não engoliu as ausências de Jair Bolsonaro nos debates televisivos durante o segundo turno das eleições de 2018. O deputado federal Jorge Solla (PT-BA) propôs uma lei para que as emissoras sejam obrigadas a trocar os debates por sabatinas em caso de ausência de um dos candidatos. O projeto foi apelidado de ‘Lei Jair Bolsonaro’.

Leia também: TSE aprova contas da campanha de Bolsonaro e adia decisão sobre ação petista

 A matéria já está em tramitação na Câmara dos Deputados, mas dificilmente será aprovada ainda neste ano, já que o recesso deve começar no dia 20 de dezembro. O projeto da “ Lei Jair Bolsonaro ” quer que as emissoras que não cumprirem com a troca dos debates por sabatinas sejam punidas com 48 horas sem transmissão e, em caso de reincidência, perda da concessão pública.

 “Bolsonaro disseminou fake News e, ao se negar a ir a debates, interditou o contraditório, o confronto com a verdade, num processo eleitoral, o que foi fundamental pra sua vitória”, argumenta o deputado J orge Solla ao propor a lei.

 Bolsonaro não participou de nenhum debate durante o segundo turno das eleições, alegando, em princípio, que não tinha condições de saúde de comparecer, afinal havia passado por uma cirurgia depois de sofrer um atentado em que foi esfaqueado na região intestinal. O presidente eleito ainda anda com uma bolsa de colostomia.

Leia mais:  Moro anuncia delegado como número 2 da Justiça e põe general ex-PSDB na equipe

Leia também: PT aponta Haddad como “nova liderança” e critica Bolsonaro e PSDB

 Dias antes da eleição de segundo turno, o capitão reformado foi liberado pelos médicos para participar de debates, restando ainda o evento na Rede Globo, mas informou que mesmo assim não iria .

 Na época, o candidato derrotado Fernando Haddad, do PT, entrou com pedidos no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para que fosse exigido das emissoras ao menos sabatinas com ele, já que seu adversário se negava a comparecer. Os pedidos foram negados.

 As eleições de 2018 foi a primeira da história do Brasil desde a redemocratização de 1989 em que não houve debates antes do segundo turno.

Solla foi reeleito nas eleições de 2018, ficando em quinto lugar na Bahia. Ele recebeu mais de 135 mil votos e foi o mais votado entre os candidatos do Partido dos Trabalhadores. Mesmo que não consiga a aprovação da “ Lei Jair Bolsonaro ”, o político promete fazer oposição ao presidente eleito na Câmara dos Deputados.

Comentários Facebook
publicidade

Nacional

Considerado foragido, João de Deus deve se entregar amanhã, diz defesa

Publicado

por


Defesa afirma que João de Deus se entregará à Justiça amanhã (16)
Cesar Itiberê/ Fotos Públicas

Defesa afirma que João de Deus se entregará à Justiça amanhã (16)

O médium João de Deus, acusado por mais de 330 denúncias de abusos sexuais contra mulheres, deve se entregar à Justiça neste domingo (16), de acordo com sua defesa. As informações foram apuradas pelo jornal O Estado de S. Paulo .

Segundo a publicação, João de Deus deve se entregar amanhã em Goiás. A data foi informada no final da tarde deste sábado (15), após o líder espiritual ter sido considerado foragido pelo Ministério Público de Goiás (MPGO) e ter seu nome incluído na lista da Interpol.

A prisão preventiva de João de Deus foi decretada ainda na manhã de sexta-feira (14) após a Justiça aceitar o pedido do Ministério Público de Goiás que já havia recebeu mais de 330 denúncias de mulheres que se dizem vítimas de abuso sexual por parte do líder espiritual João Teixeira de Faria, o João de Deus. Os relatos chegaram de pessoas de  s eis países diferentes, além de 13 estados do Brasil e do Distrito Federal .

Horas antes do pedido de prisão, o líder espiritual esteve na  Casa Dom Inácio de Loyola  pela primeira vez desde que começaram a surgir denúncias contra ele . O médium permaneceu no local por apenas 10 minutos e se disse inocente. “Meus queridos irmãos e minhas queridas irmãs. Agradeço a Deus por estar aqui. Ainda sou irmão de Deus, mas quero cumprir a lei brasileira porque estou na mão da lei brasileira. João de Deus ainda está vivo”, declarou.

Leia mais:  Moro anuncia delegado como número 2 da Justiça e põe general ex-PSDB na equipe

De acordo com o coordenador da força-tarefa do MPGO, responsável por apurar as denúncias contra João de Deus , promotor Luciano Miranda Meireles, há indícios de que o líder espiritual tenha praticado diversos tipos de crimes sexuais, como estupro, estupro de vulnerável (quando cometido contra menor de 14 anos ou quem esteja em situação de vulnerabilidade) e violação sexual mediante fraude. Os dois primeiros crimes, segundo observou Mendes, são considerados hediondos, sendo o estupro de vulnerável o crime com maior pena prevista, podendo resultar em condenação de até 15 anos de reclusão.

Investigadores apuram que João de Deus sacou R$ 35 milhões de sua conta


Pela primeira vez depois das denúncias de crimes sexuais, João de Deus apareceu  na Casa Dom Inácio de Loyola na quarta-feira (12)
Marcelo Camargo/ABr

Pela primeira vez depois das denúncias de crimes sexuais, João de Deus apareceu na Casa Dom Inácio de Loyola na quarta-feira (12)

Investigadores do caso do líder espiritual  identificaram movimentações bancárias recentes nas contas do médium . Segundo informações do portal O Globo , até quarta-feira (12) já haviam sido sacados R$ 35 milhões em seu nome.

De acordo com o site, a descoberta destas operações financeiras acelerou o processo de ordem de prisão de João de Deus . O dinheiro teria sido retirado de aplicações que o homem tem em instituições bancárias. 

Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Tiroteio em praia de São Vicente mata um e deixa dois feridos; veja o vídeo

Publicado

por


Tiroteio em São Vicente deixou uma banhista ferida
Reprodução YouTube

Tiroteio em São Vicente deixou uma banhista ferida

Uma pessoa morreu e duas ficaram feridas durante um tiroteio em São Vicente, no litoral de São Paulo, na tarde deste sábado (15). De acordo com informações, o crime aconteceu na praia dos Milionários.

O homem que morreu foi um dos autores do tiro. Entre os baleados, um dos comparsas do tiroteio em São Vicente e uma banhista, que foi atingida nas costas e está internada no Hospital Municipal da cidade.

No vídeo, é possível escutar os tiros, gritos e ver a correria dos banhistas, que saem da faixa de areia rapidamente. O crime aconteceu por volta 15h20 quando os dois homens tentaram roubar banhistas. Um policial militarque estava no local, de folga, percebeu a ação e reagiu. Confira a filmagem divulgada pelo portal A Tribuna :


Mais informações em instantes

Comentários Facebook
Leia mais:  Moro anuncia delegado como número 2 da Justiça e põe general ex-PSDB na equipe
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana