conecte-se conosco


Nacional

Deputada do PSL faz ‘vaquinha’ para pagar indenização de R$ 40 mil a Jean Wyllys

Publicado


Carla Zambelli conta com ajuda de seguidores para pagar indenização a Jean Wyllys
Reprodução/Facebook

Carla Zambelli conta com ajuda de seguidores para pagar indenização a Jean Wyllys

A deputada federal eleita por São Paulo, Carla Zambelli (PSL), está promovendo uma ‘vaquinha’ virtual para conseguir o valor de R$ 40 mil que foi condenada a pagar de indenização a Jean Wyllys após vincular o deputado a pedofilia com uma postagem que relacionava o político a uma declaração jamais dita por ele.

Leia também: Frota é condenado a pagar R$ 295 mil a Jean Wyllys por fala falsa de pedofilia

Por meio do site Vakinha,  Carla Zambelli
espera conseguir todo o valor do processo de Jean Wyllys e, de quebra, ainda ultrapassar os R$ 40 mil para usar o dinheiro como doação à Associação Amigos Pela Cura da AME.

O curioso é que na divulgação da campanha de arrecadação
, a deputada eleita voltou a provocar Wyllys, propondo, como desafio, que o mesmo realize um exame toxicológico e doe todo o valor da indenização para a mesma instituição.

Leia também: Ministro do STF arquiva processo de Jair Bolsonaro contra Jean Wyllys

“O que passar do valor da sua “indenização”, vou doar para crianças com Atrofia Muscular Espinal. Espero que você tenha a hombridade de fazer o mesmo com o que receberá. Quem sabe pelo menos uma vez possamos nos orgulhar de uma boa atitude sua”, escreveu a futura deputada
no Twitter.

Também pela rede social, o deputado ironizou o pedido de ajuda financeira para a parlamentar. “Tem gente que me detesta e está contribuindo com uma vaquinha que servirá para me dar dinheiro? Freud explica!”, escreveu.

Até as 17h desta sexta-feira (11), a futura parlamentar já tinha arrecadado R$ 24.725,34, ou 61% do objetivo de R$ 40 mil.

Leia também: Jean Wyllys corre “grave risco” e Estado deve protegê-lo, diz órgão ligado à OEA

Fundadora da Associação Brasil nas Ruas, Carla Zambelli
se notabilizou por ser uma grande crítica do PT e dos partidos de esquerda. Ela conseguiu 76.306 votos, se elegendo deputada federal por São Paulo na 57ª posição das eleições. Assim, vai trabalhar na Câmara como Jean Wyllys, eleito para o seu terceiro mandato consecutivo pelo Rio de Janeiro.

Comentários Facebook

Nacional

Sem comércio aberto, SP inicia transição para retomada da economia

Publicado

por


source

Nesta segunda-feira (01), começa, sem estabelecimentos abertos, o processo de transição para reabertura da economia anunciada por João Doria (PSDB).

Leia também: Covid-19: Anticorpos de cavalos pode começar a ser usado em 3 meses

Prefeito de São Paulo Bruno Covas
Agência Brasil/Rovena Rosa

Prefeito de São Paulo Bruno Covas

Na capital paulista, o prefeito Bruno Covas (PSDB) estabeleceu que cada setor precisa aprovar protocolos antes de reabrir. O mandatário prorrogou a quarentena na cidade até dia 15 de junho, porém, se algum grupo conseguir aprovação antes da data poderá abrir mesmo assim.

Leia também: Covid-19: aos gritos, deputado bolsonarista invade hospital de campanha no Rio

O processo de avaliação exige apresentação de protocolos de distanciamento, de higiene, de testagem de colaboradores, de horários alternativos, de agendamento para atendimento, de fiscalização e apoio para que funcionários que não tenham com quem deixar seus dependentes e mais.

As propostas devem chegar em breve, uma vez que há pressa entre os setores para a retomada, principalmente, levando em relação que o dia dos namorados se aproxima (12 de junho).

Leia também: São Paulo tem 272 mortes por Covid-19 em um dia e total de óbitos passa de 6 mil

O estado de São Paulo atingiu o total de 109.698 casos e 7.615 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas. Foram registrados 83 novos óbitos e 2.556 novos casos no período. Com informações da Folha .

Comentários Facebook
Continue lendo

Nacional

Covid-19: Polícia prende três pessoas por fraude na venda de respiradores

Publicado

por


source

Nesta segunda-feira (01), três pessoas foram presas durante uma operação da Polícia Civil da Bahia contra a empresa que vendeu e não entregou respiradores ao Consórcio do Nordeste. Além das prisões, a operação Ragnarok cumpre 15 mandados de busca e apreensão em Salvador, São Paulo, Rio e Brasília.

Leia também: SP tem 272 mortes por Covid-19 em um dia e total de óbitos passa de 6 mil

Operação da polícia na Bahia
TV Bahia / Reprodução

Operação da polícia na Bahia

De acordo com a reportagem do “Jornal da Manhã”, folhetim da afiliada da Globo , foram cumpridos dois mandados de prisão temporária em um hotel e dois de busca e apreensão em um residencial de Brasília. A terceira detenção ocorreu no Rio de Janeiro. Os presos devem transportados para a Bahia ainda nesta segunda-feira (01).

Leia também: Covid-19: aos gritos, deputado bolsonarista invade hospital de campanha no Rio

A polícia informou à reportagem que o grupo alvo da ação é especializado em estelionato, através de fraude na venda de equipamentos hospitalares.

Leia também: Covid-19: Anticorpos de cavalos pode começar a ser usado em 3 meses

Conforme apontam as investigações, a empresa recebeu R$ 48 milhões por um conjunto de respiradores  e não os entregou e nem devolveu o dinheiro. A fraude foi descoberto após o Consórcio do Nordeste fazer uma denúncia.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Política MT

Mais Lidas da Semana