conecte-se conosco


Política MT

Deputado João Batista promove entrega de cestas da agricultura familiar

Publicado


.

Com apoio do deputado João Batista, cestas serão entregues aos parlamentares em sessão plenária

Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

Completando 56 anos nesta terça-feira (15), a Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), com o apoio e iniciativa do deputado estadual João Batista do Sindspen (Pros), que exerce o cargo de presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), irão promover a entrega de 24 cestas com produtos da agricultura familiar aos deputados estaduais. A entrega dos produtos está marcada para a sessão plenária da próxima quarta-feira (16).

Como explica o deputado João Batista, o ato em alusão ao aniversário da empresa servirá para mostrar a importância do assistencialismo rural realizado há mais de 50 anos em Mato Grosso. “A Empaer olha para o pequeno produtor, para aquele que precisa das políticas públicas oferecidas pelo governo. A nossa iniciativa visa sensibilizar os deputados da importância do órgão, para que juntos possamos sair em defesa deste setor”, disse.

Para o presidente em exercício da Empaer, Gilmar Brunetto, o Gauchinho, os recursos financeiros do governo do estado destinados ao custeio dos serviços de pesquisa, assistência técnica e extensão rural são insuficientes e não há recursos destinados a investimento. “A Empaer corre o sério risco de ser fechada pelo governador. Fala-se em cortar custos, encerrar atividades, demissões, quando na verdade deveríamos discutir investimentos para o setor. Já há muito tempo que a Empaer anda com as próprias pernas, não geramos despesas para o estado, geramos capacitação e investimos em ciência. Esperamos que, com a ação desta quarta-feira, os deputados se sensibilizem com a nossa causa”, explicou Gauchinho.

O estado de Mato Grosso possui uma área agrícola de 54.922.850 de hectares que abrange 118.679 estabelecimentos agropecuários (Censo 2017 IBGE). Sendo 104.346 formados por agricultores familiares (Empaer 2015) e 14.333 são agricultores empresariais, médios e grandes.

O PIB agropecuário e o Valor Bruto da Produção Agropecuária demonstram que a agricultura familiar responde por 33% da produção de arroz, 69% de feijão, 57% de leite, 16% de ovos, 29% de carnes bovinas, 51% de aves e 59% de suínos, conforme o censo.

Com a intenção de diminuir a contaminação do novo coronavírus (Covid-19), a ALMT concentrou suas sessões em um único dia da semana (quarta-feira), adotando a plataforma de videoconferência para participação de alguns parlamentares. De acordo com o presidente João Batista, o evento de entrega das cestas ocorrerá de forma ordenada e sem aglomerações.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook

Política MT

Parceria entre Assembleia Social, BPW Cuiabá e Igreja de Jesus Cristo distribui mais de 9 mil máscaras de proteção

Publicado

por


.

Desta vez, foram contempladas quatro instituições filantrópicas

Foto: Karen Malagoli

Mais 1200 máscaras faciais de tecido foram entregues a instituições filantrópicas na segunda-feira (14), no foyer do Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros, mediante parceria entre a Assembleia Social, a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias e a BPW-Cuiabá. Com o novo repasse, o número chega a 9260 máscaras.

O projeto “Mãos que ajudam a salvar vidas” previu repasse de tecido e insumos (como linhas e agulhas) por parte da AL Social e da BPW e a Igreja de Jesus Cristo disponibilizou fiéis voluntários para a produção. Com as quatro últimas entidades filantrópicas, foram atendidas 13 instituições e os moradores dos bairros circunvizinhos às unidades da igreja parceira.

Nesta entrega, receberam 500 máscaras a Central Única de Favelas de Mato Grosso (Cufa-MT), 600 máscaras distribuídas igualmente para a Igreja Assembleia de Deus (da região do CPA, em Cuiabá), a Cooperativa de Consumo do Estado de Mato Grosso (Cocemat) e a Igreja Assembleia de Deus Jesus Virá, e outras 100 serão distribuídas conforme demanda da Assembleia Social.

O tesoureiro da Cufa-MT, João Vitor da Silva Santos, apontou que as máscaras serão muito importantes ainda neste momento, pois há muitas famílias precisando, especialmente das infantis. “Ainda temos famílias em necessidade, porque está aumentando o número daquelas abaixo da linha da pobreza. Estamos lutando para amenizar o sofrimento dessas pessoas”, conta.

O diretor da Cooperativa de Consumo do Estado de Mato Grosso (Cocemat), Alceu Salvador de Lara, agradeceu as doações e contou que as máscaras serão distribuídas para a comunidade do bairro 1º de Março (em Cuiabá) e para os associados. “É uma forma de levar a conscientização para a nossa comunidade, porque passamos por uma pandemia ainda não superada”, avaliou.

Esta ação é o fortalecimento das iniciativas conjuntas entre a Assembleia Social e a igreja voluntária. “Temos uma parceria antiga com a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, já com Oficinas de Armazenamento de Alimentos e outros cursos na comunidade. E agora, com a pandemia, surgiu esta parceria tão bonita, tão solidária”, explicou a diretora da AL Social, Daniella Paula Oliveira, reforçando que “estamos de braços abertos, sempre, para fortalecer parcerias como essa, que pensam no bem comum”.

“A Assembleia Social já é parceira nossa há alguns anos. Este ano, em razão da pandemia, nós optamos pelo projeto ‘Mãos que ajudam a salvar vidas’. Já entregamos máscaras para três presídios, para estas quatro entidades de hoje e para associações de moradores, de mulheres negras e outras instituições como a ONG Autoestima. Com isso, atendemos vários bairros de Cuiabá e Várzea Grande”, finaliza a diretora de Assuntos Públicos da Igreja de Jesus Cristo da estaca Cuiabá, Maria Nascimento Tezolin.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

Política MT

Projeto de lei sobre animal comunitário em MT segue em tramitação

Publicado

por


.

PL foi apresentado pelo deputado Ulysses Moraes

Foto: Ronaldo Mazza

Um projeto de lei do deputado Ulysses Moraes que trata sobre a existência do animal comunitário em Mato Grosso aguarda parecer da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) da Assembleia Legislativa de Mato Grosso para ir à segunda votação em Plenário. Em Cuiabá, por exemplo, a estimativa é de que 14 mil animais estejam em condições de rua. São cães e gatos vítimas de abandono em todo o estado. Dessa forma, o PL traz medidas para solucionar essa questão.

“Com esse projeto, serão considerados tutores de um animal comunitário os responsáveis, os tratadores e os membros da comunidade que com ele tenham estabelecido vínculos de afeto e dependência e que se disponham voluntariamente a cuidar e respeitar os direitos desse animal”, disse Moraes.

Isso porque muitos cães e gatos na rua acabam estabelecendo com a comunidade próxima laços de dependência e de manutenção. É cada vez mais comum ver em bairros da capital moradores alimentando um animal abandonado. Assim, o projeto propõe que o animal comunitário poderá ser mantido no local em que se encontra sob a responsabilidade de um tutor.

Além disso, o projeto cria casas para o abrigo desses pets. De acordo com a proposta do PL, esses locais terão placas com a identificação ‘Animais Comunitários’. “Para abrigar esses animais, ficaria permitida a colocação de casas em vias públicas, escolas públicas e privadas, órgãos públicos e empresas tanto públicas quanto privadas, com a autorização, é claro, do responsável pelo local”, destacou o parlamentar.

O PL nº 726/2019 foi apresentado em setembro do ano passado, já foi aprovado em primeira votação e aguarda parecer da CCJR para ir à segunda votação em Plenário.

“Esse projeto define que é dever do Estado e da coletividade zelar pelos animais e, ao mesmo tempo, impedir práticas que os submetam à crueldade, por isso é muito importante. Os animais abandonados nas ruas são da nossa responsabilidade”, finalizou o deputado.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana