conecte-se conosco


Política MT

Deputado cria projeto por campanha contra assédio e importunação sexual em ônibus

Publicado

Thiago Silva apresenta no plenário

Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

De autoria do deputado estadual Thiago Silva, o Projeto de Lei 05/2020 tem o objetivo de criar uma campanha de conscientização  que seja veiculada em ônibus e coletivos nas cidades de Mato Grosso, sob o tema: “Meu corpo não é coletivo – Assédio e importunação sexual nos ônibus são crimes”.   

Devido a inúmeros casos relatados, o intuito é prevenir e combater atitudes de importunação sexual em coletivos e ônibus que circulam no estado. “Queremos evitar qualquer tipo de conduta que traga constrangimento para nossas mulheres e crianças nos coletivos de Mato Grosso. Vamos realizar uma campanha de conscientização divulgando quais as penas e a lei severa para este tipo de atitude”, disse o parlamentar.    

Segundo o artigo 3 do projeto de lei, a campanha de combate ao assédio terá as seguintes diretrizes:

“I – A criação de campanhas educativas e preventivas relativas ao assédio, à importunação e à violência sexual contra a mulher, sofridos no interior dos ônibus.

II – A confecção de material gráfico com informações sobre o assédio, a importunação e a violência sexual, contendo ainda os telefones dos órgãos responsáveis pelo atendimento das vítimas e incentivando a realização de denúncias em caso de ocorrência das condutas tipificadas.

III – A capacitação e a formação permanente dos servidores e prestadores de serviço sobre o assédio, a importunação e a violência sexual.

IV – A divulgação das políticas públicas voltadas para o atendimento das vítimas de assédio, de importunação e de violência sexual."


"Este projeto vem ao encontro da demanda já existente e acredito que seja importante essa orientação por meio de campanha de divulgação", disse a comerciante Maria Dantas.

Leia mais:  TRE fará diplomação dos eleitos em Mato Grosso na próxima segunda-feira

Fonte: ALMT
Comentários Facebook

Polícia

Suspeito de envolvimento em roubo a casa da deputada Janaína Riva é trazido do Acre para MT

Publicado

A Polícia Civil de Mato Grosso recambiou para o estado o suspeito de envolvimento no assalto à casa de uma deputada estadual, ocorrido no mês de dezembro, na Capital. O suspeito do crime foi preso na cidade de Epitaciolândia, região sul do Acre, no dia 8 de janeiro, e estava custodiado temporariamente na Capital, Rio Branco.

A prisão foi efetuada com apoio da Polícia Civil do Acre, que colaborou para o cumprimento do mandado relativo à Operação Judas Iscariotes conduzida pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Cuiabá.

A polícia acreana também deu apoio operacional durante a condução do suspeito até a capital do estado e no transporte para a remoção a Cuiabá.

O roubo à casa da deputada estadual Janaína Riva ocorreu na madrugada de 24 de dezembro quando dois homens invadiram a residência da parlamentar no bairro Santa Rosa, na capital. Conforme relato das vítimas, os homens conseguiram abrir o portão eletrônico e seguiram para o quarto do casal, agindo com agressividade e truculência e apontando as armas. Foram levados da casa joias, celular e dinheiro.

Durante as investigações presididas pelo delegado Guilherme Fachinelli, da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos da capital, foram identificadas mais cinco pessoas envolvidas no crime, das quais três tiveram os mandados cumpridos durante a Operação Judas Iscariotes. Outras quatro foram presas em flagrante no dia do crime.


O suspeito preso no Acre foi encaminhado a uma unidade prisional de Cuiabá e permanecerá à disposição da justiça.

Leia mais:  Assembleia Social repassa 1 tonelada de alimentos e ultrapassa 10 toneladas em 2019

Comentários Facebook
Continue lendo

Política MT

Mesa Diretora lamenta falecimento de Benedito Botelho, pai do presidente da AL

Publicado

por

Foto: ARQUIVO PESSOAL / ALMT

A Assembleia Legislativa vem a público expressar sentimento de pesar e prestar condolências à família do presidente da Casa de Leis, deputado Eduardo Botelho, pelo falecimento do seu  pai, senhor Benedito Caetano Botelho, na manhã desta sexta-feira (17).

Seo Chinhô, como era conhecido, era natural de Livramento, completou 95 anos em setembro, e tratava de câncer há três anos. Ele deixou nove filhos e viúva, senhora Leopoldina Fontes Maia.


O velório está previsto para acontecer nesta sexta-feira (17), a partir das 16 horas, na funerária Capelas Jardins – em Cuiabá.

Fonte: ALMT
Comentários Facebook
Leia mais:  Deputado Elizeu Nascimento vai homenagear policiais do Bope
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana